Nome do Projeto
Censo escolar urbano da rede municipal de ensino de Pelotas, RS
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/08/2019 - 31/08/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde - Nutrição
Resumo
As prevalências de excesso de peso em todas as faixas etárias têm aumentado consideravelmente, tanto em países desenvolvidos como naqueles em desenvolvimento. No Brasil, dados da última Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) mostraram que 33% das crianças entre cinco e nove anos de idade estavam com excesso de peso. Em adolescentes, estas prevalências foram de 21,5% e 19,4% no sexo masculino e feminino, respectivamente. Ainda, a Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar, de 2015, estimou uma prevalência de excesso de peso de 23,7%, em escolares com idade entre 13 e 17 anos. Em Pelotas, RS, estudo realizado em 2004, com 20.084 escolares de 1a a 4a séries, encontrou prevalências de sobrepeso e obesidade de 29,8% e 9,1%, respectivamente. A Organização Mundial da Saúde (OMS) sugere que o ambiente escolar represente uma opção estratégica para promoção da alimentação saudável e prevenção do excesso de peso entre crianças e adolescentes. Para isso, recomenda que as escolas promovam a atividade física, restrinjam o consumo de alimentos altamente calóricos e pobres em micronutrientes, limitem a exposição à propaganda desses produtos, forneçam informações para promover escolhas saudáveis e resgatem as dietas tradicionais, valorizando a dimensão cultural da alimentação. Este trabalho propõe-se a avaliar as condições de nutrição e saúde de crianças e adolescentes estudantes da rede municipal de ensino de Pelotas, Rio Grande do Sul, através de estudo transversal, do tipo censo, realizado nas 40 escolas municipais de ensino fundamental da zona urbana de Pelotas, com todos os alunos matriculados do 1o ao 9o ano. Para todos os escolares serão coletadas informações sobre sexo, idade, peso e altura e, para os escolares matriculados no 9o ano do ensino fundamental, serão coletadas informações sobre saúde e nutrição através de questionário auto preenchido pelo aluno na escola. Os dados coletados, por acadêmicos do curso de nutrição devidamente treinados e padronizados, serão duplamente digitados no EpiData e, posteriormente, analisados no Stata 12.1. Esses resultados subsidiarão as atividades do Programa Saúde na Escola, pois possibilitarão o conhecimento do perfil nutricional dos escolares, informação essencial para o planejamento de ações de promoção da saúde e prevenção de doenças entre os estudantes, além de contribuírem com a gestão municipal de saúde, educação e de alimentação escolar na qualificação do serviço oferecido a esta população.

Objetivo Geral

Objetivo geral
- Avaliar o estado nutricional e características de saúde e nutrição de escolares matriculados no ensino fundamental da rede municipal de ensino da zona urbana de Pelotas, RS.

Objetivos específicos
- Avaliar o estado nutricional dos escolares matriculados do 1o ao 9o ano;
- Identificar características de saúde e fatores de risco para doenças crônicas entre escolares matriculados no 9o ano;
- Avaliar a evolução nas prevalências de déficit e excessos nutricionais, tomando como base estudo realizado em 2004 com todos escolares de 1a a 4a séries, matriculados nas escolas urbanas de Pelotas.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CRISTINA CORREA KAUFMANN201/08/201931/08/2020
ETIENE DIAS ALVES801/08/201931/08/2020
GICELE COSTA MINTEM201/08/201931/08/2020
ISABELLA CRISTINA PIVA DOS SANTOS2001/02/202031/07/2020
KATERIN MILENA GALLEGOS SOSA401/08/201931/08/2020
MAIRA OLIVEIRA ITORBIDE401/08/201931/08/2020
MARIANA GONÇALVES XAVIER2001/08/201931/01/2020
MARIANE RODRIGUES ACOSTA401/08/201931/08/2020
MARIELLY EWERLING401/06/201831/07/2019
RENATA MORAES BIELEMANN201/08/201931/08/2020

Página gerada em 21/09/2021 20:57:10 (consulta levou 0.051562s)