Nome do Projeto
Formação de biofilme por Vibrio parahaemolyticus isolados de pescados e resistência a sanitizantes
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/07/2015 - 31/07/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Medicina Veterinária
Resumo
Vibrio parahaemolyticus é um patógeno que causa doença de origem alimentar em humanos, sendo responsável por uma proporção significativa de infecções relacionadas ao consumo de pescados. V. parahaemolyticus possui uma eficiência acentuada na colonização da superfície de organismos e outros materiais, o que é determinado pela sua capacidade vigorosa de formar biofilmes. Os micro-organismos em biofilmes podem permanecer aderidos e viáveis por longos períodos mesmo após a higienização, acarretando prejuízo financeiro à indústria e constituindo fonte de contaminação para os alimentos. O estudo tem como objetivo verificar a capacidade de formar biofilme e a resistência a sanitizantes de V. parahaemolyticus isolados de pescados. Serão realizadas 12 coletas de amostras de Farfantepenaeus paulensis e 12 de peixes capturados no estuário da Lagoa dos Patos. As coletas serão realizadas logo após o desembarque. As guelras e os fígados dos peixes ou três F. paulensis, conforme o caso, serão incubados água peptonada alcalina para enriquecimento e posteriormente em ágar TCBS para obtenção de colônias isoladas, que serão confirmadas como V. parahaemolyticus por PCR. Os isolados serão avaliados quanto à capacidade de produção de biofilme em placas de microtitulação e classificados como não formadores de biofilme, fracamente formador, moderadamente formador ou fortemente formador. Os isolados também serão testados após serem submetidos a estresse subletal com choques de calor, frio e pH baixo. Os isolados considerados formadores de biofilme nas placas de microtitulação serão testados quanto à capacidade de formarem biofilme na superfície de polietileno de alta densidade, aço inoxidável, vidro, exoesqueleto de F. paulensi e opérculo de M. furnieri. A eficiência dos sanitizantes hipoclorito de sódio e iodofor será avaliada frente às bactérias nos biofilmes formados sobre a superfície dos diferentes materiais utilizados.

Objetivo Geral

Geral
- Verificar a capacidade de formar biofilme e a resistência a sanitizantes de V. parahaemolyticus isolados de pescados.

Específicos
- Determinar a ocorrência de V. parahaemolyticus em pescados capturados no estuário da Lagoa dos Patos;
- Verificar a capacidade dos isolados formarem biofilme em placas de microtitulação;
- Submeter os isolados a diferentes tipos de estresse e verificar possíveis efeitos na formação de biofilme.
- Verificar a formação de biofilme em diferentes superfícies de materiais usualmente utilizados em equipamentos industriais;
- Verificar a capacidade dos isolados formarem biofilme na superfície do exoesqueleto de camarões e dos opérculos dos peixes;
- Verificar se os isolados formadores de biofilme apresentam maior resistência a sanitizantes do que os não formadores.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
JANAINA VIANA DA ROSA2001/07/201531/07/2018
KAROLINE KAEFER401/07/201531/07/2018
NATALIA VOLPATO DA CONCEIÇÃO401/07/201531/07/2018
RITA DE CASSIA DOS SANTOS DA CONCEICAO201/07/201531/07/2018

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 1.200,00

Página gerada em 17/11/2019 20:49:46 (consulta levou 0.080996s)