Nome do Projeto
PERFUMES: AVALIAÇÃO DA AUTENTICIDADE POR COMPARAÇÃO DE EMBALAGEM E GC-MS
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
01/08/2020 - 01/08/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra
Resumo
Em virtude da lucratividade crescente no setor da indústria cosmética, a comercialização de perfumes falsificados tem demonstrando um alerta aos órgãos fiscalizadores quanto aos riscos que estes produtos podem causar à saúde e à segurança dos consumidores. A falsificação de um produto é considerada uma cópia não autorizada deste com a intenção de comercializar como legítimo. Além disso, os produtos falsificados gerados se assemelham às características principais do produto copiado, porém, geralmente, a falta de controle de produção e/ou a substituição dos componentes por outros de menor custo podem acarretar diversos problemas de saúde pública. Perfumes nacionais e importados são alvos de falsificação assim como bebidas, pois ambos os produtos têm um alto valor agregado e ampla relevância no mercado. Devido a isso, quando são falsificados e comercializados geram grande lucro trazendo assim incentivo para esta prática ilegal. A análise da autenticidade dos perfumes é uma tarefa complexa e trabalhosa, devido às inúmeras substâncias químicas que compõem a formulação dos perfumes. Sendo assim, é necessário o emprego de técnicas analíticas viáveis e confiáveis para a determinação dos compostos comumente presentes na formulação, certificando a autenticidade da marca do perfume e a identificação específica da fragrância e seus componentes. Métodos analíticos para a determinação destas substâncias químicas baseiam-se principalmente na cromatografia à gás com espectrometria de massa (GC-MS), uma vez que a Associação Internacional de Fragrâncias (IFRA) preconiza metodologias aplicando-as para estudos de alérgenos em perfumes. Sendo assim, este estudo tem como objetivo avaliar a autenticidade de perfumes de marcas internacionais disponibilizados no comércio ilegal no centro da cidade de Pelotas - RS com a aplicação de GC-MS, além da avaliação e comparação da embalagem do produto questionado em relação ao produto original equivalente. Dessa forma, este estudo se justifica pela importância no controle de produtos falsificados, principalmente considerando a crescente disponibilidade de perfumes sem fiscalização e regulamentação pela ANVISA comercializados de forma ilegal.

Objetivo Geral

Este estudo tem como objetivo desenvolver metodologia para avaliar a autenticidade de perfumes de marcas internacionais disponibilizados no comércio ilegal no centro da cidade de Pelotas-RS com a avaliação da embalagem, teste de autenticidade pelo odor e cor e aplicação da técnica GC-MS para análise qualitativa.

Justificativa

Devido à importância no controle de produtos falsificados, considerando o valor agregado aos perfumes importados e, a conseqüente comercialização sem fiscalização e regulamentação, tornado-se um alerta aos órgãos fiscalizadores e representando sérios riscos à saúde humana.

Metodologia

Para avaliar a falsificação dos perfumes de marcas internacionais serão desenvolvidas metodologias e aplicadas conforme regulamentação Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Dentre estas, a análise visual e comparação das embalagens de perfumes de procedência questionada e do seu equivalente original, seguida pela avaliação qualitativa por GC-MS de ambas as amostras (originais e questionadas), com a finalidade de identificar se os produtos questionados são originais ou não. Os perfumes originais serão adquiridos em lojas de comercialização de perfumes legalmente registradas de acordo com a ANVISA.

Amostras de perfume:
Diferentes amostras de perfumes de marcas internacionais adquiridas no comércio ilegal de Pelotas-RS irão ser avaliadas quanto à embalagem, teste de autenticidade para cor e odor; e perfil cromatográfico para verificar a autenticidade utilizando o respectivo perfume original.

Teste da embalagem:
O procedimento para o teste de embalagens dos produtos de origem questionada será realizado pela comparação com o perfume original, verificando informações e itens que devem estar presentes de acordo com a legislação e com as normas da ANVISA.

Teste de autenticidade por odor e cor:
O teste de autenticidade será realizado comparando as amostras com o perfume original pela avaliação de odor pela análise sensorial do olfato e de cor por observação visual.

