Nome do Projeto
Correlação entre parâmetros fisiológicos pré e pós-abate em ovinos
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
07/01/2019 - 30/05/2019
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Resumo
O projeto visa obter informações com validade científica a respeito das prováveis alterações fisiológicas que os ovinos podem sofrer no período antecedente ao abate e sua relação com condições de bem-estar, manutenção da homeostase e mudanças associadas à musculatura estriada esquelética após o sacrifício. Serão utilizados 30 ovinos machos castrados, clinicamente saudáveis, sem raça definida e com idades entre 1 e 3 anos. O abate ocorrerá em estabelecimento frigorífico com inspeção sanitária e dentro das normas técnicas para abate humanitário estabelecidas pela Divisão de Inspeção de Produtos de Origem Animal (DIPOA), órgão da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Irrigação do Estado do Rio Grande do Sul. Previamente ao abate serão aferidas as frequências cardíaca e respiratória, assim como a temperatura retal. No momento da sangria será coletada amostra de sangue e, na entrada da câmara fria, serão aferidos o pH e temperatura das carcaças. Posteriormente e durante a fase de resfriamento das carcaças serão aferidos o pH e a temperatura destas em intervalos de tempo pré-determinados. A partir das amostras de sangue coletadas será procedida a análise de parâmetros hematológicos e contagem diferencial de leucócitos. Pela análise de correlação dos dados pretende-se estabelecer o grau de relação e associação entre as variáveis, bem como inferir a respeito da provável influência das condições pré-abate na fisiologia dos animais e características do produto final carne.

Objetivo Geral

Objetivo geral:

Estabelecer as prováveis correlações entre parâmetros fisiológicos pré-abate, ou seja, in vivo, com aspectos hematológicos e fisiológicos musculares após o abate, em ovinos clinicamente saudáveis e sacrificados sob normas de abate humanitário.

Objetivos específicos e metas:

- Estimar parâmetros fisiológicos pré-abate. Meta: Aferir a frequência respiratória, frequência cardíaca e a temperatura retal de cada animal.

- Medir parâmetros hematológicos ao abate. Meta: Dosar a glicemia, o lactato e mensurar o hematócrito em amostras de sangue coletadas na ocasião da sangria.

- Estimar características celulares hematológicas. Meta: Realizar a contagem diferencial de leucócitos em extensões sanguíneas obtidas de amostras coletadas na sangria.

- Avaliar características instrumentais, e sua evolução, no músculo estriado esquelético após o abate. Meta: Medir o pH e a temperatura das carcaças após o abate, nos intervalos de tempo zero, 2, 6, 12, e 24 horas post mortem.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDRESSA LUCENA FARIAS207/01/201930/09/2019
DAIANE DA SILVA LOPES207/01/201930/09/2019
JULIANA PEREIRA FONSECA307/01/201930/09/2019
LOANI WEBER GARCIA207/01/201930/09/2019
LUANA GUSMÃO DE MOURA207/01/201930/09/2019
MICHELE PEPE CERQUEIRA207/01/201930/05/2019
RICARDO BERTEAUX ROBALDO207/01/201930/05/2019

Página gerada em 19/07/2019 15:57:20 (consulta levou 0.056573s)