Nome do Projeto
Saúde Pública para todos: uma visão teórico/prática de Microbiologia e Parasitologia
Ênfase
ENSINO
Data inicial - Data final
05/05/2015 - 20/04/2016
Unidade de Origem
Área CNPq
Ciências Biológicas - Microbiologia
Resumo
Para introduzir o conceito que queremos delinear, é oportuno lembrar um provérbio chinês que diz: “O que eu ouço, eu esqueço; o que eu vejo, eu lembro; o que eu faço, eu compreendo.” Isso foi dito pelo filósofo Confúcio e tem relação direta com aprendizagem ativa. Acreditando que, com educação é que teremos saúde; tentando suprir a carência de conhecimento sobre este conteúdo específico, vamos desenvolver trabalho com monitores de graduação e alunos dos programas de Pós-Graduação em Parasitologia e Entomologia através da produção de material alternativo para fins didáticos, que tem por objetivo fornecer subsídios teórico/práticos que auxiliem o professor no desenvolvimento de suas aulas, demonstrando a importância dos micro-organismos patogênicos, das enteroparasitoses e ectoparasitoses, formando assim agentes multiplicadores que exerçam realmente uma prática social satisfatória na prevenção das doenças. Durante a execução do projeto vamos procurado abordar dinamicamente o assunto, através de metodologia que facilite a compreensão do aluno, auxiliando o professor a aliar teoria/prática e realidade local, através de um ensino socialmente comprometido capaz de torná-lo um agente transformador. A Saúde Pública deve ser uma proposta de intervenção centrada no estudo dos problemas em seu contexto social e orientado pela dinâmica integradora e de síntese entre teoria e prática que permite ao aluno analisar os problemas, as situações e os acontecimentos em um contexto e em sua globalidade, procurando estabelecer conexões entre os vários pontos de vista.

Objetivo Geral

No processo de execução deste projeto de ensino aqui delineado, o objetivo maior é a confecção de material alternativo para fins didáticos, e assim resgatar fundamentos teórico-práticos de Microbiologia e Parasitologia e, como estratégia de motivação, aplicar tais conhecimentos em situações-problema que se refiram as áreas da saúde. Afinal, o ambiente pedagógico deve privilegiar o processo individual de aprendizagem.

Justificativa

As atividades práticas em Microbiologia e Parasitologia são fundamentais para o desenvolvimento do aluno. Durante os últimos anos, o incremento de procedimentos laboratoriais na área microbiológica e parasitológica elevou os preços de materiais como vidrarias, meios de cultura, confecção de lâminas, equipamentos e outros. Isso tem dificultado a aquisição de materiais e a manutenção de laboratórios de ensino, muitas vezes inviabilizando o aprendizado prático. Portanto, faz-se necessário a utilização de meios e materiais alternativos na elaboração e realização de aulas práticas laboratoriais de Microbiologia e Parasitologia refletindo aspectos teóricos. Visando alcançar estes objetivos, este trabalho propõe a adequação das atividades práticas que utilizam técnicas clássicas ao desenvolvimento de outras baseadas na utilização de materiais de fácil obtenção e custo acessível.
O uso adequado de alternativas didáticas pode estimular a participação, valorizar a iniciativa, os avanços coletivos e individuais e contribuir para uma aprendizagem significativa a partir do estudo da saúde pública no contexto universitário. Rêda (2006, p.32), demonstra que a utilização de uma metodologia inovadora dirigida para objetivos como os mencionados pode ser realizada com maiores possibilidades de sucesso quando se utiliza um projeto de ensino para conceber e organizar as ações e atividades a serem desenvolvidas pelos alunos. Este projeto de ensino destina-se à implementação de uma metodologia para a aprendizagem da Microbiologia e Parasitologia, principalmente no que diz respeito à saúde pública, utilizando o treinamento de monitores, o envolvimento da Pós-Graduação, a edição de um folder e produção de apostilas mediada pela metodologia de projetos em ambiente de graduação. A metodologia de projetos foi escolhida por favorecer o trabalho em grupo, com atividades de ensino desenvolvidas pelos próprios alunos.