Análise de autenticidade por cromatografia à gás com espectrometria de massa (GC-MS):
GC-MS é adequada para análise de perfumes, devido ao fato de ser uma técnica de alta eficiência que permite a separação de compostos de propriedades físicas semelhantes, identificando a pureza e fornecendo o perfil da composição. Os produtos químicos de fragrância geralmente têm baixos pontos de ebulição e, conseqüentemente a GC acoplada à MS é a técnica de escolha para identificação da estrutura química de cosméticos, por exemplo, substâncias químicas da formulação de perfumes conforme estudos na literatura científica.

Avaliação Estatística:
Os resultados obtidos das análises serão processados, avaliados e submetidos à análise estatística através da ferramenta de análise de variância (ANOVA) e, no caso de diferença significativa, submetidos à comparação de médias pelo teste Tukey (p≤0,05) utilizando o software Instat®.

Indicadores, Metas e Resultados

A partir do desenvolvimento deste projeto para avaliar a autenticidade de perfumes de marcas internacionais como, teste de autenticidade pelo odor e cor, avaliação da embalagem e aplicação da técnica GC-MS para análise qualitativa, este estudo tem como indicadores, metas e resultados:
Indicadores e Resultados: Substâncias presentes nas formulações do perfume original e questionadas podem causar alergia e precisam ser informados nos rótulos dos produtos para conhecimento dos consumidores atendendo à legislação vigente. Considerando esta informação e, se após obtenção dos resultados nas análises de perfumes questionados, estes apesentarem na sua formulação, substâncias químicas proibidas pela legislação, ou até mesmo a alteração da formulação do perfume questionado em comparação com o perfume original, podemos evidenciar uma problemática quanto ao comércio clandestino. Essa prática ilegal é prejudicial tanto para as empresas de perfumes quanto para os consumidores, que enfrentam o risco de serem expostos a substâncias alergênicas, já que os produtos falsificados não passam por inspeção e podem ser elaborados com matérias-primas de qualidade e procedência duvidosa, passíveis, portanto, de provocar inúmeros malefícios, como alergia, irritação cutânea, avermelhamento e descamação, coceira, inchaço e até mesmo manchas na pele.
Este estudo terá como metas, mostrar efetivamente sobre a importância das informações e resultados esperados, tais como:
a) A técnica utilizada seja apropriada para caracterização química de perfumes contribuindo significativamente para o estudo qualitativo de falsificação de perfumes e identificação da autenticidade destes produtos, principalmente quando associada à comparação de embalagem que, muitas vezes, pode ser uma análise insuficiente devido à alta qualidade de algumas falsificações, sendo assim necessário e importante o uso de uma técnica de análise química como a GC-MS.
b) Avaliar a autenticidade dos perfumes, também, no caso de confirmação da inserção de substâncias proibidas nas formulações de perfumes, sendo muitas prejudiciais a saúde humana, com o intuito de melhorar a fixação e agregar valor. E, neste sentido até mesmo os perfumes originais podem estar incluindo estas substâncias proibidas pela ANVISA como atrativo de fixação e aroma.
c) Enfatizar a importância da fiscalização mais severa aos órgãos fiscalizadores com responsabilidade de saúde pública aos riscos expostos a saúde humana e na questão de notificação das empresas fabricantes e/ou importadoras e distribuidoras evitando fraudes e garantindo a aquisição de produto com qualidade.
d) Publicação de, aproximadamente 02 (dois) trabalhos, em anais de congressos e eventos científicos e 02 (dois) artigos em periódicos Qualis A ou B.


Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CARLA DE ANDRADE HARTWIG2
CLARISSA MARQUES MOREIRA DOS SANTOS2
CLAUDIO MARTIN PEREIRA DE PEREIRA2
MARCO AURELIO ZIEMANN DOS SANTOS2
MÁRCIA REDMER MACHADO VEIGA

Página gerada em 27/05/2022 22:47:52 (consulta levou 0.093909s)