Nome do Projeto
ORSON revista acadêmica dos cursos de cinema da UFPel
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
01/03/2017 - 01/03/2019
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes
Eixo Temático (Principal - Afim)
Cultura / Comunicação
Linha de Extensão
Artes integradas
Resumo
Produção de periódico acadêmico de divulgação científica na área do audiovisual e publicação em plataformas digitais. A revista, que já conta com periodicidade regular semestral desde 2011, propõe espaço de reflexão sobre questões teóricas, metodológicas, práticas, da realização, produção, distribuição e circulação do audiovisual. Objetiva expandir a discussão sobre a área para além do ambiente acadêmico, pretendendo alcance público, tanto na comunidade científica (professores e pesquisadores) e de realização e produção, quanto entre profissionais da área, estudantes e críticos. O projeto também oportuniza maior visibilidade dos cursos de cinema da UFPel (Cinema e Audiovisual e Cinema de Animação), também incentivando entre o corpo docente e discente o exercício da pesquisa e escrita científicas e oferecendo aos alunos dos cursos de artes fundamentação teórica e abordagens da área atualizadas. A Revista ORSON propõe duas edições regulares anualmente, acompanhadas de dossiês temáticos com publicações na mesma regularidade. Tem seções fixas, de modo a contemplar a produção acadêmica e os interesses em torno do audiovisual e permitir também aos estudantes da área um espaço para publicação de suas investigações. Tem colaboração, em sua comissão editorial, de professores e pesquisadores da área de diversas instituições no Brasil e também no exterior.

Objetivo Geral

Fomentar a produção e divulgação científica na área do audiovisual, considerando sua responsabilidade enquanto parte de uma área acadêmica em ascensão e como importante referência para o audiovisual entre as instituições públicas do país.

Justificativa

A área do audiovisual no Brasil é constantemente atravessada por limitações práticas e orçamentárias que marcam, por exemplo, nossa produção cinematográfica; apesar de determos qualidade técnica notável e reconhecida entre os produtos televisivos. O país tem peculiar estilo dentre a cinematografia mundial, a qual, por sua vez, forma um panorama rico para a discussão de uma prática social de grande importância. Nas artes visuais, o uso de dispositivos filmográficos e videográficos é um dos meios de expressão mais dinâmicos, estimulando tanto o exercício acadêmico nessa área (técnica, estética e social) quanto a apropriação desses meios para o fomento da crítica e reflexão a respeito do próprio campo da arte. Através das plataformas digitais, canais são apropriados como importantes suportes para produção de conteúdo, curadoria estética e intelectual e instância de expressão, distribuição de informação e circulação de produção descentralizada de discursos sobre os mais diversos temas. A investigação científica e a produção de reflexão e crítica sobre essas práticas sociais e culturais tem cada vez mais importância no âmbito acadêmico, e o fomento dessas discussões tem sido importante instrumento pedagógico, dentro e fora dos cursos de audiovisual. Uma revista de divulgação científica e cultural sobre esse campo, abrangente e com estrutura que objetive o rigor científico e o olhar crítico sobre tais temas é, dessa forma, de grande importância tanto para a Universidade como um todo quanto para os cursos de cinema abrigados por ela, assim como para a comunidade acadêmica ou não que possa ser abrangida por esse tipo de divulgação.

Metodologia

A revista ORSON conta com uma estrutura de divulgação em plataforma digital, onde também disponibiliza normas para submissão de textos. Propõe, futuramente, que a submissão seja feita pelo sistema SEER. A cada ano (ao final da segunda edição, em dezembro), abre chamada para submissão de textos e divulga os temas dos dois próximos dossiês temáticos, informando os prazos e fechamentos de edição.
Os textos recebidos são triados pela editora, que dá início à avaliação cega por pares solicitando pareceres ao corpo de revisores ad hoc. Os textos aceitos para avaliação são devolvidos à editora com formulário de parecer preenchido. Neste formulário os pareceristas respondem a questões de ordem objetiva, como aquelas referentes a aceitação ou não para publicação, e tem espaço para comentários sobre os textos avaliados e outras recomendações. Atualmente, o periódico conta com submissão em regime de fluxo contínuo, podendo aceitar artigos para qualquer edição, incluindo sua inserção nos dossiês temáticos. Os aceites para autores informam se os artigos serão publicados na edição em processo ou futuramente, e também se foram remanejados para algum dossiê temático próximo.
Uma vez aceitos, os textos passam por revisão ortográfica e de formatação, sendo enviados, a seguir, para a equipe de arte e diagramação, que dá início aos procedimentos de edição gráfica da revista. O arquivo editorado, no formato do projeto gráfico da revista, é ainda revisado pela editora, que recomenda ajustes finais, caso necessário, e libera o número para publicação, com divulgação nos canais apropriados (como fóruns, páginas da revista nas redes sociais, mailing e canal oficial de notícias da UFPel.

Indicadores, Metas e Resultados

Atualmente, a revista ORSON encontra-se no extrato B3 do sistema Qualis, avaliação dificilmente conquistada por revistas originárias de cursos de graduação. Desde a primeira edição, respeita a periodicidade exigida pelos indicadores acadêmicos, publicando 11 números desde seu primeiro volume, no segundo semestre de 2011. O periódico mantém contato direto com a comunidade de críticos da área do audiovisual, representada pela Abraccine - Associação Brasileira de Críticos de Cinema, que contribuem frequentemente com textos.
Á ORSON passa, neste momento, por importante reformulação, tanto em suas plataformas de publicação e submissão, quanto em sua comissão editorial, adotando padrões ainda mais rigorosos de avaliação científica através de comissão atualizada e ampliada de pareceristas ad hoc formada por professores e pesquisadores de diversas regiões do país e de instituições do exterior.
Enquanto publicação originada a partir de dois cursos de graduação, a revista tem sido importante instrumento pedagógico e didático, tanto enquanto canal para o exercício de estudantes na iniciação científica quanto no sentido de fornecer a esses material teórico fundamental em seus percursos acadêmicos.
Em nova fase, a revista ORSON propõe normas e processos que buscam qualificar ainda mais o periódico, expandindo oportunidades de publicação - abrindo, por exemplo, uma seção de tradução de textos - e garantindo a qualidade técnica e teórica de suas edições.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA PAULA CRUZ PENKALA DIAS4
ANDRE LUIS PORTO MACEDO2
BRUNO BUENO PINTO LEITES2
CARLA SCHNEIDER2
GUILHERME CARVALHO DA ROSA2
IVONETE MEDIANEIRA PINTO2
JOSIAS PEREIRA DA SILVA2
LUCAS PESSOA PEREIRA
LUCAS QUARESMA LOPES
MICHAEL ABRANTES KERR2
RENATO CABRAL DE OLIVEIRA

Página gerada em 19/10/2019 19:34:14 (consulta levou 0.112837s)