Nome do Projeto
Os estudos (auto)biográficos e o método progressivo-regressivo na pesquisa educacional
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
15/05/2023 - 10/05/2026
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas
Resumo
O projeto A pesquisa (auto)biográfica e o método progressivo-regressivo na pesquisa educacional pretende avançar com o programa de estudo e investigação sobre as contribuições da pesquisa (auto)biográfica em educação e educação física, aprofundando questões epistemológicas e metodológicas, em pesquisas empíricas dentro e fora da escola. Esse processo acadêmico científico, demarcado no campo das ciências humanas e sociais, de natureza interdisciplinar e quali-quanti, se propõe a correlacionar dialeticamente teoria e prática investigativa sobre processos de formação humana, mediação educacional e a produção de desigualdades sociais no que tange a escolarização entre outros ambientes educacionais. A aproximação dessas três tradições teóricas – Pesquisa (auto)biográfica, método progressivo-regressivo e noção de relação com o saber – nos permitem avançar nos estudos das relações com os saberes e atividades em diferentes ambientes, com objetivo de analisar e compreender projetos e desejos de ser em (auto)biografias acabadas e inacabas, bem como aspectos sociais e culturais que demarcam o campo de possibilidades de professores e estudantes, educadores populares e alunos, treinadores e atletas, entre outros sujeitos desde sua práxis individual alcançando a historia coletiva e vice-versa, como resultado de processos de totalização humana na contemporaneidade. A problemática do estudo e a demarcação do objeto são aqui formuladas numa articulação entre os estudos (auto)biográficos sartrianos, a sociologia crítica da educação contemporânea e uma abordagem crítica da educação do corpo. Trata-se de um projeto que dá suporte para sub-projetos de pesquisa de graduação, mestrados, doutorados e pós-doutorados em andamento, nos cursos de graduação em Educação Física (ESEF/UFPel) e Programas de Pós-graduação em Educação (UFSC e UFPEL).

Objetivo Geral

• Dar continuidade aos estudos e pesquisas, análises e compreensões relacionadas a pesquisa (Auto)biográfica no campo educacional e suas contribuições na investigação das mediações e processos formativos no âmbito da educação escolar (Creches, Núcleos de Educação da Infância, Escolas, Colégios, Universidades), em relação com aqueles que ocorrem no âmbito da educação não-escolar (famílias, instituições religiosas, clubes, associações, meios de comunicação, etc...), seus acordos e desacordos, tensões, articulações, contribuições nos projetos e desejos de ser dos sujeitos investigados, como caminho para melhor compreender o espirito de nosso tempo, ou ainda, aspectos sociais e culturais de nossa época.

• Realização de revisão da literatura e de análise crítica sobre o campo (auto)biográficos no Brasil e estrangeiro, identificando os principais grupos de pesquisa, abordagens e resultados, bem como as contribuições do método progressivo-regressivo para pensar as relações entre histórias individuais e coletivas, biografias e sua época, para melhor compreender o tempo presente e nosso campo de possíveis.
• Realizar pesquisas (Auto)biográficas que nos permitam compreender a formação do sentido de experiências educativas no Ensino Superior, na formação inicial e continuada de professores, nas universidades do Mercosul;
• Realizar pesquisas (Auto)biográficas que nos permitam compreender a formação do sentido de experiências docentes e de escolares de Educação Básica, em diferentes ambientes educacionais escolares e não escolares;
• Realizar pesquisas (Auto)biográficas que nos permitam compreender a formação do sentido de experiências educativas de diferentes agentes educacionais (Mestres de capoeira, treinadores etc) e de sujeitos em formação em ambientes educacionais não escolares, sobretudo nos esportes e manifestações da cultura popular de movimento;

Justificativa

Este projeto teve origem no Mestrado e Doutorado em Ciências da Educação na Université Paris 8 - Saint-Denis, financiado pela Programa de Bolsas de Alto Nível da União Européia para América Latina (ALBAN) e Coordenação de Aperfeiçoamento Pessoal de Nível Superior (CAPES/MEC), e que tem sido atualizado, nos últimos anos, no âmbito do Programa de Pós-graduação em Educação (Mestrado e Doutorado, PPGE/UFSC), tendo agora continuidade na Escola de Educação Física (ESEF) da Universidade Federal de Pelotas (UFPel).
O projeto participa do conjunto de esforços acadêmicos do Núcleo de Estudos e Pesquisas Educação e Sociedade Contemporânea (NEPESC), localizado no Centro de Ciências da Educação (CED) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), especialmente aqueles empreendidos pelo Grupo de Estudos Biográficos Sartriano (GEBIoS), coordenado pelo coordenador do projeto. Com intensa produção junto ao Programa de Pós-graduação em Educação da UFSC, mas também no Programa de Pós-graduação em Ciências Humanas, Educação Física, Psicologia, Filosofia e História, todos da UFSC, mantemos ainda uma relação com programas de pós-graduação no Brasil, especialmente na Universidade Federal de Pelotas (em educação e educação física) e na Universidade Federal de Goiás (Educação Física), assim como no exterior, na Argentina (Universidade de La Plata), Uruguai (Universidade de La Republica), França (Université Paris 8), Portugal (Universidade de Lisboa, Universidade do Minho) e Alemanha (Universidade de Frankfurt) onde temos participado de diversas atividades acadêmicas ao mesmo tempo em que somos constantemente visitados pelos seus pesquisadores. Isso que nos permite circular e buscar articular diferentes tradições da pesquisa educacional, sobretudo as relacionadas a Pesquisa (auto)biográfica e sociologia da educação.

