Nome do Projeto
Consistência Alimentar Modificada para Distúrbios da Deglutição
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
10/03/2022 - 10/03/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Resumo
A dificuldade de deglutição, também conhecida como disfagia, é uma condição de saúde que pode ser tratada por diferentes abordagens, como a alteração da viscosidade de alimentos fluidos com agentes espessantes, por exemplo. O indivíduo disfágico está privado de alimentar-se como tem costume, uma vez que a dieta a base de líquidos para disfagia, apenas certos tipos de fluidos são seguros para beber. Proporcionar maior segurança ao paciente e uma evolução no campo da disfagia para promover melhores resultados de tratamento é o motivo da recomendação do IDDSI para uma terminologia padronizada internacionalmente. Assim, este projeto apresenta como objetivo avaliar as propriedades de fluxo de diferentes alimentos fluidos, artesanal ou comercial com ou sem adição de espessantes (à base de maltodextrina ou goma) por meio de um método simples e barato proposto pela International Dysphagia Diet Standardization Initiative (IDDSI), para verificar a adequação do uso desses produtos na dieta de pacientes com disfagia. Mediante o método de medição de alimentos com textura modificada, através do teste de fluxo de gravidade, recomendado pela International Dysphagia Diet Standardization Initiative. A diretriz preconizada pela IDDSI para classificar os 5 níveis de líquidos de acordo com o fluxo de gravidade através de uma seringa de 10 mL, será utilizado. Diante do exposto, o projeto viabilizará fomentar através de dados levantados quanto a construção do Guia de Líquidos de Consistência Modificada para Distúrbios da Deglutição. A inclusão da classificação, conforme o IDSSI, para diferentes alimentos fluidos (líquidos de consistência modificada) na dieta de pacientes com disfagia pode apresentar muitos benefícios, pois esses produtos podem associar palatabilidade e uma valiosa composição nutricional. Existem preocupações de que algumas estratégias de modificação de consistência, como o IDDSI, não abordam os aspectos nutricionais de alimentos, sendo assim será possível mitigar ao máximo a desidratação à esses pacientes, a partir de um guia prático para o ambiente hospitalar e domiciliar para alternativas a inclusão de líquidos em sua dieta.

Objetivo Geral

O presente projeto visa determinar, mediante o método de medição de alimentos com textura modificada, através do teste de fluxo de gravidade em diversos alimentos fluidos artesanais e comerciais, com e sem o uso de diferentes espessantes, traduzindo em uma guia com informações nutricionais e caracterização de consistência padronizada, recomendado pela International Dysphagia Diet Standardization Initiative.

Justificativa

Cerca de 8% da população mundial é afetada por disfagia. É uma preocupação crescente no mundo devido ao envelhecimento da população, mesmo que o distúrbio acometa crianças, a idade avançada apresenta maior prevalência. Proporcionar maior segurança ao paciente e uma evolução no campo da disfagia para promover melhores resultados de tratamento é o motivo da recomendação do IDDSI para uma terminologia padronizada internacionalmente. Existem poucos estudos referentes a alimentos puros ou semi-sólidos para pacientes disfágicos. Assim é de suma importância realizar o levantamento de opções de alimentos líquidos e semi-sólidos que associem nutrição e segurança ao paciente disfágico.

Metodologia

Fomentar através de dados levantados quanto a construção do Guia de Alimentos de Consistência Modificada para Distúrbios da Deglutição, a partir da classificação de alimentos de acordo com seu comportamento reológico traduzidos pelos níveis indicados pelo teste de fluxo IDDSI. A diretriz preconizada pela IDDSI para classificar os 5 níveis de líquidos e/ou fluidos de acordo com o fluxo de gravidade através de uma seringa de 10 mL (BD), será utilizado.

Indicadores, Metas e Resultados

A International Dysphagia Diet Standardization Initiative (IDDSI), uma organização composta por pesquisadores de diversos países, disseminou uma estrutura padronizada global, utilizando terminologia de forma universal para modificação da textura de alimentos e espessura de líquidos para indivíduos com dificuldades de deglutição, por meio de uma metodologia formal e objetiva, considerada segura com base em anos de literatura e pesquisa. Os métodos de teste de baixa tecnologia desenvolvidos pelo IDDSI são acessíveis não apenas a hospitais, fornecedores de serviços de alimentação e médicos, mas também aos cuidadores. Dessa forma, eles permitem que os usuários finais verifiquem a consistência dos líquidos para pessoas com disfagia no ponto de atendimento e facilitam a redução do risco por meio de uma melhor adesão às recomendações de textura da dieta. Assim, o projeto visa alcançar diferentes alternativas de alimentos fluidos (líquidos de consistência modificada), a fim de possibilitar a diversificação da dieta, associando segurança, aspectos organolépticos aceitáveis e sobretudo, nutricionalmente adequados.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
AMABILE NUNES LEMOS
AUGUSTO SCHNEIDER
BRUNA VAZ DA SILVA
DENISE PERLEBERG
FRANCIÉLLY BECKER LESSA
HELAYNE APARECIDA MAIEVES4
JÚLIA PORTO HEPP
MYLLENE FERREIRA QUIROGA
Marielly EWerling
UGO RIBEIRO COMPAROTTO

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
PROAP/CAPES / Coordenação de Aperfeiçoamento de Nível SuperiorR$ 600,00Coordenador

Página gerada em 19/07/2024 18:05:05 (consulta levou 0.140024s)