Nome do Projeto
Antropoéticas
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
15/06/2018 - 31/07/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas - Antropologia
Resumo
Este Projeto de Pesquisa engloba e visa dar continuidade às atividades de desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação realizadas no âmbito do Laboratório de Ensino, Pesquisa e Produção em Antropologia da Imagem e do Som/LEPPAIS da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Com base no princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, este Laboratório, fundado e mantido desde 2008 pela proponente deste projeto, remonta à criação do Bacharelado em Antropologia da UFPel, estando previsto em seu Projeto Pedagógico, e é um dos núcleos estruturantes do Programa de Pós-Graduação em Antropologia, aprovado em 2012 e hoje contando com cursos de Mestrado e Doutorado. As atividades e pesquisas desenvolvidas no LEPPAIS estiveram sempre reportadas em seus relatórios anuais até 2017, quando então, os laboratórios, originalmente cadastrados como projeto de extensão permanente, passaram a se vincular diretamente ao Instituto de Ciências Humanas. Deste histórico surgiu a necessidade de conceber o Antropoéticas enquanto um projeto abrangente, capaz de articular, integrar e dar continuidade às ações, práticas de pesquisas e extensão individuais e coletivas desenvolvidas no cotidiano do Laboratório, há uma década. Em termos de atuação e visibilidade nacional, o Projeto Antropoéticas herda do LEPPAIS o reconhecimento da Rede de Antropologia Visual Brasileira, reunidos em torno do Comitê de Antropologia Visual da Associação Brasileira de Antropologia (CAV-ABA). A atual participação de sua coordenadora na diretoria da ABA (gestão 2017-2018) também são fruto do trabalho desenvolvido neste Laboratório. Embora o princípio da indissociabilidade entre ensino, extensão e pesquisa, continuem a guiar o LEPPAIS, o interesse do presente Projeto é o de promover a reflexão sobre os fundamentos e as implicações epistemológicas acerca das atividades, projetos e sub-projetos em curso e já concluídos, revisitando-os, interconectando-os, confrontando seus processos, resultados e formas de difusão e apropriação social.

Objetivo Geral

Considerando o histórico de uma década de envolvimento profissional, local e nacional do Laboratório de Ensino, Pesquisa e Produção em Antropologia da Imagem e do Som/LEPPAIS, que permitiu a abertura e consolidação da subárea da Antropologia Visual, até então inexistente na UFPel; considerando a aquisição e instalação de espaço, equipamentos e recursos humanos especializados na produção e análise de imagens, e considerando, sobretudo, a comunidade de interesses de estudantes e pesquisadores, os objetivos deste Projeto são:
- tensionar e dar continuidade à busca e experimentação de percepções, linguagens e metalinguagens compartilhadas na exploração, desestabilização e descoberta de alternativas e recursos criativos para o desenvolvimento de processos e resultados de pesquisa em Antropologia e áreas afins;
- dar continuidade às pesquisas, práticas e ações desenvolvidas no LEPPAIS, as quais fazem emergir histórias silenciadas a partir da imersão e do estudo de universos e atores vinculados às ruas, aos quilombos, às artes, às tradições populares e universos cibernéticos;
- entender como se processa o diálogo com os atores locais em pesquisas concluídas ou em andamento a partir de múltiplas linguagens, sobretudo visuais, audiovisuais e literárias;
- identificar a relação entre as contribuições da academia e as construções das memórias dos espaços empreendidas pelos sujeitos e instituições envolvidas nas pesquisas;
- aprofundar o mapeamento e fortalecer os vínculos da Rede de Antropologia Visual, reconhecendo e dialogando com outros núcleos de interesses comuns no Brasil e no exterior;
- aprofundar a reflexão teórica, epistemológica e metodológica sobre as condições de possibilidades de universos formais (academia) e informais (sujeitos e objetos das pesquisas) construírem conhecimento e experiências de forma conjunta;
- identificar formas de manifestação e experimentação artísticas que potencializem a popularização dos conteúdos produzidos nas pesquisas;
- fortalecer os vínculos tecidos entre integrantes deste coletivo;
- promover oficinas intensivas de curta duração, capazes de propiciar uma iniciação a diversas linguagens (teatral, fotográfica, poética, vídeográfica, etc.) ou então de aprofundar temas desenvolvidos nas disciplinas acadêmicas relacionadas à Antropologia Visual, da Performance, Sensitiva, etc.
- promover atividade e publicação comemorativa aos dez anos de existência do LEPPAIS.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDRESSA PORTO PEREIRA115/06/201831/07/2020
BINÔ MAUIRÁ ZWETSCH115/06/201831/07/2020
CAROLINA HOFFMANN FERNANDES BRAGA115/06/201831/07/2020
CLÁUDIA CARDOSO GOULARTE115/06/201831/07/2020
DANIELE BORGES BEZERRA115/06/201831/07/2020
ESTÉFANI BILHALVA LEITZKE115/06/201831/07/2020
FABRÍCIO BARRETO FUCHS115/06/201831/07/2020
FELIPE SEVERO SABEDRA SOUSA115/06/201831/07/2020
FLAVIA MARIA SILVA RIETH115/06/201831/07/2020
GUILHERME RODRIGUES DE RODRIGUES115/06/201831/07/2020
LEANDRO BARBOSA DOS SANTOS115/06/201831/07/2020
LISANDRO LUCAS DE LIMA MOURA115/06/201831/07/2020
LORI ALTMANN115/06/201831/07/2020
MARILIA FLOOR KOSBY115/06/201831/07/2020
NICOLE WEBER BENEMANN115/06/201831/07/2020
PATRÍCIA DOS SANTOS PINHEIRO115/06/201831/07/2020
RENATA MENASCHE115/06/201831/07/2020
ROSI MARRERO DUARTE115/06/201831/07/2020
SARAH LEÃO LOPES115/06/201831/07/2020
SIMONE FERNANDES MATHIAS115/06/201831/07/2020
TIAGO LEMÕES DA SILVA115/06/201831/07/2020
TÂNIZE MACHADO GARCIA115/06/201831/07/2020
VAGNER BARRETO RODRIGUES115/06/201831/07/2020
VIVIAN HERZOG115/06/201831/07/2020
ÉRIC SILVEIRA BATISTA BARRETO115/06/201831/07/2020

Página gerada em 28/11/2020 23:31:53 (consulta levou 0.129197s)