Nome do Projeto
Osteologia sincraniana de Phalotris lemniscatus trilineatus (Boulenger, 1889) (Colubridae, Serpentes) do sul do Rio Grande do Sul, Brasil
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
20/09/2017 - 20/09/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Biológicas - Morfologia
Resumo
Estudos relacionados à osteologia craniana de serpentes da tribo Elapomorphinae são escassos. Neste contexto, descrições osteológicas podem prover caracteres diagnósticos específicos, propiciando uma identificação mais eficiente de espécies pertencentes ao grupo. O trabalho tem como objetivo descrever a osteologia sincraniana de Phalotris lemniscatus trilineatus. O material de investigação constará de 30 espécimes, machos e fêmeas, depositados nas coleções zoológicas da Universidade Federal de Pelotas (UFPEL) e Universidade Federal de Rio Grande (FURG). Preparações osteológicas da cabeça serão realizadas primeiramente por meio de remoção manual e parcial dos tecidos moles sob microscópio estereoscópico, seguida por maceração biológica em colônia de coleópteros Dermestes sp., os quais removerão os tecidos restantes. A estrutura óssea dos sincrânios será descrita considerando as normas dorsal, lateral e palatal utilizando estereomicroscópio. Serão analisadas 10 medidas lineares (por intermédio dos eixos e medidas estabelecidas) e a partir delas calculados índices biométricos sincranianos aqui definidos para o táxon. Será realizada a quantificação dos dentes. Análise de variância múltipla e análise de componentes principais serão realizadas para comparações entre medidas e índices para verificar possível dimorfismo sexual. Espera-se que descrição da anatomia óssea da cabeça e seus índices possam contribuir na resolução dos problemas taxonômicos ocorrentes no grupo lemniscatus, bem como auxiliar futuros trabalhos de investigação em relacionados ao gênero Phalotris.

Objetivo Geral

Geral
Descrever a osteologia sincraniana de Phalotris lemniscatus trilineatus (Boulenger, 1889).
Específicos
a. Descrever a estruturação óssea e articular que compõem os elementos sincranianos, através de descrições por planos anatômicos;

b. Verificar padrões de morfometria linear para a subespécie, assim como suas variações segundo sexo;
c. Indicar aspectos cranianos de importância diagnóstica na subespécie, a fim de contribuir para a identificação de serpentes mortas que perderam a integridade externa (perda de escamas ou coloração);

d. Aportar subsídios técnicos para futuros estudos taxonômicos na espécie Phalotris lemniscatus.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CESAR JAEGER DREHMER220/09/201720/09/2019
DANIEL HENRIQUE VIEIRA CAVALCANTE220/09/201720/09/2019
FABIO PEREIRA MACHADO220/09/201720/09/2019
JOSE EDUARDO FIGUEIREDO DORNELLES220/09/201720/09/2019
JULIESER DO EVANGELHO VAZ220/09/201720/09/2019
LYGIA MARIA DE ALMEIDA220/09/201720/09/2019
PRISCILA ROCKENBACH PORTELA220/09/201720/09/2019
RÓGER JEAN OLIVEIRA4020/09/201720/09/2019

Página gerada em 14/11/2019 11:56:34 (consulta levou 0.065845s)