Nome do Projeto
Transtorno de déficit de atenção e hiperatividade e composição corporal na vida adulta: efeito da persistência do transtorno e susceptibilidade genética compartilhada
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/09/2018 - 28/02/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Saúde Coletiva
Resumo
O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) é um dos transtornos neuropsiquiátricos mais comuns na infância e adolescência e com persistência na vida adulta. Caracterizado por um padrão persistente de desatenção e/ou hiperatividade/impulsividade, com etiologia complexa relacionada a inúmeras causas, incluindo fatores genéticos e ambientais, porém não totalmente estabelecidos. Estudos clínicos e epidemiológicos têm demonstrado uma associação significativa entre TDAH e obesidade, com maiores estimativas dentre populações adultas, embora sejam pouco estudadas. Até o momento, sabe-se que indivíduos com TDAH ao longo da vida possuem um número maior de comorbidades, inclusive psiquiátricas em comparação aqueles com TDAH remissivo ou sem TDAH ao longo da vida, no entanto, poucos estudam objetivam avaliar a persistência de sintomas de TDAH e obesidade, bem como as possíveis diferenças entre o TDAH remissivo. Além disso, poucos estudos utilizam-se de técnicas de composição corporal mais robustas para avaliar essas associações e poucos visaram compreender a relação genética entre as duas condições. Desses, a estratégia de gene-candidato com a avaliação restrita a poucos marcadores genéticos é a mais frequente. O presente projeto objetiva-se a investigar a relação entre TDAH e obesidade em uma perspectiva observacional e genética, através de 3 estudos. O primeiro estudo objetiva-se revisar a literatura em busca de mecanismos genéticos compartilhados entre ambas as condições. O segundo, a estudar o compartilhamento genético entre TDAH e obesidade em uma perspectiva genômica, utilizando-se de dados genéticos da coorte de nascimentos de Pelotas de 1982, aos 30 anos. Por fim, o terceiro estudo objetiva-se a investigar a relação entre a trajetória de TDAH durante a vida (considerando-se três pontos no tempo, aos 11, 15 e 22 anos) e o impacto na composição corporal (IMC, % de massa gorda, % de massa livre de gordura e massa óssea total) em adultos aos 22 anos da coorte de nascimentos de Pelotas de 1993.

Objetivo Geral

Objetivo geral

Avaliar a relação entre TDAH e composição corporal entre indivíduos adultos, explorando aspectos observacionais e genéticos comuns a ambas as condições, entre os participantes de duas coortes de nascimentos de Pelotas – coorte de 1982, aos 30 anos de idade e coorte de 1993, aos 22 anos de idade.


Objetivos específicos

I. Entre os participantes da Coorte de 1993 aos 22 anos, investigar o efeito da trajetória de TDAH utilizando informações dos 11, 18 e 22 anos de idade na composição corporal, ajustado para possíveis fatores de confusão;
II. Revisar sistematicamente a literatura para melhor compreender os mecanismos genéticos envolvidos na relação entre TDAH e IMC;
III. Testar a associação entre TDAH e IMC, através do uso de escores de risco poligênicos considerando ambas as condições, entre os participantes da coorte de nascimentos de Pelotas de 1982 aos 30 anos de idade; avaliando especificamente
a. Capacidade de escores poligênicos de TDAH predizerem as medidas de IMC;
b. Capacidade de escores poligênicos de IMC predizerem o desfecho de TDAH;

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
JULIANA DOS SANTOS VAZ101/09/201828/02/2021
THAIS MARTINS DA SILVA401/09/201828/02/2021

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPESR$ 100.000,00
CNPqR$ 28.515,00
FAPERGS (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul)R$ 50.537,00
Ministério da SaudeR$ 66.750,00
CAPESR$ 23.626,00
FAPERGS (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul)R$ 106.890,50
CNPqR$ 44.951,00

Página gerada em 30/06/2022 14:05:27 (consulta levou 0.055354s)