Nome do Projeto
Aplicações do Radar Meteorológico da UPFEL ao Monitoramento de Eventos Extremos de Tempo no Sul do Brasil
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
03/04/2023 - 02/04/2027
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra
Resumo
Eventos Extremos causam perdas de vidas humanas e animais, além de prejuízos econômicos nos diversos setores da sociedade, como agricultura, pecuária, energia elétrica, serviços e comércio. O monitoramento e possível previsão destes eventos tornam-se cada vez mais importantes, devido as mudanças e variabilidade climática. Portanto, neste projeto, propõe-se aplicar o estado da arte em termos de conhecimento e tecnologias no sentido de gerar conhecimento destes eventos.

Objetivo Geral

O objetivo geral deste projeto é monitorar e prever em curto prazo a ocorrência de fenômenos meteorológicos associados a eventos extremos, tais como ventos fortes e chuva de alta intensidade por
curtos períodos de tempo ou de baixa intensidade por longos períodos comumente.

Justificativa

Projeto desta natureza ajudar a sociedade civil na mitigação das consequências causadas por inundações, enchentes, enxurradas e deslizamentos de terra em encostas.

Metodologia

Utiliza-se neste projeto o radar meteorológico da UFPEL e modernas técnicas de previsão de tempo estocásticas e determinísticas, tais como modelagem numérica de tempo, redes neurais artificias e técnicas estatísticas.

Indicadores, Metas e Resultados

As metas e indicadores e resultados dependem da ação analisada, sendo que:

Na ação 1) Processamento e análise e de dados: A meta é que os dados de radar tenham pequenos erros (indicador) em relação a dados de satélite, nossa verdade terrestre.

Na ação 2) Análise e Eventos Meteorológicos Significativos. Nesta ação, o radar dever subsidiar o especialista (no caso meteorologista) a prever que o evento extremo possa acontecer (indicador)

Na ação 3) Relação Z-R. A relação Z-R obtida por ajuste de curva, deve resultar em taxas de precipitação melhores do que a relação Z-R genérica.

Na ação 4) Aplicações de IA (Inteligência Artificial) - Nesta ação, a imagem gerada pela técnica de IA deve indicar a existência de um fenômeno meteorológico de maneira mais nítida do que a imagem gerada pelo radar, sem técnica de IA.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANDRÉ LUIS PORTO EINHARDT1
BEN HUR JUNIOR DA CRUZ FLORES
BRUNO TORANI RUBINI
FABRICIO PEREIRA HARTER3
GUSTAVO RASERA1
HENRIQUE FUCHS BUENO REPINALDO1
LEONARDO CALVETTI2
MARCELO FELIX ALONSO1
MATEUS DA SILVA TEIXEIRA1
MORGANA VAZ DA SILVA1
NILTON FERNANDO BILHALVA LEITZKE1
Osvaldo Luis Leal de Moraes
RITA DE CASSIA MARQUES ALVES
ROGERIO DE SOUZA E SILVA1

Página gerada em 14/04/2024 01:59:02 (consulta levou 0.691732s)