Nome do Projeto
Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa Interdisciplinar
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
02/01/2017 - 30/12/2017
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas
Eixo Temático (Principal - Afim)
Educação / Educação
Linha de Extensão
Formação de professores
Resumo
Formar em nível de aperfeiçoamento todos os professores que atuam no ciclo de alfabetização, incluindo os que atuam nas turmas multisseriadas e multietapa. Apoiar esses professores a planejarem as aulas e a usarem de modo articulado os materiais e as referências curriculares e pedagógicas ofertados pelo MEC às redes que aderiram às ações do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa.

Objetivo Geral

- Garantir a formação dos professores alfabetizadores com a finalidade de que os estudantes dos sistemas públicos de ensino básico estejam alfabetizados, em Língua Portuguesa e em Matemática, até o final do 3º ano do ensino fundamental.
- Definir novas diretrizes e conteúdos de formação de professores alfabetizadores com vistas a reestruturação da formação inicial.
- Preparar continuamente, ao longo do curso, o grupo de Formadores que atua junto aos Orientadores de Estudos.
- Organizar dois Cursos de formação (total de 64h) nos pólos atendidos pela IES, a saber: Caxias do Sul e Pelotas,
- Organizar Ciclos de Palestras ao longo do desenvolvimento do projeto.
- Organizar e ministrar a formação dos coordenadores locais,
- Beneficiar com a Formação, aproximadamente, 500 professores Orientadores de Estudos (cada professor orientador será responsável pela formação de 25 alfabetizadores e coordenadores pedagógicos, totalizando aproximadamente 10.000 professores do ciclo de alfabetização).
- Acompanhar o desenvolvimento do trabalho realizado pelos Professores Alfabetizadores em suas respectivas escolas por meio de visitas técnicas e observações.
- Realizar o Seminário final em Pelotas
- Produzir material didático-pedagógico e bibliográfico para subsidiar os processos de formação continuada dos professores alfabetizadores.

Justificativa

As características da realidade educacional brasileira, indicadas pelos dados estatísticos da Avaliação Nacional do Rendimento Escolar ANRESC (Prova Brasil) e do Programa Internacional de Avaliação de Alunos (PISA), evidenciam que é preciso repensar as práticas do ensino de Matemática e da Alfabetização e Linguagem nos anos iniciais, decisivos para toda a escolaridade posterior. Entre as inúmeras variáveis intervenientes no processo de ensino aprendizagem, é consenso que a qualidade da prática docente é decisiva. Há também consenso de que a imersão do educador no cotidiano escolar pode ser uma caminhada solitária e cristalizar-se numa prática não reflexiva. Na escola, é rara a disponibilidade de tempo para a interlocução e discussões sobre o espaço escolar voltadas para situações didáticas, cotidianas, de sala de aula. Haveria necessidade de se construir mais trabalhos coletivos e projetos envolvendo toda a comunidade escolar. A pesquisa em educação vem mostrando que as escolas que incorporam a prática de Formação Continuada para seus professores, enquanto ação institucional, fortalecem o trabalho docente e propiciam a criação de mais espaços de construção do saber. Torna-se fundamental que o professor seja fortalecido em seu discurso para que suas ações sejam coletivamente assumidas pelo grupo como parte de um processo em construção. Isto posto, o Ministério da Educação em parceria com as Secretarias Estaduais e Municipais de Educação, por meio do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, reafirmam, especificam e ampliam o compromisso previsto no Decreto 6.094/2007 (Compromisso Todos pela Educação), no tocante ao inciso II do art. 2º alfabetizar as crianças até, no máximo, os oito anos de idade, aferindo os resultados por exame periódico específico que passa a abranger alfabetização em Língua Portuguesa e em Matemática; realização de avaliações anuais universais, pelo INEP, para os concluintes do 2º e do 3º ano do Ensino Fundamental; apoio gerencial, no caso dos estados, aos municípios que tenham aderido ao Programa Nacional Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), para sua efetiva implementação, conforme disposto no artigo 15º. Desta forma, o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa apoiará os sistemas públicos de ensino básico dos Estados, Distrito Federal e Municípios na alfabetização e no letramento, até o final do 3º ano do ensino fundamental, dos estudantes matriculados no ciclo de alfabetização em escolas rurais e urbanas. O Pacto se caracteriza pela integração e estruturação a partir do eixo de Formação Continuada de Professores Alfabetizadores, de diversas ações, materiais e referências curriculares e pedagógicas do Ministério da Educação que contribuem para a alfabetização; pelo compartilhamento da gestão do programa entre Governo Federal, estados e municípios; e pela orientação de garantir os direitos de aprendizagem e desenvolvimento, a serem aferidos pelos resultados de alfabetização obtidos nas avaliações externas anuais.

