Nome do Projeto
Grupo de Interlocução Pedagógica ESEF/UFPel: práticas de compartilhamento e (re)construção de saberes
Ênfase
Ensino
Data inicial - Data final
01/07/2021 - 01/07/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas
Resumo
O projeto Grupo de Interlocução Pedagógica ESEF/UFPel: práticas de compartilhamento e (re)construção de saberes (GIP/ESEF/UFPel) é um projeto que visa, a partir de ações de ensino, pesquisa e extensão, fomentar a qualificação de ações pedagógicas na unidade, estando em consonância com o Programa Institucional de Pedagogia Universitária (Res. 15/2017) e as propostas estabelecidas pela Coordenação de Pedagogia Universitária. A qualificação das ações pedagógicas perpassa por melhorar a interlocução entre docentes, órgãos colegiados, departamentais e outros grupos e coletivos da unidade e da instituição onde está inserida; fomentando a troca de saberes, a formação docente, conhecendo ações e estratégias existentes, bem como, suas repercussões nos processos de ensino-aprendizagem desde visões colegiadas, docentes e discentes. Portanto, a partir das demandas e características da ESEF/UFPel, se propõe um projeto que permita uma maior articulação do corpo docente. Isaia e Bolzan (2004, p.128) destacam a importância da aproximação de ideias quando afirmam que “não é possível falar-se em um aprender generalizado de ser professor, mas entendê-lo no contexto concreto de cada professor, tendo em vista as trajetórias de formação de cada um, a trajetória da instituição na qual atuam e para qual atividade formativa estão direcionados”.

Objetivo Geral

Fomentar a qualificação de ações pedagógicas na ESEF/UFPEL a partir de ações de ensino, pesquisa e extensão.

Justificativa

Este projeto surge, inicialmente, para suprir a demanda institucional de criação do Grupo de Interlocução Pedagógica nas unidades acadêmicas da UFPel. Com isso, reconhecida a necessidade constante de refletir sobre os processos pedagógicos em todos os contextos educacionais, o projeto de ensino é construído para colaborar com a sistematização do trabalho.
Tal demanda se alinha à importância da promoção do diálogo entre membros da comunidade da ESEF/UFPEL, no que se refere às questões pedagógicas. Construir um espaço de troca e construção de saberes pedagógicos para fundamentar e delinear as ações do Grupo de Interlocução pedagógica da ESEF/UFPEL é fundamental para atingirmos os objetivos delineados a nível institucional, colaborando de modo mais afinado com a unidade. Damiani (2008) nos ajuda a pensar que o trabalho colaborativo pode ser de potencial contribuição para esse processo. Como diz a autora “o trabalho colaborativo entre professores apresenta potencial para enriquecer sua maneira de pensar, agir e resolver problemas, criando possibilidades de sucesso à difícil tarefa pedagógica” (Ibid., p.218). “Um processo coletivo também possibilita conhecimento mútuo e vinculação entre os pares, e entre o coletivo e a instituição” (PIMENTA, ANASTASIOU, CAVALLET, 2003, p.277).

Metodologia

A metodologia de trabalho envolve encontros mensais entre os representantes do GIP da unidade, os gestores da Unidade da ESEF, e os professores interessados em discutir questões pedagógicas. Além disso, será realizado um levantamento de demandas mediante questionário online junto a docentes e discentes sobre questões pedagógicas. A partir da análise de dados coletados serão elaboradas ações de ensino, pesquisa e extensão para promover a qualificação das ações pedagógicas na unidade.

Indicadores, Metas e Resultados

Participação crescente de docentes da unidade nas discussões de cunho pedagógico; estreitamento de laços entre gestão, docentes e acadêmicos para o debate e trato pedagógico dentro da unidade; redução da evasão e retenção acadêmicas.

Página gerada em 29/05/2022 06:41:18 (consulta levou 0.117194s)