Nome do Projeto
Bordados e memórias no Museu do Doce
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
02/04/2020 - 02/04/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas
Eixo Temático (Principal - Afim)
Cultura / Comunicação
Linha de Extensão
Terceira Idade
Resumo
O projeto deriva de disciplinas ministradaa na UNATI: Museus e memórias e Bordando a Vida que despertaram nos alunos desejo de continuar desenvolvendo suas habilidades como bordadeiras e de manter a convivência e as reflexões suscitadas pelos bordados - com temas e pontos diversos - e pelo ambiente museal. Durante a atividade muitos temas são propostos e executados, alguns vinculados às vivências dos participantes, outros ligados a acontecimentos da contemporaneidade, outros ainda, relativos a história da cidade e ao seu patrimônio.

Objetivo Geral

Proporcionar oportunidades de convivência e de realização de atividades criativas e recompensadoras às bordadeiras oriundas da disciplina da UNATI e aos demais interessados, buscando o desenvolvimento de suas habilidades como bordadeiras além de despertar sua curiosidade e envolvimento com temas relativos ao patrimônio e a memória da cidade e com eventos da atualidade que despertem seu interesse.

Justificativa

A riqueza de possibilidades do bordado como forma de expressão e sua longevidade na história da humanidade colocam aspectos diferentes que justificam este projeto. Por um lado, as bordadeiras se utilizam do bordado para se expressar e para refletir sobre suas vivências e memórias afetivas e, por outro, essa atividade contribui para a transmissão e a permanência do saber fazer de uma atividade milenar já que diferentemente da UNATI, o grupo de bordadeiras recebe os interessados de qualquer idade (embora predominem as bordadeiras da terceira idade), e com graus de habilidade muito diversos.
A participação nesta atividade enriquece a rotina dos participantes e a produção dos trabalhos e sua exposição no Museu, é percebida como valiosa e importante pelas bordadeiras e por seus familiares, amigos e pela equipe do Museu do Doce.

Metodologia

O grupo se reúne semanalmente no Museu do Doce da UFPel e desenvolve atividades livres de bordado, embora frequentemente sejam sugeridos temas e técnicas diferentes que orientam a realização dos trabalhos.
Muitas vezes os temas são relacionados ao patrimônio e à memória e levam a reflexão sobre estes assuntos. Técnicas e materiais diversos são utilizados e a aprendizagem se faz em conjunto a partir dos diferentes saberes dos membros do grupo que compartilham suas expertises.
O grupo participa de atividades abertas ao público para divulgar os trabalhos e técnicas mas também para conviver com um público mais amplo que pode vir a participar do grupo. Os trabalhos resultantes são mostrados periodicamente em exposições abertas ao público.

Indicadores, Metas e Resultados

Manutenção e/ou ampliação do número de participantes (embora limitada pelo espaço disponível e pela dinâmica do grupo).
Regularidade das reuniões semanais.
Produção de bordados com temas relativos a cidade e aseu patrimônio.
Exposição dos bordados resultantes.
Utilização de técnicas e saberes de bordado novas e antigas e sua transmissão.
Convivência harmoniosa e satisfação dos participantes.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALINE REGIANE DE JESUS MOTA
ARIANA APARECIDA COELHO COSTA
CARLA RODRIGUES GASTAUD2
MARIA ANTONIETA DALL IGNA
MATHEUS CRUZ2
MIRIÃ DA MOTA MANOEL
NORIS MARA PACHECO MARTINS LEAL4
ROBERTO HEIDEN2

Página gerada em 16/10/2021 13:04:24 (consulta levou 0.103615s)