Demarcamos como objeto neste projeto a articulação dos estudos sobre a educação no ensino superior, na educação básica formal e na educação popular não formal.

Os estudos (auto)biográficos sobre os processos de formação que ocorrem no ensino superior, na formação inicial e continuada de docentes, sobretudo na área da educação física, investiga os sentidos destas experiências docentes, como também o campo de possibilidades que é demarcado pelos currículos e cursos de formação de professores. Daremos continuidade as ações investigativas que vimos realizando junto a REDE MERCOSUL constituída com nossos colegas das universidades do Brasil, Uruguai e Argentina, sobretudo a Universidad Nacional de La Plata (UNLP), Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Universidad Nacional de La Matanza (UnLaM) e Universidad de la República (UDELAR), e que se dedicam a estudar os currículos de formação de professores de educação física no âmbito do Programa de Asociacion Universitaria para la Movidilidad de Docentes de Graduacion del Mercosur, e do projeto Currículo y formación de profesores de Educación Física em el Mercosur: estudio de situaciones ejemplares em Brasil, Argentina y Uruguai.

Os estudos (auto)biográficos na investigação das mediações e processos formativos no âmbito da educação escolar (Creches, Núcleos de Educação da Infância, Escolas, Colégios, Universidades), em relação com aqueles que ocorrem fora da escola, no âmbito da educação não-escolar (famílias, instituições religiosas, clubes, associações, meios de comunicação, etc...), nos indicam os acordos e desacordos, tensões, articulações, contribuições nos projetos e desejos de ser dos sujeitos investigados, como caminho para melhor compreender a educação na contemporaneidade. Daremos continuidade aos estudos realizados no âmbito da pesquisa (Auto)biográfica (ABRAHÃO 2012, 2016 e 2018) articulada a noção de relação com o saber (CHARLOT, 2000) em estudos sobre a formação do sentido das experiências escolares e docentes na educação infantil e ensino fundamental, revelando saberes e práticas em que os temas da infância do ensino e a aprendizagem, dos tempos e espaços educativos dos jogos escolares, da educação do corpo, entre outros, ganham relevo como objeto de estudo de dissertações de mestrado em educação. Um exemplo disso, é o projeto em curso de desenvolvimento (UFSC e UFPEL, 2022), denominado Infância e Educação do Corpo na obra de Portinari e que teve início em julho de 2019 como iniciativa da Área de Educação Física MEN/CED/UFSC, do projeto PIBID - Educação Física da UFSC e do Núcleo de Estudos e Pesquisas Educação e Sociedade contemporânea. Produzimos extenso relatório e publicação sobre inúmeras experiências educativas interdisciplinares em três unidades da Rede Pública Municipal de Florianópolis/SC: EBM Beatriz de Souza Brito, EBM Brigadeiro Eduardo Gomes e NEIM Campeche. Ganha destaque aqui a nossa participação na Pesquisa “Educação, narrativa e saúde: direito à vida e à educação em tempos de refigurações, coordenada por Prof. Dr. Elizeu Clementino de Souza e Profa. Dra. Maria Helena Menna Barreto Abrahão, com financiamento do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações-MCTI.

Nossos estudos se dirigem também a formação humana e aos processos educacionais, de ensino e aprendizagem que ocorrem no terreno informal, tantas vezes se sobrepondo ao formal das mais diferentes formas, que contribuem para melhor compreender os processos pelos quais as crianças e jovens se educam no tempo presente. Nos referimos, neste caso, aos processos que ocorrem no âmbito não escolar e que tem se intensificado pelo incremento do mundo virtual (Celulares, computadores, TVs...), mas não só, e que tradicionalmente ocorrem em casa, nas famílias, em seus prolongamentos no comunitário, nas igrejas, clubes, academias, associações, ganhando formas diversas, como é a prática e o ensino do futebol, da capoeira, danças e jogos populares, entre outros, nas periferias brasileiras. Ganha relevo aqui nossa participação no Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) De Estudos de Futebol Brasileiro, como suporte para uma rede nacional interdisciplinar de pesquisador@s e estudios@s do futebol brasileiro, vinculados a Linha de Pesquisa "Futebol Comunitário e de Várzea", atualmente sob a coordenação da Profa. Dra. Carmem Silvia Rial, com financiamento do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações-MCTI.

