Nome do Projeto
Mutirão das artes
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
15/05/2017 - 14/12/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Linguística, Letras e Artes
Eixo Temático (Principal - Afim)
Educação / Cultura
Linha de Extensão
Artes integradas
Resumo
Criar espaços e oportunidades multidisciplinares de uso adequado do tempo livre, habilidades e fruição das artes, especialmente da música, do teatro, do cinema e da dança, com estudantes em situação de vulnerabilidade social da escola de ensino fundamental municipal de Capão do Leão, Elmar da Silva Costa, bem como, de capacitação e motivação para as rotinas docentes de ensino-aprendizagem.

Objetivo Geral

Criar espaços e oportunidades para o uso adequado do tempo livre, habilidades e fruição das artes, especialmente da música, do teatro, do cinema e da dança, bem como, de capacitação e motivação para as rotinas docentes de ensino-aprendizagem.

Específicos:
Oportunizar aos estudantes do ensino fundamental, os espaços livres para a criação e conhecimento da música (percussão) e/ou do teatro e/ou do cinema e/ou da dança;
Educar para o uso adequado do tempo livre;
Refletir sobre cidadania e direitos humanos;
Participar de eventos de arte na UFPel e na região;
Capacitar docentes e desenvolver a autoestima para resolução de conflitos e para uma melhor qualidade de vida profissional e cidadã.

Justificativa

A escola municipal de Capão do Leão, Elmar da Silva Costa, vem sofrendo as consequências da degradação material e, também, do desânimo de docentes e desinteresse de estudantes. A pobreza, o tráfico e o consumo de drogas também compõe parte desta triste realidade. A escola não possui espaços adequados para o lazer, o esporte e a artes. A Loja Tiradentes II, da Fundação Maçonica Educacional, sensibilizada com esta situação, procurou o Centro de Artes para o desenvolvimento de um Projeto Piloto que pudesse fomentar habilidades e fruição das artes, educar para o uso adequado do tempo livre. O Projeto, em sua primeira versão (08.16 a 12.16), atendeu a demanda dos docentes da escola, trabalhando com a autoestima e com a capacidade de resolução de conflitos e criou grupos de teatro, dança e música dos quais participaram um número significativo de estudantes da escola.
Para estes dois anos (2017-2018) se vão intensificar as ações, incluindo o cinema e, posteriormente, as artes visuais. Os pedidos da escola e da Loja maçônica de manutenção do projeto decorrem do êxito do piloto realizado no segundo semestre de 2016. É provável ainda, que o Mutirão das Artes alcance outras escolas do município de Capão do Leão.

Metodologia

Um encontro semanal com duração de aproximadamente 01:30 com cada grupo, orientado por estudantes voluntários dos cursos de dança, teatro, cinema e música:
Dança
Teatro
Percussão (e outros)
Cinema
Os encontros acontecerão na escola, na sede do CTG Herança Campeira e no Centro de Artes da UFPel
Encontros semanais com os docentes, na escola.
Reuniões quinzenais de avaliação e planejamento da equipe

Indicadores, Metas e Resultados

O projeto Piloto abriu grupos de teatro, dança e música. A procura foi bastante significativa bem como a participação e compromisso dos estudantes da escola e dos monitores do Centro de Artes. O trabalho realizado junto ao corpo docente da escola, também surgiu efeitos bastantes positivos refletidos na demanda pela continuidade dessa ação. Nesta segunda etapa, verificaremos a adesão ao projeto, isto é, o número de estudantes da escola interessados. A partir das realidades e demandas, poderá se abrir o projeto à comunidade vizinha. Quanto às metas, se deseja criar grupos permanentes, abertos e autônomos de dança, teatro e música, bem como, de conhecimento da produção de vídeos. Espera-se que os integrantes dos diferentes grupos mantenham-se em participação e compromisso, alcancem a produção de conhecimento, fruição e habilidades nas diferentes áreas de ação, bem como, que participem de eventos locais, nacionais e internacionais, quando possível, compartilhando as experiências. Igualmente, se espera que os monitores possam compartilhar a experiência e o aprendizado com a comunidade acadêmica, participem de seminários e congressos, e que, de modo geral, docentes e estudantes, estabelecem relações com a pesquisa e o ensino.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
DÉBORA SOUTO ALLEMAND2
FELIPE CESAR ZOCAL
GABRIEL FILIPE MOREIRA ALVES
GUSTAVO BROCKER DA SILVA
JOSE EVERTON DA SILVA ROZZINI4
JOSIAS PEREIRA DA SILVA2
KAROLINA DA ROSA MENDES
LARISSA MARA ESCUDEIRO
NEY ROBERTO VATTIMO BRUCK4
PAULO JOSE GERMANY GAIGER4
SHAIANE BEATRIZ DOS SANTOS

Página gerada em 21/09/2021 14:01:35 (consulta levou 0.114166s)