Nome do Projeto
Avaliação qualitativa de substâncias de importância forense: análise de caso e caracterização química
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
17/11/2017 - 17/11/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra - Química
Resumo
A partir dos adulterantes mais encontrados na cocaína, seria necessário a compra desses reagentes para que possam ser utilizados como padrão nas análises. No entanto, como esses compostos são controlados pela Receita Federal Brasileira, principalmente por já serem utilizados como adulterantes, diversas apreensões são feitas pelo orgão no sentido de minimizar o tráfico. Normalmente, após apreendidos esses fármacos são destinados a incineração. Além disso, condições de armazenamento e transporte geram impurezas que poderão formar interferências nas futuras análises. Então para que eles possam ser utilizados como padrão, faz-se necessário que sejam purificados através de procesos químicos, como a recristalização. De acordo com isso, a presente proposta de projeto visa purificar a benzocaína, a cafeína e a lidocaína apreendida pela Receita Federal Brasileira para que possam ser utilizados como padrão de análises forense, tornando o processo de baixo custo, por se tratar do reaproveitamento de reagentes. A partir disso, pode-se fazer uma mapeamento quanto à caracterização química da cocaína no Brasil, de modo que possam ser identificados os diferentes fornecedores e as rotas de tráfico. Dando seguimento a essa linha de pesquisa, o projeto visa ser extendido compreendendo a inserção da análise de outras moléculas de interesse forense, como: hôrmonios, anfetaminas, barbitúricos, ansiolíticos e medicamentos falsificados, sendo a análise da cocaína o estudo preliminar.

Objetivo Geral

O presente projeto tem como objetivo geral purificar os principais adulterantes encontrados na cocaína, a partir de fármacos apreendidos pela Receita Federal Brasileira, a fim de serem utilizados como padrão de análises forenses, contribuindo para o mapeamento quanto à caracterização química da cocaína no Brasil. A partir dos padrões preparados para o projeto, é visado que sejam incluídas outras moléculas de interesse forense como: hôrmonios, anfetaminas, barbitúricos, ansiolíticos e medicamentos falsificados, de modo que alunos de graduação e pós-gradução ligados às ciências forenses ampliem seus conhecimentos e contribuam em investigações forenses.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
BRUNA SILVEIRA PACHECO117/11/201717/11/2021
BRUNO NUNES DA ROSA117/11/201717/11/2021
CAROLINA FERREIRA VERGARA2001/09/202031/08/2021
CAROLINE CARAPINA DA SILVA117/11/201717/11/2021
CAROLINE NICOLODI117/11/201717/11/2021
CLARISSA MARQUES MOREIRA DOS SANTOS117/11/201717/11/2021
LUAN FERREIRA PASSOS629/01/201817/11/2021
LUCAS MORAES BERNEIRA117/11/201717/11/2021
LUCIANO SISCONETTO BORJA117/11/201717/11/2021
MARCELO HEINEMANN PRESA117/11/201717/11/2021
MARCO AURELIO ZIEMANN DOS SANTOS117/11/201717/11/2021
MARINA RITTER117/11/201717/11/2021
ROGERIO ANTONIO FREITAG117/11/201717/11/2021
SAMANTHA COELHO DE FREITAS1201/08/201828/02/2019
TAÍS POLETTI1201/03/201931/07/2019
TAÍS POLETTI117/11/201728/02/2019

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CNPqR$ 300.000,00

Página gerada em 23/01/2022 15:06:46 (consulta levou 0.053334s)