Nome do Projeto
COMPOSTOS BIOATIVOS EM ÓLEO DE ABACATE
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
29/05/2016 - 29/08/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Química, Física, Físico-Quím. Bioq. dos Ali. Mat. Primas Ali
Resumo
O abacateiro é uma planta frutífera das mais produtivas por unidade de área cultivada, os frutos apresentam elevados percentuais de lipídeos na polpa, constituindo-se em uma matéria-prima importante para a obtenção de óleo. O óleo de abacate apresenta expressivo teor de ácidos graxos insaturados e de clorofilas, fatores que poderiam levar a redução da estabilidade oxidativa. Por outro lado, sabe-se que o óleo do abacate tem elevada estabilidade oxidativa, o que seria explicado pela presença de compostos que, de alguma maneira, exerçam efeito antioxidante. Esses compostos e seus mecanismos de ação ainda são pouco conhecidos. O conhecimento das características do óleo de abacate está diretamente relacionado com a possibilidade de agregação de valor a este produto, empregando-o como matéria-prima para a indústria farmacêutica, de cosméticos, no preparo de alimentos processados ou mesmo diretamente para uso em mistura com outros óleos vegetais comestíveis. Neste sentido, este projeto tem por objetivo caracterizar os referidos frutos de diferentes variedades por meio de determinações físicas e de composição centesimal, bem como, caracterizar o óleo obtido dos mesmos, através de técnicas cromatográfica e espectroscópicas, para determinar a composição em biofenóis e outros compostos que possam estar relacionados à sua alta estabilidade oxidativa e que mostrem efeitos benéficos à saúde humana. Ainda, intenciona-se avaliar a influência dos processos de extração do óleo e do solvente empregado, no rendimento e na composição dos óleos obtidos, bem como o emprego do óleo e/ou da farinha para elaboração de produtos enriquecidos.

Objetivo Geral

Avaliar as características de abacates de diferentes variedades e extrair o óleo da polpa dos mesmos por meio de diferentes processos, visando identificar e quantificar os compostos bioativos que possam estar relacionados à elevada estabilidade oxidativa deste óleo e a efeitos benéficos à saúde humana, bem como o impacto do processo de extração do óleo sobre o teor destes compostos. Ainda, pretende-se empregar o óleo e/ou a farinha desengordurada do abacate para elaboração de produtos alimentícios enriquecidos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDRESSA LESSA KRINGEL1201/04/201631/07/2017
CAROLINE DELLINGHAUSEN BORGES229/05/201630/07/2018
FERNANDA DÖRING KRUMREICH822/05/201729/08/2018
HELENA LEÃO GOUVEIA COSTA429/05/201629/04/2017
JANAÍNA DA SILVEIRA SCHAUN1201/08/201531/03/2016
LAURA DE VASCONCELOS COSTA1201/08/201731/07/2018
MARCO AURELIO ZIEMANN DOS SANTOS822/05/201729/08/2018
SIDÉLEN STRELOW ALVES1201/08/201431/07/2015

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 5.000,00

Página gerada em 14/11/2019 17:11:02 (consulta levou 0.092959s)