Metodologia

Para o desenvolvimento das atividades de ensino será necessário a aquisição de 14 alunos de graduação com funções de monitores, que irão trabalhar junto aos cursos de graduação (Veterinária, Odontologia, Ciências Biológicas, Nutrição, Medicina, Farmácia, Zootecnia e Enfermagem) e suas respectivas disciplinas (0030017 Microbiologia e Imunologia Básica; 0030018 Parasitologia; 0030019 Microbiologia e Imunologia; 0030022 Parasitologia; 0030079 Microbiologia Geral; 0030029 Parasitologia; 0030035 Microbiologia e Imunologia; 0030062 Microbiologia; 0030063 Parasitologia; 0030066 Parasitologia Básica;0030070 Microbiologia Básica; 0030077 Microbiologia e imunologia animal; 0030076 Parasitologia dos animais domésticos; 0030056 Microbiologia e Imunologia) e também irá contar com a participação de alunos do PPG-Parasitologia e Entomologia do Departamento de Microbiologia e Parasitologia do Instituto de Biologia. O projeto atenderá quatorze turmas de cursos de graduação com, em média, 50 alunos cada. A equipe de trabalho, sendo acompanhada por docentes do departamento de Microbiologia e Parasitologia, realizará reuniões semanais no intuito de elaborar e executar as atividades propostas neste projeto, bem como avaliar o alcanço das mesmas, ajuste e aprimoramento destas, listadas a seguir:
1. Num primeiro momento, monitores da graduação juntamente com alunos da pós-graduação serão capacitados em relação aos temas contemplados neste projeto. Os monitores serão treinados a prepararem os materiais para as práticas, auxiliaram os alunos de graduação na execução de técnicas microbiológicas e parasitológicas, atuando como monitores, garantindo o uso do laboratório dentro das normas de biossegurança. As atividades tem o acompanhamento de docentes do departamento.
2. Num segundo momento, monitores e alunos do PPG-Parasitologia e Entomologia participam da elaboração e edição de um folder “Saúde Pública para todos”. Para cada edição, inicialmente, é definido o tema que será abordado, considerando acontecimentos atuais, assuntos de interesse geral e impacto na Saúde Pública. Após as edições, o mesmo será distribuído em escolas públicas da região de Pelotas, fazendo parte de um futuro projeto de extensão.
3. Oficina de produção de apostilas: finalizadas todas as etapas anteriores, será iniciada a confecção de uma apostila de microbiologia e outra de parasitologia, comtemplando as principais técnicas laboratoriais em ambas as áreas. Os monitores serão divididos em dois grupos contendo sete (7) integrantes, cada um dos grupos participa da elaboração de uma das apostilas, acompanhados por alunos da Pós-Graduação e professores. As apostilas contribuíram para melhor aprendizado das atividades práticas pelo aluno de graduação.
4. Produção de um meio de comunicação diário, através da construção de um “Informativo On-line” que visa disseminar conhecimentos de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia, tendo como público alvo a comunidade acadêmica, propiciando uma informação e aprendizado atualizado. O informativo fará parte, como novidade, da reestruturação do site do PPG- em parasitologia.

Resultados Esperados

- Evidenciar que existem formas alternativas de ensinar Microbiologia e Parasitologia no ensino superior, além das aulas puramente expositivas.
- Espera-se que o programa de monitoria tenha responsabilidade no processo de socialização na docência universitária, assim como, na qualidade da formação profissional oferecida em todas as áreas. Que possa reverter a favor da formação do futuro docente e na melhoria do ensino.
- Em se tratando de um projeto de ensino para monitoria, espera-se que os objetivos contribuam com o processo de formação do aluno.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ADEMIR BELCHIOR MOTTA105/05/201520/04/2016
ALBINO MAGALHAES NETO205/05/201520/04/2016
BETINA MIRITZ KEIDANN2011/05/201531/12/2015
BETINA STUDZINSKI DA SILVA2011/05/201531/12/2015
CAROLINA CAETANO DOS SANTOS2011/05/201531/12/2015
CAROLINA SILVEIRA MASCARENHAS105/05/201520/04/2016
CIBELE CARDOSO OLIVEIRA2011/05/201531/12/2015
CRISTIANE TELLES BAPTISTA105/05/201520/04/2016
CRISTINA GOMES ZAMBRANO105/05/201520/04/2016
DAIANE DRAWANZ HARTWIG105/05/201520/04/2016
DANIELA ISABEL BRAYER PEREIRA105/05/201520/04/2016
DULCINEA BLUM MENEZES105/05/201520/04/2016
ELVIA ELENA SILVEIRA VIANNA105/05/201520/04/2016
FABIANE KNEPPER ZEHETMEYR FERNANDES105/05/201520/04/2016
FERNANDA RODRIGUES MENDONÇA2011/05/201531/12/2015
FERNANDO DE SOUZA MAIA FILHO105/05/201520/04/2016
FERNANDO SILVA GUIMARÃES2011/05/201531/12/2015
GERTRUD MULLER ANTUNES105/05/201520/04/2016
GLADIS AVER RIBEIRO105/05/201520/04/2016
JÚLIA DE SOUZA SILVEIRA105/05/201520/04/2016
KAMILA FURTADO DA CUNHA2011/05/201531/12/2015
KARINE MASSIA PEREIRA105/05/201520/04/2016
LUIZ CARLOS BOEMEKE JUNIOR105/05/201520/04/2016
LÁZARO LUIZ DA ROCHA GALLARRAGA2011/05/201531/12/2015
MARCOS MARREIRO VILLELA105/05/201520/04/2016
MARIA ANTONIETA MACHADO PEREIRA DA SILVA105/05/201520/04/2016
MATHEUS HENRIQUE VARGAS2011/05/201531/12/2015
NARA AMELIA DA ROSA FARIAS105/05/201520/04/2016
PATRICIA DA SILVA NASCENTE105/05/201520/04/2016
RICHARD FLORIANI EMMERICH2011/05/201531/12/2015
RODRIGO FERREIRA KRUGER105/05/201520/04/2016

Página gerada em 18/04/2019 12:09:48 (consulta levou 0.050916s)