Metodologia

Ações de preparação para o Curso de Formação inicial, que se realizará nas cidades de Pelotas e Caxias, com o objetivo de dar continuidade à formação dos orientadores de estudos, que, por sua vez,
ministrarão o curso a professores alfabetizadores e coordenadores pedagógicos em seus municípios. Considerando o foco na Interdisciplinaridade, serão realizados dois cursos presenciais num total de 64 h, entre os meses de janeiro a abril. Nessa edição o objeto deste Plano de Trabalho terá um enfoque na interdisciplinaridade, priorizando a integração entre os componentes curriculares, o foco na organização do trabalho pedagógico, a seleção e discussão de temáticas fundantes em cada área de conhecimento e a ênfase na alfabetização e letramento das crianças. As ementas dos Cadernos de Formação a serem trabalhados nestas atividades formativas são as seguintes: Caderno 4. A organização do trabalho escolar e os recursos didáticos na alfabetização. Caderno 5. A oralidade, a leitura e a escrita no Ciclo de Alfabetização; Caderno 6. A arte no Ciclo de Alfabetização e Caderno 10 - integrando saberes.
Além do trabalho com as unidades supracitadas, serão acrescidos outros materiais, preparados pela equipe
da IES, com a finalidade de reforçar a articulação entre as diferentes áreas do conhecimento com foco na
interdisciplinaridade.

Indicadores, Metas e Resultados

• Realização de dois Cursos de Formação presencial para os Orientadores de Estudos nos pólos atendidos pela UFPel, totalizando 64h;
• Realização de tres cursos de formação em serviço, num total de 36h.
• Manutenção do site do Pacto-UFPel;
• Ciclo de Palestras (atividades adicionais aos Cursos de Formação);
• Visitas de monitoramento de Formadores, Supervisores e monitores às cidades/escolas atendidas pela UFPel;
• Realização do Seminário Final para orientadores de estudo e coordenadores locais (evento para 800 pessoas);
• Realização das atividades de formação dos formadores entre janeiro e abril de 2017;
• Participação da Equipe IES no Fórum de Coordenadores e reuniões técnicas no MEC;
• Participação da Equipe IES no Seminário nacional do PNAIC;
• Produção e impressão de material didático-pedagógico;
• Realização das atividades de apoio técnico e logístico a equipe pedagógica do projeto;
• Certificação dos participantes do projeto

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA PAULA MACÊDO GRECO
ANTONIO MAURICIO MEDEIROS ALVES62
CAROLINE TERRA DE OLIVEIRA62
CLÁUDIA PEREIRA VIEIRA
DOUGLAS WENDLER DE ANDRADE
DÉBORA DE QUADROS DA SILVA
FRANCIELE NUNES BRISOLARA
GABRIEL SOUZA GERMANN DA SILVA
GREGORY SCHUMACHER SOARES
JAMILE SEUS JESKE
JÉSSICA GARCIA FUHRMANN
LARISSA TESTOLIN SCHMIESCKI DOS SANTOS
LEONARDO SENA FURLAN
LETICIA KLEIN PARNOFF
LIGIA CARDOSO CARLOS22
LUANA LEAL ALVES
LUANA MEDINA DE BARROS
MARTA NORNBERG12

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
SEB / SECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICAR$ 657.720,00Fundação Delfim Mendes da Silveira

Plano de Aplicação de Despesas

DescriçãoValor
Material de expedienteR$ 40.146,46
BolsasR$ 33.000,00
Despesa administrativa da fundação de apoioR$ 49.178,49
Outros serviçosR$ 388.753,75
Passagens e despesas com locomoçãoR$ 45.975,50
Despesas com diáriasR$ 100.665,80

Página gerada em 21/09/2021 15:13:30 (consulta levou 0.121383s)