Nome do Projeto
Avaliação epidemiológica em sistemas de produção animal: controle de zoonoses e doenças transmitidas por alimentos no sul do Rio Grande do Sul, 2018
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
02/07/2018 - 01/07/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Epidemiologia Animal
Resumo
Compreender a ecologia das doenças zoonóticas na interface ambiente-homem-animal é um desafio complexo, que exige conhecimentos de medicina animal e humana, economia, ecologia, sociologia, alem de questões subjacentes que impulsionam a perspectiva da saúde única. Ainda, destaca-se que muitas das zoonoses e doenças transmitidas por alimento e água (DTAA) são enfermidades subnotificadas nos animais e também em humanos, em função da sua natureza geralmente subclínica e dificuldade no diagnóstico. Alem disso, a contaminação ambiental nas unidades rurais produtoras de alimentos, como fazendas leiteiras, pode estar relacionada a um maior risco de transmissão fecal oral de patógenos, fazendo as zoonoses e DTAA transbordarem do ambiente produtivo rural para a os humanos, com relevante impacto na saúde pública. Assim, num contexto da saúde única, a presente pesquisa visa, por meio de estudo epidemiológico e modelagem espacial, investigar a contaminação ambiental e entre animais por patógenos transmissores de zoonoses e DTAA, mas que tem em comum a via de transmissão fecal-oral, a fim de estabelecer um sistema de vigilância baseado na mensuração do risco de transmissão desses patógenos dos reservatórios animais e ambientais para os humanos em diferentes cidades do sul do Rio Grande do Sul, alem de, por meio de modelos estatísticos, identificar os principais determinantes associados as zoonoses e DTAA pesquisadas. Espera-se que as investigações sobre a dinâmica de patógenos em seus reservatórios e no ambiente podem desenvolver um sistema de alerta precoce para melhor informar o risco de epidemias na região sul do Rio Grande do Sul, visando melhorar a capacidade de prevenção primária e secundária dos sistemas de vigilância em saúde animal e saúde pública no sul do Rio Grande do Sul.

Objetivo Geral

OBJETIVO GERAL
Estabelecer um sistema de vigilância em zoonoses a partir da construção de modelos preditivos de risco de transmissão de DTAA na microrregião de Pelotas, RS, com base na contaminação da água e leite (marcadores de contaminação ambiental), e infecção nos animais, alem das informações coletadas por meio de questionário em propriedades leiteiras.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS
Avaliar o efeito do desequilíbrio nos determinantes ambientais sobre o risco de transbordamentos de DTAA do ambiente aos animais em propriedades leiteiras na microrregião de Pelotas, RS.
Avaliar a distribuição espacial da soroprevalência por Leptospira interrogans, Neospora caninum em vacas e a prevalência de Giardia sp. e Criptosporidium sp. em bezerros criados em propriedades leiteiras na microrregião de Pelotas, RS.
Avaliar a distribuição espacial da contaminação da água consumida e leite produzido em propriedades leiteiras na microrregião de Pelotas, RS.
Avaliar os fatores sociais, de saneamento e de manejo relacionados a ocorrência de DTAA na microrregião de Pelotas, RS.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
BIANCA CONRAD BOHM102/07/201801/07/2021
CLAUDIOMAR SOARES BROD102/07/201801/07/2021
DENISE MALINSKI FIORESI102/07/201801/07/2021
FERNANDA DE REZENDE PINTO102/07/201801/07/2021
FERNANDO DA SILVA BANDEIRA102/07/201801/07/2021
HELENICE GONZALEZ DE LIMA102/07/201801/07/2021
MÁRCIO JOSUÉ COSTA IRALA102/07/201801/07/2021
NATACHA DEBONI CERESER102/07/201801/07/2021
PATRICIA MAIARA RIBEIRO DA SILVA102/07/201801/07/2021

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 2.000,00

Página gerada em 14/11/2019 09:49:47 (consulta levou 0.079217s)