Nome do Projeto
Negociações Internacionais: atores e dinâmicas
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
01/07/2020 - 02/07/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas
Resumo
As negociações no âmbito das instituições internacionais, tanto de caráter global - como por exemplo, a Organização das Nações Unidas (ONU), Organização Mundial do Comércio (OMC) - quanto regional - como por exemplo, Mercosul, União Europeia, Associação Latino Americana de Integração (ALADI) - envolvem dinâmicas complexas. Indivíduos (diplomatas negociadores) defendem os interesses Estatais (resultantes das diretrizes de política externa, bem como de processos decisórios domésticos) em um contexto pautado por princípios, normas, regras e procedimentos para tomada de decisão, característicos de cada instituição ou regime internacional (KRASNER, 1983; ROSENAU, 2000). Diferente das negociações privadas, ou mesmo, das negociações bilaterais, as negociações multilaterais em Organizações Internacionais tendem a se prolongar ao longo de anos e se desenvolvem em diferentes fases. Basicamente, envolvem um período preparatório, no qual propostas são apresentadas; um período no qual as propostas são discutidas, a fim de se alcançar uma fórmula que leve a acordo; e, por fim, um período sobre os detalhes e resultados (ZARTMAN, BERGMAN, 1982). Nesse sentido, sob a ótica das abordagens teórico-conceituais das negociações internacionais e considerando o âmbito das organizações internacionais, este projeto se propõe a desenvolver ações que permitam analisar as dinâmicas negociadoras em diferentes contextos institucionais. Trata-se de um projeto que contribui com o eixo estruturante de formação acadêmica em Relações Internacionais: Instituições, Regimes e Organizações Internacionais.

Objetivo Geral

Sob a ótica das abordagens teórico-conceituais de negociações internacionais, analisar as dinâmicas negociadoras e atores participantes de cada processo decisório, no âmbito de Organizações Internacionais.

Justificativa

A Diretrizes Curriculares Nacionais para o Curso de Relações Internacionais (Resolução n. 4, de 04 de Outubro de 2017) estabelecem, em seu Art. 2o, inciso XIII, que os Projetos Pedagógicos dos Cursos devem promover "[...] Incentivo à pesquisa, como relevante prolongamento da atividade de ensino e como instrumento para a iniciação científica". Ademais, o Art. 4o expõe que o Curso de Relações Internacionais deve possibilitar a formação profissional que revele, entre outras competências, a destacada no inciso X:"Utilização adequada de teorias e conceitos próprios do campo de Relações Internacionais e seu uso na análise de situações concretas".
Considerando que o Eixo de Formação Estruturante em Relações Internacionais contempla conteúdos de Instituições, Regimes e Organizações Internacionais (Art 5o.), este projeto de pesquisa contribui para o aprofundamento das discussões realizadas nas atividades de Ensino, bem como promove a cultura de pesquisas a partir do referencial teórico da área.
Ademais, justifica-se por sua contribuição para outras
(i) a cada ano, os acadêmicos do curso de Relações Internacionais da UFPel, promovem eventos de simulação de negociações (Pelotas Model United Nations - Código 2051), bem como participam de eventos simulados externos (a exemplo da Simulação de Negociações promovido pela Missão da União Europeia no Brasil);
(ii) os acadêmicos do curso de Relações Internacionais não possuem uma disciplina específica para o estudo dos processos negociadores, os quais, por natureza, são muito característicos das diferentes instituições e diferem também, quanto aos temas em pauta.

Metodologia

Ao longo do projeto, pretende-se realizar diferentes ações:
- Ações de pesquisa propriamente dita;
- Ações de ensino, com o estabelecimento de grupo de estudo, mini cursos, ou outros.
- Não é descartada a possibilidade de ações de extensão, caso haja condições para a realização de visitas técnicas a sedes de organizações internacionais ou representações diplomáticas.

Indicadores, Metas e Resultados

Este projeto possui como metas:
- Realizar uma revisão sistematizada da literatura sobre negociações internacionais, no Brasil.
- Realizar um levantamento dos fluxos dos processos negociadores em diferentes organizações internacionais (especialmente aquelas com sede no Uruguai, para as quais viagens técnicas são viáveis).
- Promover o interesse dos acadêmicos para os processos que ocorrem dentro das organizações internacionais, ou seja, para além dos discursos diplomáticos ou da política externa.
- Divulgar aos acadêmicos as tarefas desenvolvidas pelo Secretariado das Organizações Internacionais (como possibilidades de inserção profissional).
- Publicar os resultados das atividades em ambientes acadêmicos e de ampla circulação.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AMANDA DA LUZ PERACHI
Antonio Ricardo Peres de Peres
BRUNO HAMMES DE CARVALHO
CAROLINA PEREIRA AMORIM
CASSIANE LEONOR SANTOS DE SOUZA
EDUARDO GOULARTE LESSA
ELARDINO GODINHO JUNIOR
EMANUELLE DE LEÃO RODRIGUES MACHADO BRAZIL
ESTER LUBKE SCHWEICKARDT
FERNANDA DE MOURA FERNANDES
GUILHERME MARTINS SALABERRI DELEPIANE
GUSTAVO FERREIRA FELISBERTO
GUSTAVO SEVERO DALLA COSTA
HENRIQUE ALBRECHT PELLEGRINI
JOANA SOSTER LIZOTT
JOAO PEDRO DOS SANTOS LOUZADA
LAIS RODRIGUES RIOS
LARA VIEIRA DA SILVEIRA
LUANA MENEZES
LUCAS SILVA DA SILVA
LUIS GUSTAVO QUEIROGA DE ARAUJO
LUIZ GUSTAVO LINO PEREIRA
LUIZA GUTERRES BRETTAS
Luiz Carlos Lessa Vinholes
Michel Vieira Bukert
OSMAR LARA CARDOSO
PAOLA DE MORAES MEINE
SABRINA DE MATOS BARCELOS
SABRINA MOURA DE OLIVEIRA
SILVANA SCHIMANSKI12
TWAIER GUIMARAES DE SOUZA
WILLIAN SILVEIRA DE SOUZA

Página gerada em 21/09/2021 13:49:05 (consulta levou 0.106282s)