Nome do Projeto
VII Jornada Brasileira de Sociologia
Ênfase
Ensino
Data inicial - Data final
17/11/2021 - 19/11/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas
Resumo
A Jornada Brasileira de Sociologia (JBS) é um evento bianual em consolidação no Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de Pelotas (UFPel). Uma de suas características principais é o envolvimento, na organização, de pós-doutorandas/os, doutorandas/os e mestrandas/os, juntamente com o apoio do respectivo corpo docente. A Jornada, em sua sétima edição, tem como tema a "Sociologia Brasilera: Pensando e repensando o Brasil em tempos de crise". A ideia deste pensamento surge a para pensar o Brasil a partir do eixo de questões sociais do Brasil presente: saúde pública, economia e política, violência, trabalho, gênero e relações raciais. Como a sociologia Brasileira tem encarado essas questões, que muitas das vezes é muito singular a tecitura social do Brasil e ao desenvolvimento do capitalismo hipertardio O evento será realizado de 17/11/20121 a 19/11/2021 virtualmente, em decorrência da pandemia de Covid-19.

Objetivo Geral

As contribuições das teorias sociológicas produzidas na Europa e nos Estados Unidos pós-segunda guerra em relação a questões referentes às bases da ação, aos fundamentos da ordem e aos motores da mudança social, assim como o esclarecimento dos vínculos entre estas três dimensões, revelam constantemente sua potencialidade seja na superação de impasses da teoria sociológica clássica, seja como meio heurístico para pesquisas empíricas e diagnósticos do presente. Tal “novo movimento teórico”, no entanto, se desenvolve sobre um terreno discursivo caro ao cânone, especialmente em sua imagem da modernidade e suas consequências. De clássicos a contemporâneos, os processos de modernização se caracterizam, com diferentes ênfases e em contraste com uma suposta pré modernidade, por processos de crescente racionalização/secularização da ação e das instituições, diferenciação/autonomização das esferas sociais, individuação crescente, separação público/privado, aceleração temporal articulada à dessubstancialização do espaço, separação cultura/natureza (cf. Tavolaro, 2017) .
A VI Jornada objetiva, em linhas gerais, trabalhar com três eixos de discussão. O primeiro abrange as críticas às teorias da modernização por meio de conceitos como subdesenvolvimento, centro-periferia, marginalidade estrutural, dependência, dominação burguesa autocrática, etc. Busca-se, portanto, dar atenção a esse primeiro momento de intenso debate entre os anos 1950 e 1970, tão importante para a complexificação da teoria social, para além dos enunciados elaborados na Europa e nos Estados Unidos, e para a institucionalização das ciências sociais latino americanas.
A VI Jornada também reúne pesquisadores e trabalhos que visem discutir sobre os esforços mais recentes, advindos do chamado Sul Global, que considerem dinâmicas experienciais próprias e que dialoguem com as teorias sociológicas de forma a pensar sobre os novos desafios para transpor uma imagem da modernidade construída desde o Norte

Justificativa

A realização do evento visa contribuir, através de conferências, mesas-redondas e grupos de trabalho para o debate sobre a modernidade e o sul global a partir de diferentes perspectivas, bem como na constituição de ferramentas teórico-conceituais e metodológicas que propiciem: (a) repensar os fundamentos e consequências prático-discursivos das teorias e projetos de modernização na América Latina; (b) as manifestações particulares do capitalismo contemporâneo e as alternativas emergentes no Sul Global; (c) a releitura da modernidade desde a teoria e pensamento sociais produzidos fora dos centros hegemônicos de produção do conhecimento. O evento também realizará o “Espaço do Egresso”, objetivando recuperar a história do próprio Programa de Pós-Graduação em Sociologia da UFPel mediante a participação das (os) egressas (os) através de pôsteres e comunicações.

Metodologia

O evento está dividido em seis grupos de trabalho, os quais visam abordar os objetivos do evento, além de conferências, uma mesa-redonda, a realização de duas oficinas: a) artigo científico e b) de análise de dados, além do espaço do egresso.

Indicadores, Metas e Resultados

Espera-se que os três dia de evento, em suas múltiplas atividades, contribuam para o debate sobre a Sociologia Brasileira em suas diversas facetas por meio de um debate qualificado e pela divulgação dos trabalhos nos anais do evento.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADRIANE DENISE FONSECA LOPES
ALINE DOS SANTOS PEREIRA
ALINE DOS SANTOS PEREIRA20
ARIELSON TEIXEIRA DO CARMO
CAROLINA FREITAS DE OLIVEIRA SILVA
DANIELE MENDES CALDAS
Débora da Silva Olivo
EDUARDO ROSA GUEDES
ELAINE DA SILVEIRA LEITE14
JIULIA ESTELA HELING
LAYLSON MOTA MACHADO
LUANA COSTA BIDIGARAY
LUCAS FERNANDES TAVARES
Lara Roberta Rodrigues Facioli
MATHEUS LIRA BENTO
MATHEUS LIRA BENTO
NATÁLIA DE AZEVEDO PEREIRA
Nico Augusto Có
PIERRI ARAUJO PORCIUNCULA
RODRIGO CANTU DE SOUZA10
SIMONE DA SILVA RIBEIRO GOMES12
VINÍCIUS NASCENTE DE MOURA

Página gerada em 23/01/2022 03:41:14 (consulta levou 0.588148s)