Nome do Projeto
Do canteiro ao prato - Pelotas, RS
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
30/01/2023 - 30/12/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Eixo Temático (Principal - Afim)
Trabalho / Meio ambiente
Linha de Extensão
Desenvolvimento urbano
Resumo
O projeto "Do canteiro ao prato" é uma co-realização com a outras entidades, como Sagres, OtroPorto e Centro de Convívio dos meninos do mar (CCMAR/FURG), sendo uma replicação de uma experiência bem sucedida implantada na cidade de Rio Grande-RS, junto ao CCMAR/FURG. A UFPEL cederá o uso do terreno ao lado do Núcleo de Transporte (NUTRANS), o qual será qualificado para abrigar uma horta, duas estufas plásticas e contêineres para a guarda de equipamentos. A empresa OTROPORTO será responsável pela formação de alunos do ensino fundamental 2 de escolas públicas, em contraturno. A UFPEL, através de seu corpo docente e estudantes auxiliarão nesta etapa formativa, assim como na condução de atividades de manejo na produção de hortaliças. Os alimentos produzidos, parte serão destinados para a comunidade do entorno da horta e parte para entidades assistenciais da cidade de Pelotas-RS

Objetivo Geral

- Capacitar adolescentes na produção de alimentos, em meio urbano, de forma sustentável, a fim de garantir sua segurança alimentar;
- Produzir alimentos saudáveis para auxiliar comunidades carentes em vulnerabilidade social;
- Formar em nossos estudantes de graduação, atuantes no projeto, um senso de responsabilidade social, visando o atendimento às necessidades de comunidades carentes, cumprindo com assim com o papel social de uma IES pública (UFPEL).

Justificativa

O coordenador do projeto em tela foi colaborador no projeto intitulado "Hortas urbanas", tendo acumulado experiência na execução de várias atividades extensionistas, observando a importância de tal projeto para comunidades carentes.
Ainda, como trata-se de uma replicação de um projeto exitoso, instalado desde 2018, na cidade de Rio Grande-RS, e que conta com apoio financeiro de empresas locais, as chances de termos mais uma experiência de sucesso é grande.
Há tempos que as comunidades da periferia sofrem com a falta de uma série de serviços e atendimentos públicos. A segurança alimentar de uma família é um pressuposto básico, para que as pessoas consigam buscar "algo mais", como um trabalho digno, seguir estudando, etc. Acredita-se que o projeto "Do canteiro ao prato, Pelotas-RS" possa mitigar o sofrimento de moradores localizados no entorno daquele local.

Metodologia

O terreno onde será instalada a horta já foi mapeado, com dimensões estipuladas para a realização do cercamento do mesmo.
O projeto contará ainda com a qualificação de um espaço aberto para quadra de futebol e uma pracinha com brinquedos ao ar livre, assim como coletores de lixo, o que deverá proporcionar uma qualificação visual do ambiente, trazendo dignidade aos moradores do local, que atualmente convivem com lixo espalhado ao redor de suas casas.
Após o cercamento, o terreno será preparado, removendo-se aterro e cascalhos, para receber camada de terra e a subsequente formação dos canteiros.
O terreno contará com contêineres para a guarda de equipamentos usados na horta.
A empresa OTROPORTO será responsável pela formação (em contra turno) das 02 turmas de adolescentes (ao redor de 15 em cada turma), oriundos da rede de ensino pública, que terão formação teórica na sede da empresa e as práticas realizadas na horta.
Alguns docentes e estudantes atuarão na formação complementar daqueles adolescentes, promovendo oficinas, rodas de conversa, realizando a visitação em cursos da UFPEL, etc.

Indicadores, Metas e Resultados

Como meta, quando a horta estiver apta a iniciar suas atividades, espera-se atender ao ano 04 turmas de adolescentes e que seja possível a produção de alimentos que atendam tanto a comunidade local, como tenha-se excedente para a doação para entidades assistenciais do município de Pelotas-RS.
Ao final do período de formação será feita uma enquete para coletar as opiniões dos participantes quanto aos pontos a serem melhorados no projeto, assim como os pontos positivos.
As gestoras das escolas das quais serão oriundos os estudantes participantes do projeto, também serão convidadas a participarem da avaliação do mesmo.
A PREC/UFPEL realizará a certificação dos envolvidos.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ERALDO DOS SANTOS PINHEIRO1
ERNESTO ÁLVARO MARTINEZ
FERNANDA MEDEIROS GONCALVES3
JERRI TEIXEIRA ZANUSSO3
JÚLIA MARTINS RODRIGUES

Página gerada em 22/05/2024 04:57:24 (consulta levou 0.147173s)