Nome da Atividade
MÚSICA E TEATRO
CÓDIGO
05000998
Carga Horária
60 horas
Tipo de Atividade
DISCIPLINA
Periodicidade
Semestral
Modalidade
PRESENCIAL
Unidade responsável
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
2
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
4
CRÉDITOS
4
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%
NOTA MÉDIA APROVAÇÃO
7

Ementa

Elementos de musicalização, ritmo e canto para trabalho em cena; Conhecimento musical básico para inclusão da música na criação teatral; Parâmetros da música: altura, duração, intensidade, timbre; Prática de canto coral e percussão em conjunto; Relações entre música e linguagens teatrais em diferentes épocas e no presente; Criação musical coletiva como ferramenta de trabalho com a cena.

Objetivos

Objetivo Geral:

- Desenvolver habilidades musicais básicas para trabalho teatral;
- Explorar possibilidades de uso da música na criação cênica;
- Trabalho com técnica vocal e canto individual e coletivo;
- Criação coletiva envolvendo música e teatro.

Conteúdo Programático

UNIDADE 1
- Música e corpo, música e gesto: ritmo de fala, percussão corporal e instrumental em conjunto;
- Reconhecimento e consciência dos parâmetros da música: altura, duração, intensidade, timbre;
- Aprendizagem rítmica: estratégia métrica e estratégia mnemônica;
- Prosódia: relações texto e música, musicalidade do texto;
- A musicalização como ferramenta na pedagogia teatral.

UNIDADE 2
- A música e o teatro na história: diferentes usos da música no teatro.

UNIDADE 3
- Possibilidades de uso da música na criação cênica;
- Canto coral: homofonia e polifonia;
- Compassos, divisões e subdivisões rítmicas;
- Forma musical: trabalho de criação musical e uso do discurso;
- Notação básica de ritmo;
- Notações musicais alternativas;
- Trabalho coletivo de criação de cena com música.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • CASTILHO, Jacyan. Pedagogias musicais de dois pioneiros: Laban e Stanislávski. O Percevejo, Rio de Janeiro, v.2, n.2, p. 1-14, jul.-dez. 2010.
  • CASTILHO, Jacyan. Por uma pedagogia musical no fazer teatral. O Percevejo, Rio de Janeiro, v.3, n.1, p. 1-14, jan.-jul. 2011.
  • RASSLAN, S. N., MAFFIOLETTI, L. A. A musicalidade na formação do ator: a produção de alguns pesquisadores brasileiros da última década. Revista da Fundarte. Ano 13, n. 26 - Julho-Dezembro 2013. p 1-10.
  • SCHAEFFER, Murray. O ouvido pensante. São Paulo: Unesp, 2013.
  • LOPES, Sara. Do canto popular e da fala poética. Sala Preta, São Paulo, v.7, n.1, p. 19-24, 2007.

Bibliografia Complementar:

  • CARLSON, M. Teorias do teatro: Estudo histórico-crítico, dos gregos à atualidade. São Paulo: UNESP, 1997.
  • CINTRA, Fabio Cardozo de Mello. A musicalidade como arcabouço da cena: caminhos para uma educação musical no teatro. Tese de Doutorado. Departamento de Artes Cênicas da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, 2006. São Paulo: USP, 2006. 231p.
  • FERNANDINO, Jussara Rodrigues. Música e cena: uma proposta de delineamento da musicalidade no teatro. Dissertação (mestrado) Escola de Belas Artes da UFMG, 2008.
  • LECOQ, Jacques. O corpo poético: uma pedagogia da criação teatral. São Paulo: Edições SESC, 2010.
  • MATEIRO, Teresa; ILARI, Beatriz (orgs.). Pedagogias em Educação Musical. Intersaberes, 2013.

Página gerada em 25/01/2021 19:20:02 (consulta levou 0.093414s)