Nome do Projeto
Circulação e consumo da cultura surda na formação de professores e na educação básica
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/08/2015 - 30/11/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas - Educação
Resumo
A presente pesquisa tem como problema: de que modo a circulação e o consumo de artefatos culturais surdos vêm se configurando nos espaços da formação de professores e na educação básica? O objetivo é analisar a circulação e o consumo de artefatos culturais surdos em contextos da educação bilíngue para surdos, especificamente nos espaços da formação inicial de professores em cursos de licenciatura e na educação básica, nas cidades de Pelotas e Rio Grande. A escolha das duas cidades é pelo fato de que em ambas há escola específica de surdos e escolas em que surdos encontram-se em situação de inclusão escolar. Também, nessas localidades, a comunidade surda está organizada e vem desenvolvendo movimentos no sentido da garantia da educação bilíngue para surdos. Tanto nessas escolas de surdos, como nas Universidades elencadas, há a presença de professores surdos desenvolvendo atividade docente. Para a produção dos dados serão propostos grupos de discussão a partir de dois focos: - professores e alunos de escolas com alunos surdos matriculados; - turmas de alunos da disciplina de Libras – Língua Brasileira de Sinais - em cursos de licenciatura. Para o primeiro grupo, priorizaremos escolas específicas para surdos, como também escolas comuns em que alunos surdos estejam nomeadamente em situação de inclusão nas cidades de Pelotas e Rio Grande. Para o segundo grupo, focaremos em turmas da Universidade Federal de Pelotas – UFPel e da Fundação Universidade de Rio Grande – FURG. Nesses espaços os artefatos culturais surdos vêm sendo produzidos, circulam e produzem efeitos entre alunos e professores. Cabe salientar nosso interesse em analisar esses efeitos no contexto curricular, entre os alunos e nas práticas docentes. Tomando como suporte teórico-metodológico os Estudos Culturais em Educação, entendemos que os artefatos culturais estão envolvidos no que se compreende como circuito da cultura, como espaço/tempo de produção de sentidos e significados culturais. Utilizaremos dos estudos de recepção, que entende que no circuito da cultura, os receptores também operam no processo de produção de sentidos e significados. Consideramos que nos espaços das escolas de/para surdos e em turmas da disciplina de Libras nas licenciaturas, alunos e professores são produtores dos artefatos e práticas com os quais se relacionam e produzem jeitos de ser surdo, professor surdo, professor de surdo, e constituem possibilidades de pensar o currículo e as práticas docentes

Objetivo Geral

A pesquisa pretende direcionar o olhar aos efeitos das produções culturais das comunidades surdas nos espaços escolares e de formação docente. Para isso, estabelecemos como problema de pesquisa o seguinte enunciado: de que modo a circulação e o consumo de artefatos culturais surdos, em contextos da educação de surdos, vêm se configurando nos espaços da formação de professores e na educação básica?

4.1. Objetivo geral da pesquisa:
Analisar a circulação e o consumo de artefatos culturais surdos em contextos da educação bilíngue para surdos, nos espaços da formação inicial de professores em cursos de licenciatura e na educação básica, nas cidades de Pelotas e Rio Grande/RS.

4.2. Objetivos específicos da pesquisa
- Analisar e entender as formas de apropriação da cultura surda no currículo escolar em escolas de educação básica, com alunos surdos e na formação inicial de professores em cursos de licenciatura nas cidades de Pelotas e Rio Grande/RS;
- Investigar os sentidos de interculturalidade e bilinguismo que vêm circulando em diferentes artefatos da cultura surda.
- Estabelecer um estudo comparativo quanto aos sentidos de cultura surda que circulam entre as escolas das cidades de Pelotas e Rio Grande e em escolas de referência para educação bilíngue para surdos na cidade do Porto/Portugal.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALINE DE CASTRO E KASTER401/03/201630/11/2017
ANGELA NEDIANE DOS SANTOS601/03/201630/11/2017
FABIANO SOUTO ROSA401/03/201630/11/2017
JULIANA SANCHES DOS SANTOS410/03/201730/11/2017
KARINA AVILA PEREIRA401/08/201530/11/2017
KEVIN VELOSO ALMEIDA410/03/201730/11/2017
MAITE MAUS DA SILVA401/08/201331/07/2015
MAYARA BATAGLIN RAUGUST401/03/201630/11/2017
NATHIELLE FRANCOS DA SILVA401/08/201530/11/2017
PAULA PENTEADO DE DAVID410/03/201730/11/2017
RÚBIA DENISE ISLABÃO AIRES401/08/201530/11/2017
TATIANA BOLIVAR LEBEDEFF401/03/201630/11/2017
VITÓRIA TASSARA COSTA SILVA410/03/201730/11/2017

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CNPqR$ 54.000,00

Página gerada em 06/12/2019 18:50:21 (consulta levou 0.078660s)