Nome do Projeto
PROGRAMA DIETA CARDIOPROTETORA: Efeito do Programa Alimentar Brasileiro cardioprotetor na prevenção de eventos cardiovasculares.
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
01/09/2016 - 31/08/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Resumo
As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo e constituem uma das principais causas de permanência hospitalar prolongada. No Brasil, são responsáveis por cerca de 300 mil óbitos por ano, e mesmo quando não letais, levam o indivíduo à incapacidade parcial ou total, além de proporcionar graves repercussões não somente ao paciente acometido, como também à família e a toda sociedade. O Projeto Programa Alimentar Brasileiro Cardioprotetor é um projeto do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Institucional do Sistema Único de Saúde do Ministério da Saúde em parceria com pesquisadores da área da saúde. O projeto propõe uma avaliação do papel exclusivo do efeito de uma dieta com o propósito de prevenir a recidiva de evento cardiovascular, que contemple os consensos de dieta para doenças cardiovasculares e esclareça melhor os determinantes da reincidência destas doenças. O objetivo do presente estudo é avaliar o efeito do Programa Alimentar Brasileiro Cardioprotetor acessível à população na prevenção de eventos cardiovasculares, para isso será realizado um ensaio clínico randomizado, onde serão avaliados pacientes adultos com aterosclerose manifesta assistidos pelo serviço de cardiologia de Pelotas.

Objetivo Geral

Avaliar o efeito do Programa Alimentar Brasileiro Cardioprotetor acessível a população na prevenção de eventos cardiovasculares.

Justificativa

A comprovação da efetividade de um programa alimentar brasileiro cardioprotetor
através da condução de um ensaio clínico randomizado , embasado nas políticas públicas de promoção da saúde e hábitos saudáveis de vida, permite a elaboração de um programa específico para a redução
de novos eventos cardiovasculares.

Metodologia

Ensaio clínico randomizado, em que estão sendo acompanhados e avaliados 87 pacientes com idade igual ou superior a 45 anos com aterosclerose manifesta. Este projeto faz parte de um estudo multicêntrico nacional, realizado em 40 centros de referência do Sistema Único de Saúde para tratamento de pacientes com diagnóstico de doenças cardiovasculares. São coletadas variáveis sociodemograficas, antropométricas (peso, altura, circunferência da cintura), pressão arterial, presença de comorbidades, perfil lipídico e glicêmico, hábitos de vida, uso de medicamentos e consumo alimentar através de Recordatório 24h e prática de atividade física. Todos pacientes incluídos pelo Serviço de Cardiolgia da UFPel consentiram sua participação mediante Termo de Consentimento Livre e Esclarecido e estão em acompanhamento ambulatorial desde setembro de 2013. Esse pacientes foram randomizados em dois grupos: controle e intervenção. Os pacientes do grupo controle recebem atendimento com profissionais da saúde não nutricionistas e os pacientes do grupo intervenção recebem assistência com nutricionista baseada em uma nova proposta de dieta cardioprotetora baseada em alimentos tipicamente brasileiros elaborado pelo HCOR-SP. Todos pacientes, além da consulta clínica presencial periódica (8 consultas), recebem vigilância telefônica do centro coordenador da pesquisa nacional.

Indicadores e Metas

Metas: atendimento completo de todos os pacientes incluídos no estudo durante o período de realização da pesquisa.

Resultados Esperados

Espera-se que, ao final do estudo, os pacientes do grupo intervenção apresentem menos intercorrências e desfechos clínicos comparado aos do grupo controle. Além disso, espera-se que os pacientes do grupo intervenção apresentem maior redução de medidas antropométricas e melhor adequação do perfil lipídico e glicêmico.

Indicadores, Metas e Resultados

Metas: atendimento completo de todos os pacientes incluídos no estudo durante o período de realização da pesquisa. Espera-se que, ao final do estudo, os pacientes do grupo intervenção apresentem menos intercorrências e desfechos clínicos comparado aos do grupo controle. Além disso, espera-se que os pacientes do grupo intervenção apresentem maior redução de medidas antropométricas e melhor adequação do perfil lipídico e glicêmico.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALEXIA VALENTE GONCALVES SCHUCH
ALINE LONGO
BETINA FERNANDA DAMBROS
BRUNA LUIZA PAULINA RIBAS
CAROLINA FERREIRA GOMES
CAROLINE KARPINSKI
EDUARDO GEHLING BERTOLDI2
EMMELINE GUIDOTTI MOREIRA
Fernanda Vighi Dobke
GABRIEL BARRETO VEIGA
JEAN PIERRE WASSAF YOUSSEF
JOÃO PERON MOREIRA DIAS DA SILVA
KELVIN RUAN DA SILVA ANDRADE
LUCIA ROTA BORGES6
MARIA ISABEL SCHIAVON COUSEN
MARTHA FABRES BEHRENSDORF
NATHALIA PERLEBERG BACHETTINI
RENATA TORRES ABIB BERTACCO4
SAMILE SALLABERRY ECHEVERRIA SILVEIRA
VANESSA DA SILVA SOPEÑA

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
HCor / Hospital do CoraçãoR$ 79.094,34Fundação Delfim Mendes da Silveira

Plano de Aplicação de Despesas

DescriçãoValor
Outros encargosR$ 7.800,00
Hospedagem e alimentaçãoR$ 2.228,23
Despesa administrativa da fundação de apoioR$ 8.311,84
Outros serviçosR$ 7.800,00
Passagens e despesas com locomoçãoR$ 8.505,62
Despesas com diáriasR$ 1.577,60
Material de expedienteR$ 300,00
Material de laboratórioR$ 4.071,05
Equipamentos e material permanente (móveis, máquinas, livros, aparelhos etc.)R$ 38.500,00

Página gerada em 09/12/2019 16:44:57 (consulta levou 0.092032s)