Nome do Projeto
MULTIFUNCIONALIDADE NA ORGANIZAÇÃO DO ESPAÇO PELA AGRICULTURA FAMILIAR: abordagens comparativas sobre a paisagem rural nos estados de MG, RS e SP
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
07/01/2016 - 07/01/2018
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Humanas - Geografia - Geografia Agrária
Resumo
Partindo da diversidade espacial como a característica principal do agro brasileiro, temos ao longo da história, o rural organizado distintamente em contextos regionais, assim atrelando culturas a áreas específicas. Constatamos, também, a diversificação em contextos sociais e econômicos, criando tipos específicos de agricultores e agriculturas. Uma das formas conceituais de entendimento de uma parte dessa realidade, resultado das “novas” dinâmicas do espaço rural, seria através da aplicação da noção de multifuncionalidade. A diferenciação de atividades nas unidades de produção agropecuárias não constitui um fato histórico novo, mas a valorização de tais atividades é que define o “novo”, o contexto de multifuncionalidade. Em decorrência desses fatos, muitas propriedades agrícolas têm alcançado o seu rendimento através de elementos externos aos limites de suas divisas, em atividades não agrícolas. Assim, a diversidade do campo torna-se um componente central que concebe uma multiplicidade de rurais, além de conformar novas articulações com o espaço urbano. Reconhecer o potencial multifuncional das propriedades rurais familiares é o primeiro passo para planejar e implementar o desenvolvimento municipal, quer pela ação individual ou comunitária, quer como objeto de políticas públicas. É com este objetivo que propomos o desenvolvimento do presente projeto, tendo como escala de análise estudos de caso a ser realizados em diferentes contextos histórico-espaciais, nos Estados de Minas Gerais, Rio Grande do Sul e São Paulo, a fim de permitir uma análise comparativa sobre a multifuncionalidade do espaço e o campo da agricultura familiar.

Objetivo Geral

O objetivo central é entender e dimensionar as organizações espaciais que resultam da ação das famílias rurais em distintos contextos regionais sob a ótica da multifuncionalidade da paisagem rural, ou seja, em que medida os preceitos da multifuncionalidade norteiam as práticas familiares em seus contextos espaciais específicos.

Objetivos específicos

Para alcançar o objetivo proposto, será necessário:

- caracterizar os elementos fisiográficos que compõem as três áreas pesquisadas (áreas coloniais do Rio Grande do Sul, a zona das cuestas no interior do Estado de São Paulo e as regiões Sul e Norte Mineiro);

- caracterizar as propriedades agrícolas considerando o sistema da agricultura: a partir
dos sub-sistema social, técnico ou funcional e de produção;

- levantar os recursos turísticos, paisagísticos, hídricos, culturais e existentes nas propriedades rurais, que possibilitem o desenvolvimento de atividades agrícolas e/ou
não-agrícolas como alternativas de emprego e renda;

- avaliar as diversidades e especificidades ecológicas, demográfico-culturais e de
políticas públicas presentes nas áreas estudadas;

- identificar a presença da multifuncionalidade do espaço rural nos recortes territoriais
pesquisados;

- elaborar estudo comparativo entre as realidades dos estados de MG, RS e SP;

- organizar o material levantado na forma de imagem, texto e sistema digital que permita a divulgação das informações coletadas;

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADAO JOSE VITAL DA COSTA207/01/201607/01/2018
CAMILA MENDONÇA LIMONS2016/08/201607/01/2018
GABRIELA RODRIGUES GOIS206/01/201406/01/2016
JULIANA CRISTINA FRANZ207/01/201607/01/2018
MAIARA TAVARES SODRÉ207/01/201607/01/2018
MARIA REGINA CAETANO COSTA207/01/201607/01/2018
QUELI REJANE DA SILVA KONZGEN207/01/201607/01/2018
QUELI REJANE DA SILVA KONZGEN1201/08/201430/06/2015
SIBELI FERNANDES206/01/201406/01/2016

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CNPqR$ 13.200,00

Página gerada em 17/10/2019 15:07:42 (consulta levou 0.072514s)