Nome do Projeto
Ecofisiologia do repouso hibernal de frutíferas de clima temperado em condições de inverno ameno: efeito na arquitetura, floração e brotação
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
17/01/2019 - 28/02/2022
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Resumo
As espécies frutíferas de clima temperado, durante o ciclo de desenvolvimento, passam por uma fase de repouso hibernal, conhecido como dormência. Tal fase é considerada de grande importância uma vez que é determinante para o potencial produtivo do ciclo seguinte. As baixas temperaturas são um dos fatores ambientais necessário para que a planta possa satisfazer suas necessidades de frio, característico de cada espécie e cultivar. A macieira é uma espécie frutífera de clima temperado que é altamente dependente deste acúmulo de baixas temperaturas, para que se obtenha uma adequada floração e brotação. Os modelos de estimativa de frio até então utilizados foram desenvolvidos para regiões onde o clima é tipicamente temperado, porém são os mesmos adotados para as condições do sul do Brasil. Uma acurada fenologia relacionada às condições climáticas contribuirão para definição de modelos biométricos para predizer com maior grau de precisão os eventos fenológicos de floração e brotação no Brasil. Além disso, diversas atividades fisiológicas ocorrem durante o período de dormência, tais como o metabolismo de carboidratos, a dinâmica hídrica e a formação de vasos condutores no xilema, que necessitam serem analisados. O projeto visa estudar a ecofisiologia da fase de repouso hibernal em macieira, com a finalidade de determinar a influência de parâmetros climáticos e processos biofísicos na sua adaptação às regiões subtropicais do Sul e Sudeste do Brasil, com o propósito de aumentar o potencial produtivo da cultura. As atividades do projeto serão conduzidas em três diferentes regiões climáticas, em Pelotas-RS, em Caçador-SC e em Paranapanema-SP. A metodologia esta composta de três subprojetos, sendo que no primeiro se determinará o aminoácido prolina, e o conteúdo de água em tecidos vegetais e 3 curvas de vulnerabilidade do xilema ao embolismo em macieira, tanto de cultivares copa, como de porta enxertos. O segundo tem por objetivo a determinação de modelos biométricos para fenologia da macieira, metabolismo de carboidratos e uso da técnica da desfolha induzida em macieira. No terceiro subprojeto serão avaliadas as respostas do comportamento climático da macieira em regiões marginais (SP) através de levantamento fenológico da floração e comportamento do habito de frutificação. Espera-se ao final do projeto obter, no aspecto Técnico-Científico, a ligação a diferentes escalas, a partir da abordagem fisiológica sobre espécies frutíferas temperadas cultivadas em condições

Objetivo Geral

Objetivo geral
O projeto visa estudar a ecofisiologia da fase de repouso hibernal em
macieira, com a finalidade de determinar a influência de parâmetros meteorológicos
e processos bioquímicos e biofísicos na adaptação nas regiões subtropicais do
Brasil para aumentar o potencial produtivo da macieira.
Objetivos específicos
1. Determinar o status hídrico em gemas e ramos de macieira nas cultivares
„Eva‟ e „Princesa‟ cultivados no Estado de São Paulo e sua influência na
superação da dormência.
2. Analisar a eficiência de diferentes métodos biológicos e empíricos utilizados
na avaliação da dormência em cultivares de macieira nas cultivares „Eva‟ e
„Princesa‟ cultivados no Estado de São Paulo.
3. Coleta dos dados de temperatura e calibração e validação de modelos
matemáticos para acúmulo de frio no Estado de São Paulo
4. Determinar a dinâmica do aminoácido prolina em tecidos de macieira
conduzidos em condições de acúmulo insuficiente de frio;
5. Determinar o status hídrico em gemas de macieira e sua influência na
superação da dormência e brotação nas cultivares de macieira;
6. Analisar a eficiência de diferentes métodos biológicos e empíricos utilizados
na avaliação da dormência em cultivares de macieira que apresentam
florescimento precoce, médio e tardio produzidas no Sul do Brasil;
7. Relacionar as respostas fisiológicas às condições climáticas de cultivares de
florescimento precoce, médio e tardio de macieiras produzidas no Sul do
Brasil;
8. Determinar a dinâmica de carboidratos durante o período da dormência em
diferentes cultivares de macieira produzidas no Sul do Brasil, bem como
estudar a relação dos mesmos com a dinâmica da dormência nas plantas.
9. Analisar a prática da desfolha induzida, avaliando os efeitos ecofisiológicos e
sua eficiência na indução da dormência, brotação e floração e produtividade
de macieiras cultivadas em condições de inverno ameno.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CAMILA SCHWARTZ DIAS801/03/201828/02/2022
JEFERSON FURTADO PRATES801/03/201828/02/2022
JEFERSON FURTADO PRATES2001/08/201931/07/2020
LÉO OMAR DUARTE MARQUES801/03/201828/02/2022
MARCELO BARBOSA MALGARIM301/03/201828/02/2022
PATRÍCIA MARQUES DOS SANTOS201/03/201828/02/2022
PAULO CELSO DE MELLO FARIAS301/03/201828/02/2022
ROBERTA MARINS NOGUEIRA PEIL201/03/201828/02/2022
SUÉLEN BRAGA DE ANDRADE KALTBACH801/03/201828/02/2022
TÂMARA FOSTER ACOSTA801/03/201828/02/2022
WINDER FELIPEZ CHIRI201/03/201828/02/2022

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CNPqR$ 58.000,00

Página gerada em 29/05/2022 04:56:23 (consulta levou 0.040861s)