Nome do Projeto
Identidade e pertencimento qualificando a formação do biotecnologista
Ênfase
Ensino
Data inicial - Data final
01/05/2020 - 31/12/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Multidisciplinar
Resumo
A universidade deve ser um local onde o estudante tenha a oportunidade de estabelecer a identidade e o pertencimento ao seu curso e a profissão que escolheu seguir, promovendo assim, o crescimento humano e profissional. Projetos de ensino que favoreçam a troca de conhecimento, que desenvolvam a habilidade de transposição da informação e reforcem as habilidades previstas no projeto pedagógico do curso podem proporcionar tal benefício necessário para o aluno. A partir disso, o projeto “Identidade e pertencimento qualificando a formação do biotecnologista” surge a fim de promover o pertencimento ao curso de Graduação em Biotecnologia (G-Biotec) do Centro de Desenvolvimento Tecnológico (CDTec) da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), consolidando a construção de um perfil profissional com qualificação científica e técnica, e ainda socialmente comprometido. A Biotecnologia compreende um amplo espectro de técnicas e conhecimentos biológicos, que aliados ao uso de organismos vivos permite solucionar problemas ou produzir bens de serviço. Onde é promovida a intersecção de diversas áreas do conhecimento como: engenharia, química, biologia, agronomia, veterinária e medicina, sendo uma ciência de grande potencial agregado, que para seu desenvolvimento, necessita de um ambiente com forte base acadêmica e científica. Com isso, estimular e complementar a formação de profissionais Biotecnologistas, na forma deste projeto com ênfase em ensino - com ações de auxílio acadêmico, recepção dos alunos ingressantes do ano de 2020, delegação de tutores e seminários integradores torna-se fundamental para a formação do indivíduo e crescimento do curso de Biotecnologia/UFPel.

Objetivo Geral

Promover o pertencimento ao curso de Biotecnologia, consolidando a construção de um perfil profissional com qualificação científica e técnica e socialmente comprometido.
Objetivos específicos:
- Receber e acolher os calouros: com ações que envolvem desde a apresentação do curso e seu projeto pedagógico, apresentação dos laboratórios e linhas de pesquisa desenvolvidas pelos professores, exposição das possibilidades de bolsas e auxílios oferecidos pela universidade e órgãos de fomento. Além de, fazer uma visita guiada aos principais pontos do Campus Capão do Leão/ UFPel;
- Identificar e promover a superação das dificuldades acadêmicas ao longo do curso: através da delegação de tutores, aos quais serão alunos em períodos mais adiantados do curso, promovendo ações de apoio ao acadêmico;
- Melhorar o desempenho acadêmico: através de Seminários Integradores, onde serão discutidos assuntos de aplicados da área de atuação do Biotecnologista, integrando em um grupo de estudos alunos de todos os semestres da graduação em Biotecnologia.

Justificativa

As escolhas acadêmicas e oportunidades na universidade contribuem para a transição onde novas responsabilidades e compromissos passam a fazer parte das rotinas. O processo de aquisição do conhecimento, de habilidades e de competências esperadas para o Biotecnologista passa a ser então meta e compromisso do curso, ao qual deve favorecer a formação ética, cidadã, científica e tecnológica qualificadas. A redução da evasão, a consolidação da identidade profissional e o pertencimento a comunidade devem então ser trabalhados coletivamente na comunidade universitária. Sendo assim, considera-se importante a realização de projetos, com a colaboração massiva dos professores do curso, a fim de impulsionar ações de apoio ao ensino, com a troca de conhecimento, integração multidisciplinar e promoção do crescimento acadêmico.

Metodologia

O projeto de ensino será desenvolvido a partir de ações propostas pelos professores e alunos colaboradores, de forma a contribuir na formação acadêmica e inserção dos futuros profissionais na comunidade. Para isso, serão realizadas reuniões sistemáticas ao longo do projeto. As ações planejadas serão aprovadas em reunião de colegiado, e executadas de acordo com plano de atividades apresentado e avaliado. Este projeto de ensino executará atividades de: ensino, transposição do conhecimento, fixação de alunos e superação das dificuldades do ingresso a vida acadêmica, assim redução da evasão. São ações planejadas dentro deste projeto:
- Acolhida dos calouros; executando ações que envolvem desde a apresentação do curso e seu projeto pedagógico, apresentação dos laboratórios e linhas de pesquisa desenvolvidas pelos professores, exposição das possibilidades de bolsas e auxílios oferecidos pela universidade e órgãos de fomento. Além de, visita guiada aos principais pontos do Campus Capão do Leão/ UFPel;
- Identificação e superação das dificuldades acadêmicas ao longo do curso: através da delegação de tutores, aos quais serão alunos em períodos mais adiantados do curso, promovendo ações de apoio ao acadêmico;
- Seminários Integradores: em um grupo de estudos integrando os alunos de todos os semestres da Biotecnologia, serão elencados temas de interesse e aplicação da Biotecnologia para ser apresentada, estudado e discutido. Melhorando o desempenho acadêmico e desenvolvendo a integração e o pertencimento ao curso e a profissão.

Indicadores, Metas e Resultados

- redução da evasão;
- maior rendimento acadêmico e diminuição dos índices de reprovação;
- incentivo à pesquisa e inovação em Biotecnologia;
- qualificação de transposição de conhecimento;
- estabelecimento de vínculos e identidade profissional;
- integração entre os alunos dos diferentes semestre da graduação em Biotecnologia;
- promoção da sensação de pertencimento.

Página gerada em 06/08/2020 21:05:09 (consulta levou 0.217082s)