Nome do Projeto
Descrição e análise das produções escritas de alunos pertencentes às escolas municipais e estaduais do ensino fundamental de Santana do Livramento pertencentes ao Programa Escolas Interculturais de Fronteira - PEIF
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/07/2015 - 01/07/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes - Letras
Resumo
Esta pesquisa tem como objetivo analisar os erros mais recorrentes na escrita de alunos d e oito escolas do ensino fundamental do município de Santana do Livramento, que fazem parte do Programa Escolas Interculturais de Fronteira (PEIF) - MEC-SEB. Os textos, em muitos casos, são de alunos que vivem em situação bilíngue, bem como destacar a importância do professor estar atento a esses erros para realizar um trabalho mais eficaz e direcionado com seus alunos. Trabalho também uma reflexão sobre o porquê desses erros ocorrem e por que acompanham o aluno por vários anos escolares. A abordagem metodológica utilizada na pesquisa será à análise das redações de alunos destas séries, acrescida de observações e entrevistas com seus professores. O objetivo desta proposta é fazer uma análise sobre as noções linguísticas dos professores e as produções textuais dos alunos para acabar, ou pelo menos amenizar, a recorrência desses erros, uma vez que acontecem em todas as séries. Pretende-se também apresentar soluções para que esses erros sejam utilizados para um trabalho metodológico por parte do professor, para que as ocorrências e recorrências dos erros sejam superadas pelos alunos. Não será apresentada uma crítica, mas sim, uma descrição, um mapeamento das dificuldades mais frequentes dos alunos, e a postura que o professor deve ter para direcionar o trabalho em torno de minimizar a ocorrência dos erros. As metas pesquisa são: incentivar a leitura e a elaboração de materiais didáticos específicos que poderão ser utilizados pelos professores como um trabalho direcionado na busca de uma reforma no ensino e na redução da recorrência dos erros nas redações dos alunos; sensibilizar o professor sobre a importância de tornar-se um profissional pesquisador, identificando esses erros, além da sensibilidade para saber desenvolver um trabalho eficaz e produtivo em sala de aula; mostrar que os erros dos alunos podem estará diretamente ligado ao ensino descontextualizado e sem sentido da gramática normativa; mostrar que o professor jamais pode usar o erro para denegrir, diminuir ou constranger o aluno na sala de aula ou em qualquer outro ambiente; questionar o professor sobre o que está errado no ensino de língua portuguesa atual, por que os alunos apresentam uma recorrência de erros tão significativa e de onde isso se origina, como o texto deve ser trabalhado para que tenhamos um ensino mais produtivo.

Objetivo Geral

Este projeto faz parte das ações propostas pelo “Programa Escolas Interculturais de Fronteira – PEIF” desenvolvido em parceria da UFPel com o MEC-SEB. A presente pesquisa tem por objetivo destacar a importância de o professor estar atento aos “erros” recorrentes de escrita de seus alunos, pois através da constatação desses erros é possível realizar um trabalho mais específico e eficaz, melhorando assim a aprendizagem em sala de aula. Faz-se necessário cada vez mais desenvolver uma atitude de professor engajado em uma pedagogia culturalmente sensível, ou seja, voltando suas atenções para o educando e suas necessidades, conhecer bem a realidade do aluno e suas limitações. Como base em uma perspectiva de pedagogia comprometida e voltada para o aluno, apresentaremos uma análise e abordagem dos erros mais recorrentes nas redações de alunos do terceiro, sexto e oitavo anos das séries do ensino fundamental de oito escolas públicas do município de Santana do Livramento: quatro escolas do município e quatro escolas do estado. Essa análise/observação é o ponto de partida para conhecer as limitações dos alunos e, assim, partir para a elaboração de um trabalho mais direcionado, que vise à melhoria na escrita destes alunos e que direcione o trabalho do professor para uma “pedagogia culturalmente mais sensível”. Bortoni-Ricardo (2005:53) afirma que: “a identificação dos erros é fundamental para racionalizar e explicar as avaliações, atendendo áreas cruciais de incidência”. A partir da análise das redações desses alunos, será possível identificar e classificar os erros mais recorrentes, refletindo por que eles acontecem e o que esta sendo feito ou não está sendo feito para solucionar ou amenizar esse fato, quem é o responsável e o que fazer. Bortoni Ricardo (2004, 2005 e 2008) e Cagliari (2006) trazem um amplo debate sobre as noções de erros¹ dos alunos. Ressalto que os autores não abordam os erros como uma questão de “certo” ou “errado”, mas sim de “adequação” ou “inadequação”. Postura que o aluno e o professor devem adotar na sala de aula.
¹ Erro como processo intrínseco ao ensino escolar e funcionalmente aceito pela estrutura variável das línguas.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA LOURDES DA ROSA NIEVES BROCHI FERNANDEZ101/07/201501/07/2017
ANNA CRISTINA MOREIRA KARINI MARTINS101/07/201501/07/2017
CLAUDIA MARIZA MATTOS BRANDAO101/07/201501/07/2017
JEIVI RIZZO201/07/201501/07/2017
THALISE BARBOSA RODRIGUES201/07/201501/07/2017

Página gerada em 06/06/2020 04:52:23 (consulta levou 0.084334s)