Nome do Projeto
O Tempo da Fábrica: Memórias da Laneira Brasileira S.A. em patrimônio-território-lugar
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
29/06/2015 - 30/08/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas - Museologia
Resumo
A conceituação mais recente de patrimônio industrial está na carta de Nizhny Tagil, documento produzido na reunião do Comitê Internacional para a Conservação do Patrimônio Industrial (TICCIH) em 2003, na Rússia. Nessa carta, afirma-se que 'não só os bens tangíveis são
de fundamental importância como também os intangíveis'. Segundo a carta de Nizhny Tagil, 'O patrimônio industrial compreende os vestígios da cultura industrial que possuem valor histórico, tecnológico, social, arquitetônico ou científico. Estes vestígios englobam edifícios e maquinaria, oficinas, fábricas, minas e locais de tratamento e de refino, entrepostos e armazéns, centros de produção, transmissão e utilização de energia, meios de transporte e todas as suas estruturas e infra-estruturas, assim como os locais onde se desenvolveram atividades sociais relacionadas com a indústria, tais como habitações, locais de culto ou de educação'. Assim, ao entender a Laneira como um espaço de memória industrial, este trabalho propõe que se estabeleça uma cartografia das relações espaciais da fábrica com o bairro e com a cidade e que se desenhe esta no tempo de sua existencia (da fundação ao presente). A cartografia tornará visível os ciclos econômicos dentro dos quais o território Laneira foi se modificando e permitirá que se faça o inventário dos demais espaços industriais da cidade, relacionando-os.
Projeta-se, concomitante a esta linha de trabalho, estudar o conceito que emerge da proposta: de fábrica a museo e que coloca como problemática a musealização do espaço fabril.
Nesta segunda linha pretende-se acompanhar o desenvolvimento da intervenção da Laneira como um exemplo de reciclagem de espaço industrial, postulando que a rehabilitação e rehabitação deste espaço devem constituir a expressão de um conceito de patrimonio industrial cujo escopo é o sentido
de memória viva amparada na história da fábrica, nas histórias das pessoas que lá trabalharam, na história do bairro e da cidade e que expresse a busca pelo diálogo contínuo entre presente e passado.
Por fim, uma terceira linha busca compreender outro conceito, emergente na proposta: a fábrica de museus como casa de memória. Promove-se a ideia de uma narrativa museográfica que busca integrar conteúdos diversos em uma unidade formada por um sistema de leituras relacionais entre setores diversos que passam a compor, portanto, um espaço de integração, conceitual, prático e de conhecimento.

Objetivo Geral

Objetivo Geral

Dentro do campo do patrimônio industrial, partindo do estudo de caso da extinta fábrica Laneira Brasileira S.A., inventariar e cartografar as memórias relacionais da comunidade do contexo bairro-fábrica para observar o fênomeno território-lugar que constitui a paisagem cultural Laneira-Fragata.
Objetivos Específicos

1. Estudar e aplicar os princípios do inventário do patrimônio cultural proposto no Manual de Educação Patrimonial, dentro do Programa Mais Educação, publicado e elaborado pelo Iphan, no inventário das memórias da extinta fábrica Laneira Brasileira S.A.

2. Elaborar a cartografia do território/lugar - Laneira/bairro Fragata, levantando e traçando os elementos memoriais do núcleo do território - a extinta fábrica Laneira - para evidenciar os ciclos econômicos, sociais e culturais que antecederam e acompanharam a trajetória desta fábrica.

3. Elaborar e produzir o Atlas do Patrimônio Industrial Laneira, desenvolvendo a maquete simbólica do território/lugar Laneira com base nas memórias das comunidades do bairro.

4. Aplicar as possibilidades do Atlas nos demais patrimônios industriais da Universidade Federal de Pelotas constituindo os pontos de ancoragem da trama de significados e reflexos que as trajetórias destas fábricas encetaram no século XX.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALINE REGIANE DE JESUS MOTA1201/08/201731/07/2018
BRUNA PERES CARDOSO1201/01/201630/06/2017
CARLA RODRIGUES GASTAUD229/06/201530/08/2019
DESIRÉE NOBRE SALASAR1201/08/201631/07/2017
DESIRÉE NOBRE SALASAR1201/08/201531/12/2015
DIEGO LEMOS RIBEIRO229/06/201530/08/2019
MARIA LETICIA MAZZUCCHI FERREIRA229/06/201530/08/2019
MARIANA DE ARAUJO ISQUIERDO229/06/201530/08/2019
MATHEUS CRUZ229/06/201530/08/2019
NORIS MARA PACHECO MARTINS LEAL229/06/201530/08/2019
SILVANA DE FATIMA BOJANOSKI229/06/201530/08/2019
VICTÓRIA RUSCHEL KARAM1201/08/201531/07/2016

Página gerada em 04/07/2022 09:35:34 (consulta levou 0.051410s)