Nome do Projeto
Percepção dos aspectos físico-espaciais em ambientes de parturição: um estudo qualitativo sobre a humanização do parto natural em hospitais
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
09/10/2023 - 29/12/2025
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas
Resumo
A presente pesquisa investiga os aspectos físico-espaciais relacionados ao conforto humano em ambientes destinados ao parto, a partir dos levantamentos de dados qualitativos referentes às condições físicas e à percepção das parturientes e profissionais de saúde. O estudo tem como objetivo analisar, qualitativamente, os ambientes de parturição, levando em conta o conforto e bem-estar das parturientes, e analisando como o espaço físico pode contribuir no processo de humanização do parto natural, sendo um facilitador para a evolução do trabalho de parto. Com vista a permitir a melhor compreensão e organização da investigação, foi realizada uma revisão bibliográfica sobre os fundamentos teóricos e as bases de informações conceituais e históricas referentes ao tema. A metodologia do trabalho é conduzida a partir de dois estudos de caso: o Hospital Escola UFPEL (HE) e Hospital Universitário São Francisco de Paula (HU), o primeiro deles atende exclusivamente SUS, e o segundo, via SUS e particular. Inserido na área de estudo das Relações Ambiente-Comportamento, o estudo adota uma abordagem metodológica qualitativa. Como métodos de coleta de dados, foram utilizados levantamentos de arquivo e de campo, este último dividido em visitas exploratórias e entrevistas semiestruturadas (individuais e coletivas). Para análise dos dados, foi feita uma análise de conteúdo, análise temática e análise fenomenológica, que buscam compreender a experiência vivida pelas entrevistadas e suas percepções sobre os espaços investigados.

Objetivo Geral

O presente trabalho tem como objetivo analisar, qualitativamente, os ambientes de parturição, levando em conta o conforto e bem-estar das parturientes, e observando como o espaço físico pode contribuir no processo de humanização do parto natural, sento um facilitador para a evolução do trabalho de parto. O estudo explora os conceitos que englobam a relação ambiente-comportamento, humanização e percepção ambiental.
Entre os objetivos específicos deste trabalho estão:
I. A partir da revisão da bibliografia, investigar a relação entre parto, humanização e ambiência, e conhecer a legislação aplicável no ambiente de parto natural;
II. Explorar a realidade dos ambientes de parturição, no Brasil e no exterior, considerando o bem-estar e o viés social;
III. Analisar a percepção das usuárias sobre o espaço físico de parturição.

Justificativa

Significativas mudanças na atitude do parto e do nascimento têm promovido importantes impactos nas alterações do ambiente físico destinado a prover o atendimento da mulher e do neonato, particularmente nas duas últimas décadas. Uma grande variedade de projetos arquitetônicos e concepções referentes ao centro obstétrico e cirúrgico e dos demais ambientes de atenção ao parto têm proliferado, refletindo, de alguma forma, as mudanças filosóficas e práticas de abordagem do nascimento com ênfase na humanização (BITENCOURT, 2003; ODENT, 2003).
A partir dessas observações identifica-se a necessidade de desenvolvimento e disseminação de estudos acerca dos benefícios gerados por ambientes pensados para as mulheres parturientes e seus acompanhantes.

Metodologia

O presente trabalho utiliza da triangulação de dados, técnica utilizada em pesquisas qualitativas para aumentar a validade e confiabilidade dos resultados obtidos. Ela consiste em utilizar múltiplas fontes de dados, como entrevistas, observações e documentos, para analisar um mesmo fenômeno ou problema (KRUEGER e CASEY, 2014).
Sendo assim, a investigação acontece a partir de dois tipos de levantamento de dados: de arquivo e de campo, sendo o de campo subdividido em levantamento físico e levantamento avaliativo.
O levantamento de arquivo conta com pesquisa documental e bibliográfica.
O levantamento de campo físico, é efetuado pela pesquisadora, mediante observações, registros fotográficos e análise sequencial dos ambientes de parturição, como dimensões, proporções, pé-direito, presença/ausência de janelas, presença/ausência de mobiliário, cor das paredes e revestimentos, decoração do ambiente, equipamentos para o parto, layout, entre outros. O levantamento de campo avaliativo conta com a participação de grupos de usuários (análise das suas percepções) e é realizado por meio da aplicação de entrevista semiestruturada individual e em grupo.

Indicadores, Metas e Resultados

Como resultado, espera-se produzir embasamentos teóricos para futuros projetos, completando algumas guias de elaboração para ambientes de parturição, descobrir qual o melhor método de estudar ambientes hospitalares, e propor melhorias práticas no ambiente físico construído.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CELINA MARIA BRITTO CORREA1
MONIQUE DENONI SCHNEID
NATALIA NAOUMOVA1

Página gerada em 23/07/2024 10:45:38 (consulta levou 0.091898s)