Nome do Projeto
Estabilidade Dimensional de hidrocolóides Irreversíveis após períodos de armazenamento
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
30/08/2021 - 30/08/2023
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Resumo
O lançamento no mercado de novos alginatos que são passíveis de armazenamento prolongado, traz ao profissionais de odontologia a perspectiva do aumento das possibilidades do manejo de moldes com finalidade ortodôntica, ou outros usos. Entretanto, na literatura não há consenso sobre o nível de estabilidade dimensional durante seu eventual armazenamento prolongado ante da modelagem. O objetivo deste trabalho será avaliar, por método prático experimental "in vitro", a estabilidade diemensional de alguns alginatos de armazenamento ante da realização da modelagem. O ensaio será realizado a partir de um modelo padrão confeccionado em aço inoxidável, o qual servirá como grupo controle (G1), sobre o qual serão feitos 70 moldes (N=10) de hidrocolóides de três marcas comerciais, os quais serão submetidos a seis condições experimentais de vazamento: imediato (G2), 3 hora 12 horas (G3), 24 horas (G4), 72 horas (G5), 96 horas (G6) e 120 horas (G7), com o emprego de um paquímetro digital (centesimal Nº PA 04, MITUTOYO) um mesmo operador realizará mensurações entre pontos distais padrão dos componentes após a modelagem de todos os grupos. Os resultados serão submetidos a análise de variância Anova a 2 critérios e teste de Tukey com intervalo de confiança de 95%.

Objetivo Geral

O objetivo deste trabalho é avaliar o impacto do armazenamento de hidrocolóides irreversíveis antes do procedimento de modelagem considerando eventuais alterações dimensionais.

Justificativa

Os avanços tecnológicos permitem que modelos podam ser realizados de diferentes modos, incluindo digitais, entretanto, os modelos de gesso obtidos com o emprego de hidrocolóides irreversíveis ainda permanecem extensivamente usados em clínicas ortodônticas do mundo todo. O termo moldagem refere-se a produção em negativo de detalhes anatômicos dos dentes e dos tecidos da cavidade oral com finalidade de estudo ou trabalho, constituindo o modelo, que nada mais é do que a réplica em dimensões reais, ou o mais próximo possível disso, das estruturas referidas. Em Odontologia, os modelos, entre outros usos, são empregados como meio de diagnóstico ou para a confecção parcial ou total de aparelhos ortodônicos fixos ou removíveis.



Os modelos em odontológicos têm, entre outras finalidades, a de suprir as necessidades de registro documental e de avaliação diagnóstica complementar em Ortodontia, sobretudo, também tem nessa área a finalidade de transferir informações clínicas para o ambiente laboratorial, quando dispositivos ortodônticos são necessários para tratamento, ou para contensão pós tratamento. Dentre os diversos materiais presentes no mercado, o alginato se destaca pelo seu custo baixo e fácil manipulação, sendo essa uma das justificativas para a sua ampla utilização. Contudo, a escolha adequada dos hidrocolóides irreversíveis para se obter a melhor precisão e qualidade na moldagem, pode ser um procedimento importante para o sucesso do procedimento que culmina com o modelo. Nesse contexto, é importante destacar que a possibilidade de um maior período de armazenamento do alginato antes da modelagem pode ter valor estratégico no dia a dia do profissional.



Existem diversos materiais de moldagem disponíveis para uso odontológico, por isso há a necessidade dos profissionais entenderem as características e limitações para sua melhor utilização, de forma a minimizar ao máximo as falhas. Esse material pode ser encontrado comercialmente na forma de pó, geralmente contendo alginato de sódio ou potássio, terra diatomácea, óxido de zinco, sulfato de cálcio, fluoretos e fosfato de sódio. Após a obtenção do molde realizado com o alginato, em geral o molde deve ser vazado imediatamente após a moldagem; no entanto em algumas situações clínicas, isso pode não ser possível ou conveniente. Dessa forma, o objetivo do presente estudo será avaliar a precisão e a estabilidade dimensional de alginatos de armazenamento prolongado considerando o tempo.

Metodologia

O ensaio experimental será desenvolvido a partir de um modelo padrão, confeccionado especialmente para o estudo, em aço inoxidável em formato parabólico, dotado de quatro pinos de aço inoxidável, o qual servirá de grupo controle (G1), sobre o qual serão confeccionados, executando o procedimento padrão de moldagem com o emprego de moldeiras ortodônticas convencionais, parta obtenção de 70 moldes (n=10) de hidrocolóide irreversível de três marcas comerciais, sendo uma marca de alginato convencional e outras duas de marcas de alginato para como indicação de tolerância para longo período de armazenamento. Cada molde obtido será submetido a seis condições experimentais de armazenamento prévio ao vazamento, feito com as quantidades de pó e água, conforme indicação do fabricante, nas mesmas condições de temperatura e armazenamento, sendo os tempos de vazamento dos moldes: imediato (G2), 3 horas, 12 horas (G3), 24 horas (G4), 72 horas (G5), 96 horas (G6), e 120 horas (G7). Os moldes serão todos vazados com gesso odontológico tipo IV, obedecendo a quantidades de pó e água e presa conforme indicação do fabricante e com o auxílio de uma com balança analítica com precisão de 0,01g. Após o período de presa do gesso, com o emprego de um paquímetro digital (centesimal N° PA 04, MITUTOYO) um mesmo operador realizará mensurações entre quatro pontos distais padrão dos componentes de todos os grupos. Os resultados serão submetidos a análise de variância Anova a 2 critérios e teste de Tukey com intervalo de confiança de 95%.

Indicadores, Metas e Resultados

Responder a pergunta: Considerando o uso de hidrocolóides irreversíveis para finalidades ortodônticas, qual o período máximo de tempo de armazenamento de antes do procedimento de modelagem é possível encontrar eventuais alterações dimensionais dentro de limites aceitáveis?

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CATIARA TERRA DA COSTA2
DOUVER MICHELON1
FERNANDA ESTIVALET PESKE
MARCOS ANTONIO PACCE2

Página gerada em 16/10/2021 12:25:09 (consulta levou 0.148731s)