Nome do Projeto
Comunidades Resilientes e Ações Humanitárias: uma ação conjunta entre Brasil, Reino Unido e Colômbia
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
01/05/2020 - 31/08/2022
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas
Resumo
Reconhecendo a natureza veloz de muitos dos desafios enfrentados pelos países de baixa ou média renda, este Projeto se caracteriza como um mecanismo responsivo, através do qual pesquisadores das ciências sociais aplicadas (trabalhando com outras disciplinas, quando apropriado) podem responder à necessidades urgentes e imprevistas de pesquisa, incluindo (mas não limitado a) pandemias, desastres, emergências, rápidas mudanças políticas ou econômicas radicais, mudanças em conflitos, grandes deslocamentos de populações etc..., ou oportunidades imprevistas para que a pesquisa contribua para política ou prática de desenvolvimento urbano. O Projeto engloba diferentes ações em parceria com o Reino Unido e a Colômbia para que situações emergentes e de risco possam ser investigadas de modo multidisciplinar, envolvendo pesquisadores em rede internacional. As primeiras quatro ações do Projeto visam a situação de vulnerabilidade dos refugiados, vindos da Venezuela no Brasil e na Colômbia, considerando o contexto da pandemia do COVID-19 e as condições políticas e urbanas da América Latina

Objetivo Geral

Pesquisa (incluindo a coleta, análise e interpretação crítica de dados) sobre os impactos das ações propostas; informar respostas ou formas de resiliência ou recuperação de uma série de eventos específicos que afetam os países de baixa ou média renda, que não poderiam ter sido previstos com antecipação, como:

- o caso de emergências ou crises culturais, humanitárias, políticas ou econômicas e seus impactos em questões como produção / expressão cultural, igualdade, marginalização, vulnerabilidade, exclusão social, etc...;
- a escalada inesperada ou mudanças rápidas em conflitos, violações de direitos humanos, ameaças à segurança humana ou processos de construção da paz;
- os deslocamentos / migrações forçadas imprevistas em larga escala da população;
- os desastres ambientais (naturais e / ou resultantes da atividade humana), como por exemplo: terremoto, tsunami, erupção vulcânica, furacão, grande incidente de poluição, colapso de barragens, etc .;
- a fome, emergências de saúde (por exemplo, surtos de doenças / pandemias como COVID-19); e / ou destruição súbita em larga escala de / danos ao patrimônio / bens culturais.

Justificativa

A pesquisa se justifica na tentativa de apoiar estudos de ponta em rede internacional já consolidada, que abordem os desafios enfrentados pelos países em desenvolvimento por meio de: incentivar e fortalecer a produção acadêmica internacional multidisciplinar; fortalecer a capacidade de pesquisa e inovação no Brasil e nos países parceiros, fornecendo uma resposta ágil à emergências onde há uma necessidade urgente de pesquisa.
As primeiras quatro ações do Projeto visam a situação de vulnerabilidade dos refugiados, vindos da Venezuela, no Brasil e na Colômbia, considerando o contexto da pandemia do COVID-19 e as condições políticas e urbanas da América Latina

Metodologia

A metodologia parte de uma abordagem Participativa Baseada na Comunidade (Community-based participatory research - CBPR) para fornecer aos grupos comunitários o 'espaço' e a plataforma necessária para expressar suas perspectivas e gerar diálogo colaborativo como um catalisador para desafiar atitudes e práticas existentes em relação a intervenções para a reconstrução sustentável de suas vidas. Alinhada aos princípios e premissas da interseccionalidade, nossa abordagem CBPR é sustentada por princípios de equidade, capacitação, inclusão e parceria. A CBPR opera contra práticas opressivas e promove a transferência recíproca de conhecimento e experiência; participação inclusiva; compartilhamento de poder e patrimônio; e propriedade dos dados com todos os participantes. A CBPR fornece uma alternativa às abordagens tradicionais de pesquisa que podem não ser apropriadas para gerar as idéias necessárias sobre como indivíduos e comunidades se realocam / fazem a transição para outras comunidades considerando o contexto do ambiente social, cultural e construído. A CBPR também enfatiza a importância de "ação" e mudança - com a mobilização contínua do conhecimento e o impacto das políticas e práticas vindas do Projeto em todas as etapas da pesquisa.

Indicadores, Metas e Resultados

Esperasse que este Projeto em rede internacional permita uma resposta ágil a emergências. É um Projeto guarda-chuva que engloba diferentes ações no Brasil, Colômbia e Reino Unido. A medida que as ações propostas vão sendo concluídas, outras serão propostas, já que a proposta deste Projeto é de algo permanente, que possa ser renovado e inclua futuramente novas ações dentro do escopo proposto.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADRIANA ARAUJO PORTELLA21
AMANDA FERREIRA GARCIA
CARLOS LEODARIO MONTEIRO KREBS4
CELINA MARIA BRITTO CORREA12
DANIELA BILHALVA DE FARIAS
EDUARDO GRALA DA CUNHA4
EDUARDO ROCHA12
EMILY SCHIAVINATTO NOGUEIRA
GISELE SILVA PEREIRA12
KARINA DOS SANTOS MOURA
LAURA LOPES CEZAR8
LAUREN NICOLE GONÇALVES DUARTE
LIGIA MARIA AVILA CHIARELLI
MAUREEN ROUX CORDEIRO LAUTENSCHLAGER
NIRCE SAFFER MEDVEDOVSKI12
PAMELA PADILHA SILVEIRA
Ryan Woolrych
SHIRLEY TERRA LARA DOS SANTOS
SINVAL CANTARELLI XAVIER
SIRLENE DE MELLO SOPEÑA

Página gerada em 18/09/2020 04:52:47 (consulta levou 0.391579s)