Ao estudar e pesquisar as mediações e processos de sujeitos e grupos, demarcados numa época e campo de possibilidades, tecidos de diferentes formas, buscamos compreender a complexidade da formação humana, da transmissão e apropriação dos saberes, do desenvolvimento e a constituição dos sujeitos nas sociedades contemporâneas.

Este projeto de pesquisa conta ainda com uma equipe de pesquisadores, todos em formação científica em diferentes níveis (Ensino Médio, Graduação, Mestrado, Doutorado e Pós-doutorado), realizando estudos e pesquisas articuladas ao objeto deste projeto de pesquisa matricial, considerando o estudo de fenômenos universais-singulares, em permanente processo de investigação e formação para investigação científica.

A complexidade destes processos que tomamos aqui arbitrariamente como manutenção e transformação, ganha os mais diversos matizes quando verificados no detalhe das biografias e trajetórias, no contexto tridimensional do método progressivo-regressivo: Clima Antropológico, Sociológico e Psicofísico. Inteligibilidade pela qual compreendemos o homem e a mulher como seres humanos que surgem no mundo inscritos num território e época, mas que precisam ser mediados e ao se inscreverem num sociológico tornam-se humanos, cada qual a sua maneira, construindo relações desde os primeiros momentos de sua existência, por meio do corpo-consciência em relação a este mundo, portanto, numa condição psicofísica diante de tudo e todos, situados no seu tempo, em permanente processo de totalização, destotalização e retotalização. (SARTRE, 1960). Desta forma, nosso ponto de partida é sempre o homem e a mulher situados num campo de possíveis, fazendo algo em relação as possibilidades de sua época, num constante projetar-se que engaja a si mesmo e a todos. Isso que nos leva a considerar não apenas a objetividade desta condição humana, mas simultaneamente aquilo que se inscreve entre uma objetividade e outra, que denominamos de subjetividade. (SARTRE, 2015). Isso que dá sentido e provoca a mobilização nas mais diferentes atividades, por exemplo, ensinar ou estudar.

Metodologia

METODOLOGIA OU ITINERÁRIO

Esta pesquisa matricial e seus subprojetos se dedicam a estudar e compreender fenômenos (Auto)biográficos relacionados à escolares, aprendizes; estudantes de graduação, estagiários, PIBID e PIBIC; professores de educação física, regentes, auxiliares, supervisores ; treinadores, educadores populares; entre outros, inscritos em processos de formação escolar e não escolar, em permanente debate com as instituições, agentes, atividades propostas, fazendo algo do que fizeram si, portanto, se escolhendo nestas relações (ainda que estas escolhas sejam mais ou menos refletidas), estabelecendo lógicas e sentidos aos processos nos quais estão inscritos/se inscrevem, portanto, em relação permanente com as instituições, os saberes e as práticas, constituindo-se por meio de projetos e desejos de ser, mais ou menos viabilizados.
As atividades do Grupo de Estudo Estudos Biográficos Sartrianos (GEBIOS), que reúne pesquisador e seus orientados, serão desenvolvidas mediante encontros quinzenais, durante os seus três anos em vigor, dedicados aos membros da equipe e aberto aos interessados (mediante seleção), com leitura prévia orientada por questões específicas – desdobramentos das questões de pesquisa – reflexão sobre os escritos em análise, e apontamentos sobre o debate realizado, com objetivo de ao final do semestre cada estudante seja capaz de elaborar um esboço teórico-metodológico sobre as possíveis relações entre os estudos e seu projeto de pesquisa, à ser socializado no Seminário de conclusão, entre outros eventos científicos e acadêmicos.
O roteiro de leituras inicia por A Transcendência do Ego (1934) e as Palavras (1963) em seguida a coordenação do grupo decide o conjunto de leituras necessários ao estudo, análise e compreensão da tese principal do autor, buscando revisar as produções dos campos limítrofes (sociologia, psicologia, antropologia, sobretudo na direção da sociologia da educação, da relação com o saber e trajetórias escolares e estudos biográficos) – Livros, dissertações e teses, artigos, filmes, outros.
A formação para pesquisa reúne no âmbito deste projeto orientações estudantes de graduação (Estágio, TCC, PIBID, PIBIC), mestrado, doutorado e pós-doutorado que tomam como objetos a experiência escolar e docente e estudantil; a relação dos alunos e docentes com a escola/profissão, os saberes e as práticas escolares; a relação de crianças e jovens com as práticas corporais (futebol, capoeira, skate, surfe etc); a relação dos intercambistas com sua formação; a constituição de projetos e desejos de ser professor, mestre de capoeira, educador, esportista, pesquisador. Estes estudos materializam-se em relatórios, TCEs, TCCs, Dissertações e Teses, como também em participação em revistas e eventos, apresentação de trabalhos, resumo, artigos, livros e capítulos de livros, entre outros que visam socializar a produção da equipe, com orientação neste projeto. Neste contexto, ganha relevância a articulação com o ensino de graduação e pós-graduação, a participação e atuação em Disciplinas e Seminários, em Estudos Individualizados e outros Grupos de Estudo coordenados ou indicados pelo coordenador do projeto.
Considerando o aporte conceitual e os fundamentos teórico-metodológicos produzidos pela equipe, recorremos com frequência a utilização de programas de análise de dados como Modalisa. Isso que nos permite produzir uma base de dados, articular os estudos qualitativos aos quantitativos em ciências humanas e sociais, como também intercambiar pesquisas e suas fontes, afim de submeter as análises a critérios sempre mais rigorosos de crítica de resultados.
Metodologicamente recorremos a um esforço permanente de adensar teoricamente os diferentes subprojetos que compõe a pesquisa matricial. Neste bojo nos lançamos em pesquisas empíricas que têm em comum a utilização do método progressivo-regressivo na Pesquisa (auto)biográfica.

