Nome do Projeto
Desenvolvimento de um novo produto contendo folhas de oliveira
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
10/09/2020 - 21/04/2023
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas
Resumo
O Rio Grande do Sul é um estado que vem crescendo de maneira significativa, em relação a olivicultura, alcançando a produção de cerca de 180 mil litros de azeite em 2018. Esta é uma atividade que gera uma série de resíduos, entre estes resíduos estão as folhas de oliveira. Apesar de as folhas possuírem altos índices de componentes que trazem benefícios para a saúde, ainda não possui valor comercial. O presente estudo pretende desenvolver um novo produto a partir das folhas. A proposta é desenvolver este produto para ser consumido na forma de chás, visto que possui atributos funcionais para a saúde humana. O novo produto inseri-se numa perspectiva de desenvolvimento dos território do Sul do RS em função da instalação recente de olivais na região.

Objetivo Geral

Desenvolver um novo produto a partir de folhas de oliveira.

Justificativa

Sabe-se que a Olivicultura é uma atividade que vem se expandindo no estado do Rio Grande do Sul. Contudo, é uma cultura que gera uma série de resíduos, um deles é a folha da oliveira. O beneficiamento destes resíduos está em uma fase inicial, com estudos apontando potenciais alternativas de uso. No caso particular da folha, existe um grande número de benefícios que podem ser aproveitados a favor dos seres humanos.
Visto que, culturalmente as pessoas tem por costume ingerir chás, na esperança de uma melhoria na qualidade de vida, entende-se que o mesmo pode ocorrer com a folha da oliveira.
Existem estudos que comprovam a existência de atributos (componentes) funcionais nas folhas de oliveiras com potencial de gerar melhorias na saúde das pessoas. O nosso propósito é desenvolver um chá (mistura de ervas) que canalizará para o consumidor compostos protetivos da função cardio vascular.
Além disto, existe uma tradição consolidada no Brasil do consumo de chás, o que facilita a entrada comercial do nosso projeto numa perspectiva de desenvolvimento do produto através de parceria com a indústria olivícola.

Metodologia

A metodologia envolverá as seguintes etapas:
1. Análise laboratorial para determinar o teor de gordura (Extrato etéreo) das folhas das diferentes variedades de oliveiras;
2. Análise biológica por meio de testes de citoxidade e zimografia para determinar a atividade biológica dos componentes das folhas;
3. Análise sensorial para avaliar a aceitação do chá desenvolvido

Indicadores, Metas e Resultados

Espera-se no âmbito Científico:
- Produção de uma dissertação de mestrado pelo Programa de Pós-Graduação Desenvolvimento Territorial e Sistemas Agroindustriais da Universidade Federal de Pelotas - UFPel;
- Publicação de um artigo científico em periódico com bom fator de impacto na área de interesse;
- Publicação de resumos em congressos nacionais e internacionais;
- Divulgação científica da utilização diária da folha de oliveira em produto de consumo habitual no RS.

Âmbito Inovador:
- Criação de um novo produto na área alimentícia;
- Geração de um coproduto na indústria de azeite de oliva;
- Registro de patente do produto desenvolvido.

Âmbito Ambiental
- Redução dos impactos ambientais negativos associados ao descarte das folhas de oliveira;
- Destino nobre as folhas de oliveira.

Âmbito do Desenvolvimento do território:
- Agregação de valor na indústria da olivicultura;
- Valoração de materiais de descarte na olivicultura;

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALICE PEREIRA LOURENSON
CLEOTAVIO SOUZA DA SILVA DIAS
DIEGO FERNANDES FIGUEIREDO
FERNANDA MEDEIROS GONCALVES3
LETICIA MENDES DA COSTA
MARCIA AROCHA GULARTE1
MARIO DUARTE CANEVER2
MARIZANE DA FONSECA DUARTE

Página gerada em 24/10/2021 18:01:35 (consulta levou 0.098906s)