Nome do Projeto
Bovinocultura leiteira: Fungos e Micotoxinas em leite cru refrigerado e com mastite
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
02/01/2017 - 31/12/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Agrárias
Eixo Temático (Principal - Afim)
Trabalho / Saúde
Linha de Extensão
Segurança alimentar e nutricional
Resumo
O leite tem um importante papel na dieta humana, pois fornece uma série de nutrientes essenciais. A contaminação do leite por microrganismos indesejáveis, como os fungos, pode causar alterações físico-químicas no mesmo, limitando sua durabilidade e de seus derivados, além de determinar problemas econômicos e de saúde pública. As leveduras são os agentes fúngicos mais frequentemente relacionados às infecções da glândula mamária em bovinos de leite, entretanto fungos filamentosos podem estar presentes. Em relação a estes a sua presença no ambiente proporciona contaminação de rações e consequente produção de micotoxinas que podem ser metabolizadas após ingestão e liberadas no leite. As aflatoxinas são metabólitos secundários de fungos das espécies Aspergillus flavus, A. parasiticus e A. nomius, que contaminam plantas e seus produtos. Entre os contaminantes naturais de produtos agrícolas estão as aflatoxinas B1 (AFLAB1); B2 (AFLAB2); G1 (AFLAG1); G2 (AFLAG2). As aflatoxinas M1 (AFLAM1) e M2 (AFLAM2) são metabólitos hidroxilados das AFLAB1 e AFLAB2 e podem ser encontrados em produtos lácteos obtidos de animais que ingeriram ração contaminada.

Objetivo Geral

Este projeto tem como objetivo assessorar produtores da região de Pelotas quanto ao acompanhamento da mastite clínica e subclínica relacionadas com agentes fúngicos, assim como verificar a presença de bolores, leveduras e micotoxinas no leite refrigerado em cada uma das propriedades.

Justificativa

Embora a Cadeia Produtiva do Leite esteja organizada da produção ao consumo, alguns segmentos parecem obter rentabilidade exorbitante em detrimento de outros, o que determina a fragilidade do setor. Os produtores constituem o elo mais frágil deste complexo, especialmente os pequenos, que usam somente a
mão de obra familiar, possuem pequenas áreas de terra e praticamente não usam mecanização.
Este contingente de produtores que há anos está na atividade leiteira, ano a ano diminui em razão da pouca rentabilidade. Isto ocorre em razão de que não dispõe dos recursos financeiros e não usa recursos técnicos adequados para melhorar a qualidade dos animais e, principalmente o sistema de alimentação de seus rebanhos. A Universidade tem a capacidade de auxiliar em diversos segmentos nessa busca de conhecimento e assessoria para que principalmente o pequeno produtor permaneça sustentável e com bons rendimentos na sua produção. Através do Programa de Desenvolvimento da Bovinocultura Leiteira da região sul este projeto visa assessoras as propriedades (Unidades de Referencias) na verificação laboratorial da qualidade do leite produzido quanto a contaminação fungica e aflatoxinas. Tendo assim, participação direta dos alunos de graduação, o que permite ampliar geometricamente o conhecimento adquirido em sala de aula. Uma vez que estes farão o acompanhamento das coletas de leite e ração, processamento e analise micologica e de
micotoxina em laboratório.

Metodologia

Nas unidades de referencia participantes do PDBL, serão executadas as seguintes ações em conjunto com o Programa citado:
a) Teste de Caneca do fundo preto em todos animais produtores de leite;
b) Realização de testes de CMT nestes animais;
c) Coleta de amostras de leite individuais por teto positivo ao teste de CMT;
d) Acompanhamento de casos crônicos de mastite micótica e autocura;
d) Teste do efeito de sanitizantes na prevenção de mastite micótica;
e) Coleta de leite do resfriador a granel da propriedade.

No Laboratório de Micologia e Bioprospecção do Instituto de Biologia serão realizadas as seguintes atividades pelos alunos envolvidos:
a) Serão semeadas as amostras de leite colhidos de tetos reação CMT positivos para isolamento de fungos
potencialmente patogenicos em meios especificos.
b) Serão processadas amostras de ração e leite do resfriador a granel para verificação de micotoxina, aflatoxinas B1 e M1.

Após verificados os resultados, estes serão apresentados aos produtores com as recomendações necessárias.

Indicadores, Metas e Resultados

Espera-se atender todas as propriedades inseridas no Programa (PDBL), com a frequencia de visitações realizadas a cada uma delas. Todos os resultados positivos, desfavoraveis ao produtor serão apresentados a estes com propostas e recomendações para a solução do problema. Com isso, no decorrer do desenvolvimento do Projeto se pretende avaliar a evolução no aumento da qualidade do leite produzido e este será o indicador de resultados positivospara esta proposta.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CAMILA QUINTANA LOPES
CAMILA SCHWANSON MADRUGA
CRISTINA HALLAL DE FREITAS
GINIANI CARLA DORS
HELENICE GONZALEZ DE LIMA1
PATRICIA DA SILVA NASCENTE2
PATRIQUE DOS SANTOS ACOSTA
PAULA KERN DA SILVA
PEDRO RASSIER DOS SANTOS

Página gerada em 16/07/2019 07:46:00 (consulta levou 0.075587s)