Nome do Projeto
WebSaúde: Programa de extensão tecnológica, empreendedorismo e inovação em saúde
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
01/06/2017 - 25/05/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Eixo Temático (Principal - Afim)
Tecnologia e Produção / Saúde
Linha de Extensão
Inovação tecnológica
Resumo
Este programa trata da extensão universitária e tecnológica e do enquadramento de projetos de saúde realizados na Faculdade de Odontologia da Universidade Federal de Pelotas como agente articulador e executor de ações que visam à promoção da cooperação entre universidades, governo e sociedade. Para tanto, baseando-se nas definições do Plano Nacional de Extensão Universitária e do Manual de Oslo, entende-se que as atividades desenvolvidas no âmbito dos projetos de extensão em saúde da Faculdade de Odontologia e com foco para inovação, enquadram-se no conceito de extensão universitária e tecnológica. O impacto dessas atividades vem contribuindo, de forma direta ou indireta, para o desenvolvimento de novos produtos/serviços, o fomento à atividade empresarial e a capacitação da comunidade acadêmica e da sociedade quanto ao empreendedorismo e à inovação. A extensão tecnológica ocorre quando universidades, empresas e governo estabelecem um elo, criando ambiente de estímulo a processos de inovação para pequenas e micro empresas. Acontece pela integração entre laboratórios, centros de ensino e de pesquisa regionais e a criação de produtos e serviços, gerando empreendimentos sustentáveis.

Objetivo Geral

Buscar atender as demandas específicas de empreendedorimo e inovação em saúde da UFPel, das IES parceiras e das empresas de saúde da metade Sul do Estado (incluindo Pelotas) a estas áreas do conhecimento, em consonância com a necessidade de desenvolvimento local e regional; capacitar profissionais de saúde no que concerne a atuação nos diversos cenários de empreendimentos, no âmbito das IES e das empresas, bem como no setor de consultoria especializada; além de promover parcerias
das IES com empresas para viabilizar visitas técnicas, estágios não-obrigatórios e eventualmente
intervenções pontuais, capazes de contribuir para melhorias nestas empresas.
Objetivos específicos:
1) Auxílio e participação em projetos tecnológicos de saúde, envolvendo atividades de pesquisa e/ou
desenvolvimento em parceria com instituições públicas ou privadas que tenham uma interface de
aplicação tecnológica e empreendedora; 2)Prestação de servições tecnológicos, incluindo consultorias,
assessorias, mentorias, prestação de serviços, bem como laudos técnicos com agregado tecnológico para o mundo produtivo, não-rotineiros e que não concorram com o mercado; 3) Realização de visitas técnicas e gerenciais que visam a complementação da formação profissional dos pesquisadores e empresários, de saúde além da interação das áreas educacionais do mundo acadêmico (IES - Instituições de Ensino Superior) com o mundo produtivo para novas oportunidades. 4) Incentivar o Empreendedorismo em saúde através de ações que compreendem a formação e inserção da disciplina de empreendedorismo no currículo e eventos de formação empreendedora (cursos, workshops, seminários, desafios); a criação de habitats de inovação (pré-incubadoras, incubadoras e outros tipos de organizações de fomento a startups de saúde; bem como a aproximação e atuação conjunta com as empresas juniores da UFPel; 5) Este programa também estimulará a extensão produtiva e a inovação, e fomenta o desenvolvimento regional em todo o Estado através de capacitações e melhorias na eficiência e eficácia produtiva das empresas e empreendedores em saúde. Além disso, este programa incentivará a busca permanente da inovação e da sustentabilidade, dando orientações para as empresas no planejamento e apoiando-as na formulação de projetos para expansão, modernização e inovação.

Justificativa

Este Programa será desenvolvido com a participação de uma equipe multidisciplinar, que conta com leigos e especialistas, incluindo a Coordenação de Inovação Tecnológica (CIT) da UFPel, a Incubadora Tecnológica Conectar e o APL CIS (Arranjo Produtivo Local / Complexo Industrial da Saúde de Pelotas). A equipe será composta por docentes, discentes de graduação e pós-graduação e técnicos-administrativos, sendo que as atividades na sua grande maioria serão realizadas na Faculdade de
Odontologia da UFPel, a qual conta também com um Programa de Pós-Graduação nota 6 pela CAPES. Sendo um Programa, o WebSaúde consiste em um conjunto articulado de ações de extensão (cursos,
eventos e prestação de serviços) de caráter multidisciplinar e integrado às atividades de pesquisa
e ensino. Tem caráter orgânico-institucional, integração no território e no ambiente de empreendedorismo e inovação, clareza de diretrizes e orientação para um objetivo comum que é fortalecer a rede de inovação e empreendedorismo em Saúde na cidade dePelotas e
região, através do estímulo às parcerias interinstitucional da UFPel com as outras IES e desta
com o empresariado local e regional. O Programa será executado a médio e longo prazo por alunos bolsistas extensionistas orientados pelo coordenador do Programa, além de contar com a colaboração dos demais servidores e discentes colaboradores dessa proposta. As atividades e metodologias de trabalho são detalhadas a seguir, divido por temas:

Metodologia

Primeira Ação:
Desenvolvimento de Projetos Tecnológicos Desenvolvimento de atividades de pesquisa e/ou desenvolvimento em parceria com instituições públicas ou privadas que tenha uma interface de aplicação.
Público-alvo: professores, pesquisadores, alunos de graduação e pós-graduação, servidores técnico-administrativos e empresários locais.
Segunda ação:
Prestação de Serviços Tecnológicos O Programa, com o apoio da CIT (Coordenação de Inovação
Tecnológica) da UFPel , incubadora Tecnológica Conectar e APL CIS Pelotas, realizará atividades de consultoria, assessoria, prestação de serviços, laudos técnicos com agregado tecnológico para o mundo produtivo, não rotineiros e que não concorram com o mercado.
Terceira Ação:
Organização de Eventos Promoção, acompanhamento ou apoio a atividades como seminários, ciclo de debates, congressos, workhops, oficinas e competições de cunho cientifico e tecnológico. Como exemplos de ações a serem implementadas durante este Programa, destacam-se:
a) Health Startup UFPel. Este projeto consiste na realização de encontros quinzenais com alunos de graduação e pós-graduação da área da Saúde, incluindo Odontologia, Medicina, Enfermagem, Educação Física, Nutrição e Terapia Ocupacional, além de outros colegas de áreas tecnológicas, como TI (informática), engenharias, além de outras, como design e cinema. Os encontros terão duração de 3h semanais e serão realizados na Faculdade de Odontologia da UFPel e no auditório acadêmico incubadora de empresas Conectar UFPel. Nestes encontros serão realizadas oficinas e palestras sobre idéias inovadoras, tecnologias e negócios, com foco no desenvolvimento de startups. As atividades serão organizadas pelo coordenador e os bolsistas de extensão, e as atividades terão a colaboração dos colegas participantes do programa além de professores, técnico administrativos, pesquisadores e empresários convidados.
b) I Hackathon de Tecnologias em Saúde: Consiste em uma modalidade de competição,
multidisciplinar, onde alunos de diferentes áreas do conhecimento, serão misturados e distribuídos em grupos para desenvolver ideias de tecnologia propostas pelos tutores. Os tutores serão professores, pesquisadores, empresários e servidores técnico-administrativos. O evento terá duração de 12h e, ao final, haverá uma banca de pesquisadores e empresários para julgar as propostas tecnológicas e de negócios desenvolvidas.
Quarta Ação:
Atividades de Responsabilidade Social Projetos de ações inclusivas e de tecnologia sociais para
comunidades em situação de risco atendendo às oito áreas temáticas da extensão nacional (comunicação, saúde, trabalho, educação, direitos humanos e justiça, tecnologia e produção, meio ambiente, e cultura) serão apoiadas e incentivadas através do Programa Web Saúde. Inclusive, uma das missões deste programa será estreitar as relações de trabalho com a Incubadora de Tecnologias Sociais (TECSOL) da UFPel e oferecer a nossa colaboração para novas atividades. Também serão realizadas atividades de capacitação sobre conceitos relacionados a empreendedorismo e inovação junto a estudantes do ensino médio e fundamental da rede pública estadual e municipal de saúde. Inicialmente, iniciaremos pelo Colégio Estadual Cassiano do Nascimento, onde já foi realizado, por dois anos, o Projeto de Extensão: Projeto Microbiota - Popularização da Ciência e Tecnologia na educação básica (Código DIPLAN/PREC: 52077055), coordenador pelo mesmo proponente deste. Depois disso, a Secretaria Municipal de Educação de Pelotas será contatada e realizará a triagem de outra escola para ser utilizada como modelo de expansão da iniciativa de popularização da inovação e da tecnologia proposta por este Programa.
Quinta ação:
Aprendizagem/Empreendedorismo Umas das missões do Programa Web Saúde será o
agenciamento de oportunidades de empreendedorismo, através de consultorias,
orientações, banco de currículos, observatório de oportunidades, além das atividades relatadas na Terceira Ação. Através das atividades deste Programa se criará um ambiente de aprendizagem e uma rede de empreendedorismo e inovação. A equipe deste
Programa objetiva também prospectar novos espaços de inovação dentro da universidade e oferecer um processo claro e objetivo de operacionalização administrativa (encaminhamento, supervisão e documentação) de projetos tecnológicos. Além disso, esta ação compreende o apoio do Programa à formação e inserção da disciplina de empreendedorismo nos currículos de graduação e pós-graduação de diferentes cursos da UFPel, como Odontologia, Agronomia, Design, Biotecnologia, além de eventos de formação empreendedora (cursos, workshops, seminários, desafios); a criação de habitats de inovação (pré-incubadoras, incubadoras,
APLs (Arranjos Produtivos Locais e Pólos Tecnológicos); além da aproximação das
empresas juniores e estimulo à criação de EJs na área de saúde. Elaboração de 1 (uma) oficina com alunos (Graduação e Pós-Graduação) sobre processo de incubação de empresas (elaboração de plano de negócios, noções sobre empreendedorismo e inovação, etc).
