Nome do Projeto
Práticas em Empreendedorismo e Sustentabilidade
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
24/10/2017 - 31/12/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas
Eixo Temático (Principal - Afim)
Meio ambiente / Educação
Linha de Extensão
Empreendedorismo
Resumo
A ação de extensão "Práticas em Empreendedorismo e Sustentabilidade" da Universidade Federal de Pelotas (UFPel) tem o objetivo de realizar ações envolvendo as temáticas relacionadas ao empreendedorismo e sustentabilidade em organizações públicas ou privadas (já estabelecidas ou startups). O principal objetivo desta ação de extensão consistem em estimular a educação socioambiental empreendedora e responder de forma inovadora aos desafios que a Universidade enfrenta decorrentes do maior compromisso com o desenvolvimento sustentável. Tal ação de extensão visa a promoção de espaços de prática profissional cidadã e empreendedorismo socioambiental no qual discentes e docentes do curso de Gestão Ambiental da UFPel podem propor soluções e aplicar ferramentas de gestão socioambiental pautadas nos pilares da sustentabilidade, contando, para tanto, com apoio de instituições parceiras e com a participação ativa de toda a sociedade.

Objetivo Geral

1. Realizar ações que permitam o desenvolvimento de novos conhecimentos e habilidades relacionadas ao empreendedorismo e a prática da sustentabilidade nas organizações (com ou sem fins lucrativos);
2. Promover ambiente de aprendizagem e vivência prática que estimulem a atitude empreendedora entre discentes e docentes do curso de gestão ambiental da UFPel, com apoio de instituições parceiras e com a participação ativa de toda a sociedade.
3. Implantar um laboratório de práticas de gestão ambiental e empreendedorismo, a partir de uma metodologia que permita oferecer aos discentes do curso de Gestão Ambiental da UFPel uma nova visão sobre o empreendedorismo socioambiental, provocando, nesses, um despertar sobre como exercer de forma diferenciada, a prática profissional e social.
4. Promover o desenvolvimento do empreendedorismo social – ou de atitudes socialmente empreendedoras - por meio de atividades vivenciais que possibilitem a formação de sujeitos participativos.
5. Contribuir para modificar a realidade das instituições do terceiro setor que, de modo geral, não poderiam pagar pelos serviços a serem prestados, promovendo com isso, o encontro dos discentes com uma nova realidade, fonte de enfrentamento e de estímulo ao respeito às diferenças.

Justificativa

Esta ação de extensão se inscreve no contexto do empreendedorismo e sustentabilidade socioambiental que, nas décadas recentes, vem despertando preocupações e crescente interesse social.

Ela tem como ponto de partida a identificação de que a‘intensificação da destrutividade ambiental tem colocado a humanidade em face de um conjunto de problemáticas que impactam, direta ou indiretamente, as condições de reprodução da vida planetária” (SILVA et al., 2012, p. 96). Fenômenos cada vez mais evidentes, como o aumento exponencial do lixo, a contaminação e redução das fontes de água potável, o aquecimento global, o desmatamento, a descartabilidade e a redução da biodiversidade, tem impactado as múltiplas formas de vida orgânica (SILVA et al., 2012, p. 96).

Esta ação visa, portanto, antecipar-se para atender às demandas de uma sociedade cada vez mais envolvida com questões sociais e ambientais. Assim, as ações planejadas nesta proposta buscam reunir esforços significativos na criação e consolidação de um núcleo de práticas de empreendedorismo e sustentabilidade como centro de referência em educação empreendedora e sustentabilidade socioambiental. Ou seja, uma “escola de práticas empreendedoras” com foco na sustentabilidade ambiental e no empreendedorismo socioambiental.

A proposta de articular a educação e o meio ambiente se deve a uma série de motivos associados, dentre eles, a identificação de que, como toda prática social, a educação guarda em si diversas possibilidades de promoção da liberdade e de transformação da ordem socialmente estabelecida (LIMA, 1999).

As atividades desenvolvidas nesta linha de ação buscam contribuir para a formação de profissionais com capacidade de empreender com iniciativa e criatividade na administração de organizações, sejam elas públicas ou privadas, com ou sem fins lucrativos, por meio de técnicas de gestão com visão sistêmica e estratégica, e desenvolvendo a capacidade crítica e analítica, as quais permitam antecipar, planejar e promover mudanças.

