Nome do Projeto
Elaboração Participativa do Atlas Geográfico Escolar de Canguçu-RS
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
08/04/2019 - 08/04/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas
Eixo Temático (Principal - Afim)
Educação / Educação
Linha de Extensão
Metodologias e estratégias de ensino/aprendizagem
Resumo
Este projeto visa à elaboração participativa do atlas geográfico escolar de Canguçu-RS, município localizado no sul do Estado do Rio Grande do Sul, com uma população de aproximadamente 53 mil habitantes, onde, acordo com o IBGE (2010), 63% da sua população vive no campo, o que em números significa cerca de 33.400 pessoas pertencentes à zona rural. Possui uma área de 3.520,6 km²(IBGE, 2010), o que caracteriza um município de grandes extensões em termos territoriais com vasta diversidade em seus aspectos geográficos e histórico-culturais. A proposta, que integra professores e alunos da universidade, gestores e professores municipais, se fundamenta pelo método participante, pois prioriza a dimensão pedagógica juntamente com a construção do conhecimento científico. Como técnicas de coleta dos dados para o atlas, optou-se pela pesquisa bibliográfica, análise documental, e observação participante junto a turmas de 3º, 4º e 5º anos. Os mapas serão organizados a partir dos dados oriundos da base cartográfica vetorial contínua do Rio Grande do Sul, em escala 1:50.000 e gerados por meio do software ArcGIS. Espera-se reunir de maneira clara e objetiva, informações fundamentais sobre a Geografia do município ao longo de sua história, proporcionando à rede municipal de ensino um suporte didático qualificado, capaz de subsidiar o processo de ensino e aprendizagem da Geografia local.

Objetivo Geral

Constituir um grupo de trabalho formado por professores e alunos da Universidade Federal de Pelotas, gestores e professores municipais de Canguçu-RS, com o objetivo de elaborar um atlas geográfico escolar do município.

Justificativa

O projeto se justifica pela relevância do atlas geográfico para o ensino e a aprendizagem da Geografia, podendo ser utilizado desde os anos iniciais do Ensino Fundamental, passando pelos anos finais e também no Ensino Médio. Constitui uma fonte confiável e de fácil acesso e manuseio sobre as informações do município. Lima (2013, p.7) afirma que “o objetivo principal do atlas escolar municipal é promover a identidade e o pertencimento através do conhecimento sobre o lugar”. O atlas escolar geográfico traz em seu contexto mapas, ilustrações, informações e dados em geral, cujo conteúdo tem uma finalidade específica, que varia de acordo com quem está consultando e os objetivos da ação. Porém, devido ao foco local das informações contidas no atlas, o mesmo não é facilmente encontrado nas escolas. Enquanto os livros didáticos reúnem um amplo acervo de dados de caráter global e/ou nacional, o atlas trata, especificamente, do espaço municipal (local). Por isso, sua produção depende de um esforço colaborativo por buscar e reunir dados e informações contextuais, capazes de retratar, com profundidade científica e intencionalidade pedagógica, o município tematizado. A elaboração do atlas geográfico escolar de Canguçu permitirá que sejam reunidas, de maneira clara e objetiva, informações fundamentais sobre a Geografia do município ao longo de sua história. Ao mesmo tempo, proporcionará à rede municipal de ensino um suporte didático qualificado, capaz de subsidiar o processo de ensino e aprendizagem da Geografia local.

Metodologia

Esta proposta se fundamenta pelo método participante, pois prioriza a dimensão pedagógica juntamente com a construção do conhecimento de maneira a estimular a autonomia dos participantes. Contempla o trabalho docente, suas especificidades sempre tão complexas no cotidiano das salas de aula. Voltando-se para uma demanda histórica da prática profissional no Ensino Fundamental, principalmente nos anos inicias, o projeto busca promover, por meio da extensão universitária, formação de professores e produção de material didático. Em conformidade com o método participante, estipulou-se uma agenda de reuniões com o conjunto de sujeitos potencialmente envolvidos com o assunto. Firmou-se que os encontros terão frequência mensal e serão realizados no município de Canguçu, nas dependências da Secretaria Municipal de Educação ou em escolas, a critério do grupo. As reuniões iniciam no mês de abril de dois mil e dezenove, primeiramente buscando constituir a equipe de trabalho e a dinâmica de ações. Em seguida, pretende-se estruturar um calendário capaz de sistematizar as atividades do projeto, cuja duração prevista é de 24 meses – dois anos (abril/2019 a março/2021). A coleta dos dados para o atlas se desenvolverá por meio de pesquisa bibliográfica, análise documental, e reuniões de trabalho. Os mapas serão organizados a partir dos dados vetoriais oriundos da base cartográfica vetorial contínua do Rio Grande do Sul, em escala 1:50.000 e gerados por meio do software ArcGIS. Experiências de observação participante junto a turmas de ensino fundamental das escolas integrantes, sobretudo 3º, 4º e 5º anos, também estão sendo projetadas. Identificada com os pressupostos participativos que permeiam o projeto, esse tipo de observação remete diretamente ao contexto das pessoas e situações que se pretende abordar. Com o propósito de fundamentar a proposta didática do atlas a partir da concretude das salas de aula, as observações serão desenvolvidas nas turmas sob responsabilidade dos professores e professoras vinculados ao projeto.

Indicadores, Metas e Resultados

A meta principal é obter, ao final do projeto de extensão, o atlas geográfico escolar do município de Canguçu-RS, nos mesmos moldes do Atlas elaborado para município de Arroio do Padre-RS, no período de 2017-2019. Espera-se promover, um processo formativo pautado pela construção da autonomia dos sujeitos em meio a experiências de participação. Não apenas na construção, mas na gestão do conhecimento coletivamente construído, valorizando a dimensão educativa da participação em meio à igualdade como desafio epistemológico. O atlas proporcionará à rede municipal de ensino um suporte didático qualificado, capaz de subsidiar o processo de ensino e aprendizagem da Geografia local. Sistematizando e ampliando o conhecimento geográfico do município por meio do necessário afastamento epistemológico, intencionado e mediado pedagogicamente.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CAMILA TATIANE SILVEIRA ALVES
DEMAICON SCHMIDT PETER
GABRIELA DAMBROS
GABRIELLY CAMPOS DA ROSA
GIOVANA MENDES DE OLIVEIRA4
JULIANA TAVARES PEREIRA
KAREN LAIZ KRAUSE ROMIG
NATHANY MIRANDA BLANK
ROSA ELENA NOAL4
SANDRO DE CASTRO PITANO4
TIEISSA FONSECA DA SILVA

Página gerada em 25/10/2020 03:05:09 (consulta levou 0.746835s)