Nome do Projeto
Monitoramento da qualidade da água em propriedades leiteiras na região sul do Estado do Rio Grande do Sul
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
01/01/2017 - 15/02/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Eixo Temático (Principal - Afim)
Meio ambiente / Trabalho
Linha de Extensão
Desenvolvimento regional
Resumo
O projeto objetiva melhorar a qualidade de vida dos produtores rurais que realizam atividade leiteira, através de ações extensionistas de educação junto à comunidade rural para orientar sobre o acesso à água de qualidade com enfoque na saúde humana, animal e a qualidade dos produtos (leite e derivados) produzidos no local e levantamentos sobre manejo ambiental e saneamento rural. O público alvo é composto por pequenos produtores de leite oriundos da agricultura familiar, bem como outros profissionais que atuam juntamente aos produtores, como técnicos agrícolas de cooperativa de leite ou EMATER/RS, extensionistas locais, além dos alunos da graduação e pós-graduação da UFPEL. Assim é possível vincular a problemática do acesso à água de qualidade e o manejo realizado nas propriedades que possa intervir nas características desse recurso natural, visando ao uso adequado e conservação da água e de divulgação de tecnologias para tratamento da água e armazenamento e seu reflexo sobre a saúde humana, saúde animal e qualidade dos produtos (leite e derivados) produzidos pela comunidade na área de abrangência do projeto de extensão. Os resultados poderão ser utilizados para implementar políticas públicas de acesso a água, saneamento rural, sustentabilidade ambiental da produção leiteira e educação ambiental, dirigidas para a área de abrangência, favorecendo o desenvolvimento regional.

Objetivo Geral

Objetivo Geral:

Avaliar o acesso à água de usos múltiplos em propriedade rurais produtoras de leite na região sul do estado do Rio Grande do Sul e implementar ações educativas junto à comunidade visando à melhoria da qualidade da água e da saúde dos moradores.

Objetivos Específicos:

1 - Avaliar a qualidade microbiológica (determinações da colimetria e quantificação de bactérias mesófilas) da água de usos múltiplos (fonte de abastecimento, consumo humano e animal, reservatório e uso em produção leiteira) nas propriedades visitadas.

2 - Realizar o levantamento sobre o manejo ambiental e manejo da água nas propriedades rurais, para avaliar as condições de saneamento rural e condições de proteção das fontes de abastecimento de água.

3 - Confeccionar material educativo para a transferência de conhecimento sobre a água e manejo ambiental pra os produtores rurais.

4 - Realizar ações de educação, por meio de visitas e palestras às propriedades rurais, para transferir os conhecimentos levantados em cada propriedade rural sobre a água e manejo ambiental.

5 - Realizar dia de campo para divulgar os resultados do projeto para os produtores envolvidos e outros externos ao projeto, bem como técnicos extensionistas, e transferir os conhecimentos levantados em cada propriedade rural sobre a água e manejo ambiental.