Esta ação de extensão visa, portanto, promover a integração entre conteúdos teóricos e atividades práticas através de ações, eventos, programas, seminários e cursos, possibilitando ao docente e ao discente uma visão inter e intradisciplinar da gestão aplicada nos três eixos: Meio Ambiente, Empreendedorismo e Sustentabilidade.

Metodologia

Buscando responder ao objetivo desta ação de extensão, ou seja, o de estimular a educação socioambiental empreendedora e responder de forma inovadora aos desafios que a Universidade enfrenta, decorrentes do maior compromisso com o desenvolvimento sustentável, é que se insere esta ação de extensão universitária, de caráter interdisciplinar, que visa promover para a comunidade universitária e a sociedade em geral a formação de empreendedores preocupados com a sustentabilidade socioambiental e a transferência do conhecimento científico e tecnológico gerado pela UFPel.

Para tanto, o programa foi fundamentado em duas linhas de duas linhas de ação:

1. Estratégias e práticas de empreendedorismo socioambiental em organizações privadas.
2. Estratégias e práticas de empreendedorismo socioambiental voltadas para organizações públicas e do terceiro setor.

Para cada linha de ação serão desenvolvidos módulos interdisciplinares, vinculados ao curso de Gestão Ambiental da UFPel. O projeto integra também uma série de atividades direcionadas as organizações privadas, bem como as organizações públicas e do terceiro setor, com o objetivo de estimular, entre os alunos do curso de Gestão Ambiental da UFPel, um ambiente propício ao desenvolvimento da capacidade empreendedora:

1. Proporcionando aos discentes do curso a oportunidade de participar de projetos inovadores - orientados por docentes do curso de Gestão Ambiental da UFPel - por meio de vivência prática pautada nos princípios da sustentabilidade ambiental.
2. Oferecendo desafios aos futuros gestores ambientais, de modo que sejam capazes de identificar e implementar soluções ambientais de acordo com os problemas e necessidades apresentadas pelo mercado.
3. Permitindo, por meio de ações voltadas ao empreendedorismo social, promover entre discentes e docentes uma nova visão sobre o que significa empreender e provocando um despertar sobre como exercer, de forma consciente, a prática profissional e social.
4. Contribuindo para modificar a realidade das instituições sem fins lucrativos atendidas que, de modo geral, não poderiam pagar pelos serviços a serem prestados por empresas já atuantes no mercado de Pelotas e região.

Buscando a efetiva realização das atividades previstas nesta ação de extensão, realizou-se a seguinte divisão de ações a serem desenvolvidas ao longo do período de vigência desta ação de extensão:

I. Promoção da Inovação, Sustentabilidade e Qualidade de Vida
Esta linha de ação consiste em avaliar os impactos ambientais que podem estar presentes em uma organização, ou em um projeto, buscando as melhores soluções ambientais a serem aplicadas. Esta ação prevê também a realização diagnóstico, avaliação e implementação de ações necessárias ao cumprimento das legislações ambientais vigentes. As atividades desenvolvidas nesta linha de ação buscam formar gestores ambientais com visão estratégica de negócio, capazes deidentificar e promover inovações, incrementando suas habilidades e competências empreendedoras para mobilizar resultados com foco na sustentabilidade, sendo, para tanto, capazes de integrar conhecimentos e práticas interdisciplinares com atitude crítica e reflexiva.

II. Educação Ambiental
Esta linha de ação envolve várias atividades, como capacitação, monitoramento e a implantação de ações voltadas para a sustentabilidade socioambiental, incluindo o uso de coleta seletiva e de tecnologias sustentáveis visando o fortalecimento da cadeia produtiva por meio de logística reversa. As ações voltadas para a educação ambiental visam à promoção de hábitos de compras e de consumo mais sustentáveis, envolvendo, para tanto, preocupações quanto aos insumos, aos processos produtivos, aos resultados sociais e econômicos e aos resíduos derivados da produção, distribuição e consumo de bens e serviços. Assim, a prática do consumo consciente incorpora decisões de escolha que vão além de ‘preço, quantidade e qualidade’ e incluem fatores como, a origem (tipo de empreendimento produtor, valorização dos trabalhadores envolvidos, por exemplo), os insumos utilizados (preferência por recursos naturais, orgânicos e renováveis), o tratamento dos resíduos (embalagens recicláveis ou biodegradáveis, por exemplo) e o princípio da frugalidade (ou seja, ‘eu preciso realmente adquirir isto, ou trata-se de algo supérfluo e dispensável?’).