Sexta ação: Realização de Cursos de Extensão
Significa toda atividade de ensino acadêmico, técnico, cultural ou artístico, não capitulada no âmbito regulamentar de ensino da instituição. Ação pedagógica de caráter teórico e/ou prático, com carga horária mínima de quatro horas e com critérios de
avaliação definidos. A avaliação geralmente será realizada quanto à frequência de participação dos inscritos e assiduidade. Serão ofertados cursos nas modalidades presencial, semi-presencial e à distância.
Além dos eventos citados anteriormente na Terceira Ação, serão realizadas palestras, workshops, seminários, aulas expositivas, mesas redondas, e oficinas sobre propriedade intelectual, redação e depósito de patentes, patenteamento estratégico, acordos, convênios, contratos e transferência de tecnologia.
Umas das atividades previstas é o "Café da Inovação e do Empreendedorismo", onde serão discutidos assuntos relacionados ao desenvolvimento tecnológico, extensão inovadora e empreendedorismo. Esses cursos terão duração de aproximadamente 4h e geralmente serão realizados, de forma gratuita, no auditório do Programa de Pó-Graduação em Odontologia da UFPel (Faculdade de Odontologia). Os cursos serão ministrados por pesquisadores, servidores e profissionais da área de tecnologia e saúde, e terão o apoio de toda a equipe envolvida no Programa, além de pareiros como a CIT, a Incubadora Tecnológica Conectar UFPel e do SEBRAE/RS. Outra atividade será a realização de um curso de redação e depósito de patentes e sobre patenteamento estratégico.
Sétima Ação:
Visitas Técnicas e gerenciais guiadas Complementação da formação profissional. Interação das áreas educacionais de saúde da UFPel com o mundo produtivo (empresarial e industrial) para novas oportunidades. Serão realizadas visitas guiadas ao Pelotas Parque Tecnológico e às Incubadoras Tecnológicas Conectar UFPel e UCPel.
Também está prevista a visita guiada dos bolsistas extensionistas deste projeto ao Parque Tecnológico Tecnopuc e a Incubadora Tecnológica Raiar pertencente a este Parque. Também agendaremos visitas a empresas da região associadas do APL CIS (Arranjo Produtivo Local - Complexo Industrial da Saúde) de Pelotas.
Oitava Ação: Busca e fortalecimento de relações Institucionais. Nesta ação será realizada a prospecção de parcerias, convênios, promoção da participação da UFPEL, das IES (Instituições de Ensino Superior) parceiras e dos seus respectivos NITs em espaços organizados para participação e interface com a sociedade. Esta ação será coordenada pelo Programa WEB Saúde e representantes da CIT UFPel e dos demais NIT (Núcleos de Inovação Tecnológica) gaúchos. Além disso, nesta ação pretende-se elaborar um portfólio de
competências e serviços da UFPel (descrição dos laboratório/institutos e dos serviços prestados por estes), incluindo o professor pesquisador responsável, seu número de tel./fax, e-mail, e endereço de homepage ou blog.
Nona Ação:
Estímulo e apoio aos alunos egressos. Esta ação constitui-se em um conjunto de atividades a serem implementadas pelo Web Saúde e que visam apoiar o aluno egresso, especialmente o de pós-graduação, a identificar cenários junto ao mundo produtivo. Em outras palavras, o Programa Web Saúde visa também estimular o egresso da UFPel a despertar o espírito empreendedor e pensar na criação do seu próprio negócio, através de cursos de empreendedorismo mencionados na Quinta Ação.
Outras Ações:
1)Seleção dos alunos. Para a seleção dos alunos bolsistas extensionistas, a triagem será realizada através de entrevistas e análise dos currículos. Para compor todas as atividades do Programa, alunos, servidores, professores, empresários e pesquisadores de cursos da área da Saúde da UFPel, incluindo Odontologia, Medicina, Enfermagem, Educação Física e Nutrição, bem como de outras áreas tecnológicas como TI
(Informática), Design, Engenharias, serão bem-vindos e convidados através da mídia impressa, radiofônica e digital.
2)Leitura dirigida. Atividades de leitura dirigida serão conduzidas no programa, com a indicação de leitura de diferentes livros relacionados à inovação, propriedade intelectual, economia, administração e empreendedorismo.
3)Divulgação do Programa. Para estimular essa atividade, notificações e sugestões de leitura e eventos serão disponibilizadas através da página virtual do grupo WebSaúde: (https://www.facebook.com/groups/1618781051764128/?fref=ts) no
Facebook. Também haverá o Feedback constante para as dúvidas, esclarecimentos, solicitações e comentários que surgirem nesses espaços digitais a respeito do Programa WebSaúde.
4)Estimulo vocacional para a área de inovação e empeendedorismo visando autoconhecimento. Os estudantes serão estimulados a desenvolver projetos tecnológicos, ou planos ou modelos de negócios para que eles mesmos executem de acordo com as características pessoais que mais tenham criatividade e afinidade. Essencialmente, esses pro

