Nome do Projeto
Arquivo da Justiça do Trabalho de Pelotas
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
24/05/2017 - 26/05/2027
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas
Eixo Temático (Principal - Afim)
Trabalho / Educação
Linha de Extensão
Gestão institucional
Resumo
O acervo de processos trabalhistas da cidade de Pelotas e região, uma documentação da 4º Região da Justiça do Trabalho, em um total de mais de 100 mil processos, abrange o período de 1936 até 1995 e está incorporado à documentação do Núcleo, em regime de comodato, desde 2005. Os anos mais recentes também serão incorporados em seguida ao acervo. Essa documentação, que expõe conflitos entre empregados e seus patrões, é de grande importância para o estudo das relações geradas dentro do processo de trabalho, entre empregador e empregado. Esse é o acervo mais completo de que se tem notícia dentro de uma cidade do estado do Rio Grande do Sul e, talvez, do próprio país. Desde seus primeiros processos (em formato digital, pois os originais dos processos iniciais estão no Memorial do Trabalho em Porto Alegre), a documentação não tem perdas, o que resulta ser extremamente importante para pesquisas seriais, como a distribuição de reclamatórias por motivo e por empresa; avaliação de reclamatórias por gênero, inclusive se há alguma discriminação em seus resultados quanto ao gênero; tipos de ocupações que mais demandam a Justiça Trabalhista, dentre várias outras.

Objetivo Geral

O objetivo geral do projeto é o de guardar, conservar e disponibilizar o acervo para consultas de pesquisadores e da comunidade em geral que, muitas vezes, necessita de informações constantes nos processos como prova documental para a aposentadoria, por exemplo.

Justificativa

Trata-se de projeto importante, que tem como escopo principal a extensão, uma vez que os principais interessados são os pesquisadores e a comunidade em geral. De outra forma, funciona também como um espaço de ensino, já que vários estágios do Bacharelado em História são realizados naquele local e também de pesquisa. Desde o ano de 2009 é realizada uma pesquisa que tem como título: À beira da extinção: memória de trabalhadores cujos ofícios estão em vias de desaparecer.

Metodologia

As metodologias utilizadas para lidar com o acervo são: análise documental, a partir do qual é realizado a leitura e análise dos processos e história oral, já que foram realizadas mais de 70 entrevistas com trabalhadores cujos ofícios estão em extinção ou em transformação.

Indicadores, Metas e Resultados

- Salvaguarda permanente do material do arquivo;
- Expansão do banco de dados no qual já constam 10 anos do acervo.
- Disponibilização do material à comunidade em geral.
- Escrita de artigos sobre o acervo.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AMANDA ISHIZAKA PENNY
CAROLINA CESTITO DE ARAUJO
DOUGLAS REISDORFER
GABRIELLE GARCIA GOTUZZO
JESSICA CAMARGO TRISCH
LEONARDO SILVA AMARAL
LORENA ALMEIDA GILL2
LUANA SCHUBERT LEDERMANN
LUCAS DE SOUZA PEDROSO
MILENA VAZ DA SILVA
PAULO LUIZ CRIZEL KOSCHIER7

Página gerada em 03/07/2022 06:32:06 (consulta levou 0.278244s)