Justificativa

Este projeto de extensão é multidisciplinar e objetiva melhorar a qualidade de vida dos produtores rurais que realizam atividade leiteira, através de ações que possibilitem orientar sobre o acesso à água nesses locais (monitoramento da qualidade da água de usos múltiplos, mas enfocando a saúde humana, animal e a qualidade dos produtos (leite e derivados) produzidos no local, levantamentos sobre manejo ambiental que pode interferir na água, ações de melhoria de captação, armazenamento e tratamento da água, noções sobre doenças (zoonóticas, de veiculação hídrica e alimentar) as quais essa população está exposta aos riscos de transmissão.
A equipe executora do projeto (docentes, alunos de graduação e pós-graduação, técnicos de organizações externas à IES), de acordo com suas atribuições específicas, realizará as ações de visitas in loco, coleta e processamento de amostras, coleta e processamento de dados, confecção de material educativo, material para apresentação em eventos científicos e organização e realização de ações como palestras, aulas práticas e dia de campo para disseminação das informações e orientações aos produtores e comunidade rural envolvida Assim, será possível contribuir para o desenvolvimento social da região, e promover ações de melhoria na saúde pública e do meio ambiente relacionadas ao acesso à água de qualidade, além de permitir ações de extensão universitária e contato direto com a realidade dos meio rural aos alunos envolvidos no projeto.
Devido a poucos relatos na literatura sobre as condições da água utilizada em propriedades produtoras de leite na área rural de Pelotas, RS, este estudo será realizado para avaliar a qualidade da água, os tipos e as características das fontes de abastecimento e o manejo ambiental realizado nas propriedades que pode interferir na qualidade deste recurso. Os resultados do estudo trarão conhecimentos substanciais sobre a água utilizada para os múltiplos usos pela comunidade rural, possibilitando que a equipe envolvida no projeto possa levar informações para realização de ações corretivas ou preventivas para assegurar a qualidade da água, visando à proteção da Saúde Animal e da Saúde Pública e melhorias na qualidade do leite cru obtido.
O projeto irá tratar a temática Meio Ambiente, com o objetivo de avaliar o acesso à água de usos múltiplos em propriedade rurais na região sul do estado do Rio Grande do Sul e implementar ações educativas junto à comunidade (produtores e seus familiares, bem como técnicos extensionistas) visando à melhoria da qualidade da água e da saúde dos moradores. O eixo temático afim é Trabalho, pois o público alvo trabalha e retira o sustento de sua família na atividade leiteira, desenvolvida nas propriedades a serem estudadas. A linha de extensão é Desenvolvimento Regional, pois a execução do projeto possibilitará o intercâmbio de informações entre a equipe do projeto e os produtores rurais visando à melhoria ao acesso de água de qualidade, através de ações educativas como palestras, dias de campo, visitas às propriedades.
Os membros da equipe (docentes) são da Faculdade de Veterinária, e atuam na área de saúde pública, nos temas epidemiologia, medicina veterinária preventiva e saneamento aplicado à saúde do homem, além de duas professoras da área de Inspeção de Produtos de Origem Animal, que desenvolvem atividades voltadas às medidas de melhorias no manejo da ordenha e qualidade do leite. Os docentes participam de outros projetos de pesquisa, ensino e extensão com a temática da proposta, inclusive com aprovação de editais Proext para financiamento das atividades de extensão.
Sendo assim, a projeto atenderá diretamente a comunidade rural, principalmente os pequenos produtores de leite, possibilitando o conhecimento sobre a qualidade da água e fornecerá subsídios para a equipe do projeto orientar os produtores sobre medidas corretivas para preservar a qualidade da água, do ambiente e consequentemente melhorar a qualidade do leite cru e a saúde da população como um todo. O projeto apresenta característica de indissociabilidade entre ensino, extensão e pesquisa, pois permitirá que os alunos bolsistas atuem diretamente em todas as atividades previstas. Além disso, os resultados e as ações, bem como as propriedades, poderão ser utilizados para aulas teóricas e práticas e para a discussão do tema do projeto junto às disciplinas de graduação ministradas pela equipe do projeto e demais colaboradores. Também será possível o desenvolvimento de projetos de pesquisa, pois o projeto permite que novos temas relacionados sejam desenvolvidos mais profundamente analisados, bem como novas linhas de pesquisa e produção científica.
O contato dos estudantes o produtor rural facilitará a formação técnica e cidadã, pelo conhecimento das diferentes realidades no meio rural e as buscas pelas alternativas para melhorá-las. A interdisciplinaridade estará presente nas atividades do projeto pois temas como saneamento rural, saúde animal, inspeção de produtos de origem animal fazem serão constante. A interprofissionalidade acontecerá pela relação entre profissionais e alunos das áreas de medicina veterinária, zootecnia, agronomia, tecnologia de alimentos bem como técnicos agrícolas e técnicos da indústria do leite.
Existe a participação de instituições parceiras externas como EMATER/RS-ASCAR com apoio na seleção das propriedades e na logística para realização das visitas às propriedades e no desenvolvimento das atividades de extensão, tais como dia de campo e palestras.

Metodologia

1 - Coletas de água e aplicação de questionário nas propriedades:

Amostras de água de múltiplos usos (fontes de abastecimento, consumo humano e animal, de irrigação de hortaliças, de uso na produção de leite e derivados) serão colhidas em propriedades rurais selecionadas com auxílio da EMATER RS, situadas na região sul do Estado do RS, Brasil.
Durante as visitas às propriedades será aplicado um questionário aos moradores adaptado de SATAKE (2008), a fim de se obter informações sobre as características das fontes de água, usos múltiplos da água e do manejo ambiental executado nas propriedades que pode refletir nas características da água, bem como oferecer orientações aos produtores para melhorias na qualidade deste recurso.
As visitas às propriedades, o preenchimento do questionário sobre o manejo ambiental e a tabulação e discussão dos resultados serão desenvolvidos pelos alunos bolsistas, acompanhados pelos docentes e técnicos de campo.


2 - Análises microbiológicas da água:
As amostras de água serão colhidas em frasco de vidro esterilizado segundo APHA (1998) e destinadas ao Laboratório do Centro de Controle de Zoonoses da Faculdade de Veterinária da Universidade Federal de Pelotas, para análise da qualidade dentro de 24 horas após a colheita. As análises microbiológicas realizadas nas amostras de água serão: a) Determinação do número mais provável (NMP) de coliformes totais e Escherichia coli (APHA, 1998) e contagem de microrganismos heterotróficos mesófilos: a contagem de microrganismos heterotróficos mesófilos será realiza por plaqueamento em profundidade e uso de ágar Padrão para Contagem (APHA, 1998).
As coletas de amostras de água e o processamento laboratorial, a interpretação e discussão dos resultados e confecção dos laudos serão desenvolvidos pelos alunos bolsistas, acompanhados pelos docentes (coletas e processamento) e técnicos de campo (coletas).