* O Modalisa (http://www.modalisa.com/) é uma aplicação vertical do 4D (aplicação de banco de dados), programa usado pelo Laboratório de Pesquisa CRES da Universidade de Paris 8, ao qual pertence o pesquisador Ridha Ennafaa, um dos nossos consultores.

Indicadores, Metas e Resultados

RESULTADOS, IMPORTÂNCIA E IMPACTOS:

Inscrito na ESEF/UFPel, nos cursos de Educação Física, como também na linha de pesquisa Sociologia e História da Educação (SHE/PPGE/UFSC), buscando reestabelecer a conexão entre a pesquisa recente e autores clássicos na área das Ciências Humanas e Sociais, atividade compartilhada com colegas e pesquisadores do Brasil e Exterior, este estudo cerca uma problemática relacionada aos processos educacionais escolares e não escolares em diferentes etapas e diversos contextos, revelando sua contemporaneidade e enraizamento em realidades sociais, culturais e econômicas, demarcando a dimensão universal/singular dos fenômenos estudados.
Inscrito no conjunto de esforços científicos e acadêmicos do e no Laboratório de Estudos Culturais em Educação Física (ESEF/UFPel) e no Núcleo de Estudos e Pesquisa Educação e Sociedade Contemporânea (CNPq/NEPESC), onde temos atuado desde sua fundação como pesquisador e agora vice-líder, mobilizando pesquisas e formações para pesquisa e em diferentes estágios do percurso acadêmico, esta pesquisa visa acumular experiência e resultados científicos que nos permitam melhor compreender fenômenos pedagógicos e educacionais que contribuam para a redução das desigualdades sociais e superação de situações complexas como as da medicalização e violência escolar e doméstica, tendo a escola como referência, mas considerando suas fortes relações com ambientes educacionais que transcendem o âmbito formal do sistema de ensino.
Espera-se ao final da realização deste projeto:
1) Relatório Geral de Pesquisa;
2) Comunicações em colóquios e congressos nacionais e internacionais. Destaca-se a participação nos seguintes eventos científicos: Biograph, Reunião Anual da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Educação – ANPED; Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte (CONBRACE) e Congresso Internacional de Ciências do Esporte; Colóquio Internacional sobre Sartre, Colloque du Groupe d’Etudes Sartriennes, entre outros.
3) Publicação de 4 artigos em periódicos A1 e A2 no Qualis/CAPES;
4) Material que permita a publicação de livro tratando da temática central do projeto;
5) 03 Seminário especial no Programa de Pós-graduação em Educação sobre os principais temas do projeto;
6) Colóquios na UFSC sobre a obra dos autores com presença de convidados nacionais, eventualmente com a participação de pesquisador(es) estrangeiro(s);
7) Orientações e publicações diversas, para serem submetidas a periódicos ou editoras;
8) Organização de evento, coordenação e participação em comissões científicas, mesas e conferências, trabalhos técnicos, entre outras atividades;
9) Formação científica de quatro mestrandos e seis doutorandos até o final das atividades do projeto.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADRIANA SCHULER CAVALLI
Fábio Machado Pinto10
LUIZ CARLOS RIGO1
MARCELO OLIVEIRA TERRA
MARCELO SILVA DA SILVA1
Maria Helena Menna Barreto Abrahão3

Página gerada em 14/07/2024 08:50:21 (consulta levou 0.185309s)