III. Gestão de resíduos sólidos
Esta linha de ação consiste em orientar empresas públicas e privadas em todos os aspectos que envolvem os resíduos do seu estabelecimento. Um plano integrado de gestão de resíduos sólidos traz muitos benefícios, como redução dos resíduos e, consequentemente, a redução de gastos. Esta ação busca, portanto, a prevenção e a redução na geração de resíduos, tendo como proposta a prática de hábitos de consumo mais sustentáveis, bem como um conjunto de instrumentos para propiciar o aumento da reciclagem e da reutilização dos resíduos sólidos, bem como a destinação ambientalmente adequada dos rejeitos.

Indicadores, Metas e Resultados

Buscar-se-á, por meio desta ação de extensão, contribuir para a formação de gestores ambientais cujo perfil seja compatível com as exigências e práticas de gestão contemporânea, a qual se depara com diversos desafios relacionados ao seu desenvolvimento, à sua competitividade e à sua longevidade. Estes desafios são enfrentados por qualquer tipo de organização, seja ela privada, pública, com ou sem fins lucrativos, de grande, médio ou pequeno porte. Assim, esta ação busca promover a formação de profissionais capazes de:

I. Desenvolver visão empreendedora e a responsabilidade socioambiental entre discentes e docentes do curso de gestão ambiental da UFPel.
II. Desenvolver, entre alunos do curso, a capacidade de planejar, organizar, dirigir e controlar projetos, otimizando potencialidades existentes, descobrindo e viabilizando novos nichos de mercado.
III. Promover ambientes desafiantes que permitam aos alunos atuar em posições estratégicas, tais como aquelas envolvendo atividades de consultoria ou assessoria em gestão.

Além disso, buscar-se-á, por meio desta ação de extensão:

1. Proporcionar aos discentes do curso a oportunidade de participar de projetos inovadores - orientados por docentes do curso de Gestão Ambiental da UFPel – por meio da promoção de ambiente de aprendizagem e vivência prática que estimulem a atitude empreendedora entre discentes do curso de gestão ambiental da UFPel.
2. Oferecer desafios aos futuros gestores ambientais, de modo que sejam capazes de empreender soluções ambientais e socioambientais de acordo com os problemas e necessidades apresentadas pelo mercado.
3. Implantar o Núcleo de Práticas de Empreendedorismo e Sustentabilidade, o NUPES, a partir de uma metodologia própria, promovendo entre docentes e discentes uma nova visão sobre o que significa empreender e provocando um despertar sobre como exercer a prática profissional e social.
4. Contribuir para modificar a realidade das instituições sem fins lucrativos atendidas que, de modo geral, não poderiam pagar pelos serviços a serem prestados por empresas já atuantes no mercado de Pelotas e região, promovendo assim, ambiente de respeito às diferenças.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALINE COSTA RIBEIRO
BÁRBARA ROBERTA DA ROSA JAMBEIRO
CAMILE LINK RAMOS
CARLA FONSECA RIBEIRO
CELSO ELIAS CORRADI2
CLAURE MORRONE BARBAT PARFITT2
DIEGO SCHNEIDER DE AZEVEDO
FERNANDA MEDEIROS GONCALVES2
FLAVIA MACHADO SCHNEIDER
GERSON WEBER
GIULLYAN BEATRHYS DE CARVALHO FERNANDES DOS SANTOS
JORGE SEVERO RODRIGUES
MARINA AIRES DA SILVA
MIRIAN MACHADO RODRIGUES
NADIA CAMPOS PEREIRA BRUHN4
NATHALIA PORCIUNCULA PEREIRA
NATHALY AMARAL MAGALHAES
NATHIANNI GOMES DA CRUZ
PAMELA CORREIA GARCIA
RAFAEL BORGES DORNELLES DUARTE
RODRIGO DUTRA CALDEIRA
RONALDO LUIS FERREIRA DE SIQUEIRA
ROSAURA ESPIRITO SANTO DA SILVA2
SUSANE MARTINELI
THALIA DE MORAES GONCALVES
THIAGO ANTONIOLLI
VANESA TELES GARCIA
VICTORIA TAINA PIRES DE MEDEIROS
WILLIAN SILVA RIVAROLI

Página gerada em 03/12/2020 23:26:30 (consulta levou 0.155125s)