3 - Avaliação dos resultados das análises de água e levantamento do manejo ambiental:
Após a obtenção dos resultados das amostras de água e do questionário coletados na primeira visita em cada propriedade, os resultados serão apresentados e discutidos com os produtores rurais, enfatizando possíveis medidas de boas práticas relacionadas à água e ao manejo ambiental que podem contribuir para a manutenção ou melhoria da qualidade microbiológica da água. Em um segundo momento, uma nova coleta de água, nos mesmos pontos amostrados na primeira visita, será realizada para verificar se houve melhora na qualidade da água e adesão às boas práticas sugeridas. Esse é o primeiro contato do público alvo com as ações de transferência de conhecimento sobre o tema do projeto.
Os alunos bolsista farão esse retorno à propriedade e contato com os proprietários, familiares e técnicos, acompanhados pelos docentes e técnicos de campo.

4 - Confecção de material educativo:
Folder, cartilha, maquete e livretos serão confeccionados e impressos, contendo informações sobre saneamento rural, qualidade da água utilizada na ordenha, metodologias de tratamento de esgoto rural, metodologias de tratamento de água, manejo de fontes de água, doenças de veiculação hídrica e alimentar, zoonoses, controle de pragas. As informações sobre os assuntos serão obtidas através de literatura científica e organizada pelos alunos bolsistas, acompanhados pelos docentes.

5 - Realização de ações extensionistas de educação:
As palestras e dia de campo serão realizadas em propriedades rurais, a fim de divulgar os resultados do projeto ao público alvo, a fim de orientar e facilitar a transferência das informações. Isso possibilitará que outros produtores rurais, não incluídos na amostragem do projeto, possa ter acesso ao conhecimento produzido, facilitando a abrangência da ação. Os alunos bolsistas irão confeccionar as palestras, apresentá-las e auxiliar na organização geral dos eventos, acompanhados pelos docentes e técnicos de campo.
A confecção de material como resumos, artigos e comunicados técnico será fortemente incentivada ao bolsista, a fim de estimular a sua participação em eventos de divulgação (como Semana Acadêmica, Congresso de Extensão, Dias de Campo) e divulgação dos resultados.

Indicadores, Metas e Resultados

Indicadores:
Dentre os indicadores, temos como principal, os resultados obtidos pelas propriedades rurais acompanhadas ao longo dos anos, com a melhoria nos parâmetros de qualidade da água (características microbiológicas), utilização de melhorias em relação ao saneamento rural (instalação de tecnologia de tratamento de resíduos orgânicos, utilização de tecnologia de tratamento da água, instalação de fatores de proteção de fontes de água).

Metas:
Tem-se como metas o acompanhamento técnico da utilização dos recursos hídricos e fonte de água de usos múltiplos nas propriedades, das condições de saneamento rural e das interferências realizadas pela equipe do projeto para mitigar problemas relacionados à qualidade da água e saúde. Será possível conhecer a realidade de manejo em propriedades leiterias na região sul do Rio Grande do Sul; discutir com acadêmicos, docentes e técnicos extensionistas de campo, as necessidades e possíveis melhorias a serem estabelecidas, de acordo com a realidade de cada propriedade; capacitar o produtor rural para implantação das boas práticas para produção e armazenamento de água e saneamento rural, avaliar a evolução de cada propriedade rural.

Resultados:
Os resultados obtidos ao longo do projeto servirão de base para escrever materiais educativos (folder, cartilha, maquetes, livretos) que serão utilizado por produtores, acadêmicos, profissionais da área e extensionistas.
Nas propriedades rurais participantes também servirão realizadas aulas práticas, desenvolvidos trabalhos acadêmicos (em disciplinas do curso de Agronomia, Veterinária e Zootecnia), trabalhos de conclusão de curso (TCC) de graduação e residência em Medicina Veterinária-Área de Saúde Coletiva . Além de gerar dados e testes laboratoriais para desenvolvimento de dissertações de Mestrado e teses de Doutorado.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA JULIA RODRIGUES TEIXEIRA RAMOS
ANIELI MÜLLER
BIANCA CONRAD BOHM
CAROLAINE GARCIA DE MATTOS
CAROLINE DA SILVEIRA ROCKENBACH
DENISE MALINSKI FIORESI
FABIO RAPHAEL PASCOTI BRUHN2
FERNANDA DE REZENDE PINTO16
FERNANDO DA SILVA BANDEIRA8
FERNANDO MISSIAGGIA ECCKER
GUILHERME DA SILVA AZEVEDO
HELENICE GONZALEZ DE LIMA7
JOSE RAPHAEL BATISTA XAVIER
LAURA BRENNER COLLING
LENISE MACHADO ALVES
MÁRCIO JOSUÉ COSTA IRALA
NATACHA DEBONI CERESER7
SABRINA APARECIDA DE SOUZA

Página gerada em 14/11/2019 17:14:22 (consulta levou 0.120297s)