Indicadores, Metas e Resultados

Como indicadores do impacto das Ações do Programa junto à comunidade acadêmica e empresarial, serão feitos levantamentos estatísticos cobrindo os seguintes aspectos:
1) A avaliação geralmente será realizada quanto à frequência de participação dos inscritos e assiduidade; 2)Acompanhamento dos participantes ao longo do programa. Estes responderão um questionário antes, durante e após a finalização do Programa em relação ao aspectos relacionados diretamente do Programa e avaliando o autoconhecimento adquirido, como por exemplo, se os estudantes de graduação e pós-graduação sabiam o que iriam fazer depois de completado o curso antes do Programa, bem como comparar com esta resposta após a finalização do mesmo;
3) Impacto junto à comunidade e carreira acadêmica de origem. Questionários de avaliação serão preenchidos pela coordenação do Programa e especialistas das áreas envolvidas nos projetos tecnológicos e planos e modelos de negócios, nos quais será mensurada a importância deste Programa para os estudantes participantes ao longo do tempo;
4) Será nesta avaliação também, inseridos todos os aspectos positivos e negativos observados por
estes em relação ao Programa, bem como será questionada a importância da continuidade deste para a comunidade acadêmica e o setor empresarial; 5)Por fim, o Programa Extensionista "WebSaúde" visitará várias unidades acadêmicas da UFPel, outras instituições de ensino superior (IES), bem como o setor empresarial de Pelotas e da região para apresentar e explicar os objetivos e as metodologias e ações envolvidas neste Programa. Com o interesse do setor empresarial e industrial de se envolver nas ações desse Programa, o passo seguinte é um diagnóstico abrangente de todas as áreas funcionais acadêmicas disponíveis para interagir com o mercado produtivo e produzir tecnologia. Um relatório final
indicará os pontos fortes e aqueles com possibilidades de aprimoramento. Os pontos fortes devem ser potencializados e os com menor desempenho, corrigidos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADRIANA FERNANDES DA SILVA2
ANDRESSA DA SILVA BARBOZA
CAROLINA ALVES PERES
CESAR HENRIQUE ZANCHI1
EVANDRO PIVA2
GEORGIA ARLA CABRERA KHADER
GEORGIA ARLA CABRERA KHADER
GEORGIA ARLA CABRERA KHADER
GIANA DA SILVEIRA LIMA1
GUSTAVO CRUZ DE PINHO
JULIANA LEITZKE SANTOS DE SOUZA
JULIANA SILVA RIBEIRO
LUCIANA DOMINGUES CONCEIÇÃO
NÚBIA ROSA PRIETTO
RAFAEL GUERRA LUND2
THAISE DE SOUZA PÔRTO
THARSIS CHRISTINI DE ALMEIDA ROSSATO
THIAGO JOSÉ DOMINGUES DE ANDRADE
TOMAZ ALVES DA SILVA NETO
VICTORIA BURMANN DA SILVA GUIMARÃES
WELLINGTON LUIZ DE OLIVEIRA DA ROSA

Página gerada em 22/11/2019 18:40:03 (consulta levou 0.138102s)