Nome do Projeto
Conhecer e ressignificar as relações com os insetos junto a comunidade rural de Canguçu e Morro Redondo, Rio Grande do Sul
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
20/05/2019 - 20/04/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Biológicas
Eixo Temático (Principal - Afim)
Meio ambiente / Educação
Linha de Extensão
Educação Ambiental
Resumo
O projeto “Conhecer e ressignificar as relações com os insetos junto a comunidade rural de Canguçu e Morro Redondo, Rio Grande do Sul” visa aproximar a informação de projetos de pesquisa que circula no meio acadêmico com a comunidade externa à UFPEL, especialmente aos produtores rurais envolvidos nestes projetos de pesquisa, às escolas do interior dos municípios de Canguçu e Morro Redondo, e as feiras de produtos orgânicos na cidade de Pelotas. Os projetos de pesquisa em questão, vem sendo desenvolvidos no Laboratório de Ecologia de Lepidoptera (LELep) e no Laboratório de Comportamento e Ecologia de Formigas (LACEF), Departamento de Ecologia, Zoologia e Genética, Instituto de Biologia da UFPel e abordam a diversidade de insetos em diferentes agroecossistemas em propriedades voltadas a agricultura familiar. A proposta é divulgar os resultados da pesquisa a essa comunidade, buscando aumentar o conhecimento e desmistificar certos preconceitos da nossa relação com os insetos. Buscar-se-á realizar a divulgação científica através do conhecimento sobre a biologia de grupos de insetos como Hymenoptera e Lepidoptera em sistemas de produção convencional e orgânico. Neste caso, a abordagem é relativa as suas interações ecológicas, impactos de ações antrópicas sobre sua diversidade e qual a sua relação e importância com a polinização, sistemas de produção e alimentação saudável. A intenção é chamar a atenção da comunidade e escolas para importância da conservação destes animais e seu habitat e como podemos contribuir neste processo.

Objetivo Geral

Divulgar os resultados dos trabalhos desenvolvidos nos projetos de pesquisa do LELep e LACEF buscando incluir e inserir junto à comunidade rural, temas envolvendo ecologia dos insetos, serviços ecossistêmicos associados, produção de alimento, práticas agrícolas e qual a relação com o nosso cotidiano.

Justificativa

Considerando o princípio constitucional da universidade quanto a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, sentimos a necessidade de transpor os muros da universidade com o resultado de nossas pesquisas, a fim de gerar discussões e troca de conhecimento, especialmente com a comunidade rural. Conforme o conceito de extensão universitária apresentado pelo Fórum de Pró-reitores de extensão - Encontros Nacionais (FORPPROEXT, 2012), as atividades extensionistas propostas neste projeto tem um cunho educativo, cultural, científico e político, que visa a troca de conhecimento entre o meio acadêmico e demais setores da sociedade. Sendo assim, a ideia é focar no retorno das informações oriundas de pesquisa científica, bem como gerar discussões acerca do futuro do meio ambiente e nossa relação intrínseca na conservação da nossa biodiversidade e dos serviços ecossistêmicos fundamentais que ela presta.
Aos acadêmicos envolvidos no projeto, a proposta visa sua formação profissional e cidadã, proporcionando diálogos construtivos com outros setores da sociedade, respeitando e promovendo a interculturalidade conforme proposto pela Resolução nº 7/18 (BRASIL, 2018). O processo de divulgação científica proposto visa a democratização do conhecimento científico (BUENO, 2010) e a promoção da alfabetização científica que, segundo Chassot (2003), nos permite perceber a utilidade da ciência na melhoria da qualidade de vida, bem como as limitações e consequências negativas de seu desenvolvimento.
Além disso, o projeto é de suma importância como contrapartida e como um feedback às famílias que cederam o espaço de suas propriedades para as pesquisas científicas do LELep e LACEF. Tal parceria contribuiu para elaboração de seis trabalhos de conclusão de curso, investigando a relação entre a diversidade de insetos (abelhas, borboletas, formigas e invertebrados aquáticos) e as práticas agrícolas adotadas na região de Canguçu e Morro Redondo.

Metodologia

Etapa 1: Estabelecer parceria com as escolas da zona rural de Canguçu e Morro Redondo para participação no projeto. Contatar as famílias que cederam o espaço de suas propriedades para realização da pesquisa do laboratório, para organização de evento de divulgação dos resultados destes trabalhos, bem como promover rodas de conversa sobre a problemática dos insetos e dos serviços ecossistêmicos associados que são afetados pela ação antrópica. Contatar coordenação da ARPA-SUL para promoção de evento semelhante na feira agroecológica de Pelotas.
Etapa 2: Produção de material de divulgação como catálogo com as espécies, banners e folders informativos e organização da coleção entomológica para exposição. Esta etapa do projeto é designada para estudo e preparo dos integrantes para realização das ações de divulgação científica.
Etapa 3: Execução dos eventos de divulgação conforme datas a combinar com o público-alvo envolvido. Serão ofertadas oficina de formação de professores nas escolas parceiras, para explorar o tema em sala de aula, bem como oficina aos alunos da educação básica sobre ecologia de insetos, problematizando sua relação com nosso cotidiano. Além disso, serão realizados eventos de divulgação dos resultados dos trabalhos de pesquisa junto à comunidade rural de Canguçu e Morro Redondo, com exposição de banner, enfatizando a importância da polinização e a relação entre as práticas agrícolas e os insetos associados ao ambiente rural.

Indicadores, Metas e Resultados

Indicadores, metas e resultados esperados: As ações de divulgação científica serão avaliadas pelos participantes ao final das atividades de forma oral ou escrita. O objetivo é buscar um feedback dos envolvidos para aprimorar nossos métodos de divulgação, visando a compreensão da linguagem científica pelo público, o diálogo horizontal e a troca de saberes com a comunidade.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
Bianca da Cruz Iéck
CRISTIANO AGRA ISERHARD2
DANIEL ANDRE DE CARVALHO
DINIZ LIMA FERREIRA
GABRIEL GONCALVES BARBOSA
JOYCE DE MORAIS SOUZA
KAREN MUSTIN CARVALHO2
LUCAS VIEIRA CORTEZ
NATALIA VICENZI
SABRINA LORANDI
SEBASTIAN FELIPE SENDOYA ECHEVERRY1
SHIMENE TORVE MALTA
TAIANE SCHWANTZ DE MORAES
VAGNER LUIZ GRAEFF FILHO

Página gerada em 14/11/2019 12:03:52 (consulta levou 0.091476s)