Nome do Projeto
Educação em saúde: conversando sobre o uso e o uso abusivo de drogas
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
01/06/2017 - 31/12/2018
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Eixo Temático (Principal - Afim)
Saúde / Educação
Linha de Extensão
Drogas e dependência química
Resumo
O presente projeto tem por objetivo desenvolver atividades de educação em saúde sobre o uso e o uso abusivo de substâncias psicoativas. As atividades serão realizadas em escolas de ensino fundamental com crianças, adolescentes e jovens. Nossa ideia é trabalhar a cada ano com uma escola sede e neste período contribuir com a formação de grupos de estudantes que possam se empoderar dos diferentes temas tornando-se multiplicadores de saúde na escola. Iremos trabalhar em parceria com professores lotados na Faculdade de Enfermagem, com doutorandos, uma mestranda e estudantes da graduação da enfermagem ou área afim. Temos a parceria com uma escola do bairro simões lopes. Temos a expectativa de trabalhar com aproximadamente 300 crianças durante a execução do projeto neste ano. É consenso em nosso grupo que a necessidade de conversar sobre drogas na escola é fundamental para a prevenção do uso ou do uso abusivo., uma vez que temos encontrado na literatura muitas referencias a respeito do inicio precoce de drogas, particularmente o álcool, então por isso, a necessidade de sensibilizar e esclarecer crianças, adolescentes e jovens sobre os prejuízos do uso abusivo para si próprio, sua família e sociedade e que cada um possa decidir sobre as escolhas de sua vida. Também é esperado que os acadêmicos de enfermagem e outros cursos possam vivenciar as atividades e também aprender com os diferentes relatos, para que assim consigam ter habilidades para trabalhar o tema sem constrangimentos, estigmas ou preconceitos, uma vez que nosso intuito é que o acadêmico possa ser um facilitador da educação em saúde na comunidade, isso de certa forma contribui com a co-responsabilização do futuro profissional para trabalhar com ações externas aos serviços de saúde, ações que possam ser realizadas com a comunidade, dentro da comunidade.

Objetivo Geral

Desenvolver atividades de educação em saúde sobre o uso e o uso abusivo de substâncias psicoativas.

Justificativa

As justificativas para explicar a importância de realização deste projeto se complementam.
A primeira consiste na essencialidade da educação em saúde para o empoderamento das pessoas a respeito de decisões e escolhas tomadas. Infelizmente, é comum para algumas crianças, adolescentes e jovens iniciar o uso de drogas em idade precoce, aumentar este uso e em algumas situações desenvolver um uso abusivo e dependência química, por isso, pra nós estudiosos do tema é fundamental que elas tenham conhecimento a respeito dos efeitos, dos riscos e agravos que poderão ser expostas, das consequências do uso abusivo para suas vidas. É importante que para nós eles possam conhecer a estratégia de redução de danos, que possam conhecer os seu direitos, que possam se tornar adultos que tenham cuidado com as suas vidas e com a vida das pessoas a sua volta, e para nós a educação em saúde tem este caráter empoderador e libertador.

Metodologia

Inicialmente serão realizadas reuniões com os estudantes e bolsistas que irão participar do projeto com a tentativa de alinhar os temas das discussões, bem como criar oficinas, ou até mesmo palestras participativas que facilitem aos acadêmicos o aprendizado das práticas de educação popular.

Será organizado um cronograma semanal de atividades na escola com grupos de crianças, adolescentes e jovens.

As atividades serão divididas de acordo com a idade e ano do escolar. Nossa ideia é trabalhar a cada ano com uma escola sede e neste período contribuir com a formação de grupos de estudantes que possam se empoderar dos diferentes temas tornando-se multiplicadores de saúde na escola. Temos o interesse de realizar ao final do ano uma feira realizada com os estudantes apresentando atividades relacionadas a prevenção ao uso de drogas

Serão temas do projeto: Politica Nacional sobre álcool e drogas, estratégia de redução de danos, gênero e drogas, diferentes tipos de substâncias psicoativas, suas características e efeitos esperados, prevenção do uso, direito a saúde, locais para tratamento e aconselhamento, riscos e agravos relacionados ao uso abusivo, fissura, violência relacionada ao uso de drogas, experiências inovadoras na reabilitação (cultura, arte e educação).

Espera-se utilizar como material de apoio o uso de data show, documentários, videos infantis, internet, lápis, borracha, folha de oficio, folhas de cartolina, tinta guache, tesoura, revistas, jornais, peças anatômicas (de nosso laboratório, câmeras fotográficas, notbook, cd e pendrive). E para a realização da atividade de extensão, o projeto contará com três professores da Faculdade de Enfermagem, sendo que um deles será o coordenador; uma doutoranda do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Enfermagem que é psicopedagoga, outra doutoranda que é nutricionista, uma mestranda e estudantes bolsistas e voluntários a serem escolhidos depois da aprovação do respectivo projeto.

A avaliação de cada atividade será realizada ao final de cada encontro, se espera realizar no mínimo três encontros com cada turma. Será solicitado as crianças que desenhem ou escrevam sobre a sua satisfação com a atividade e com o conteúdo conversado.

Além disso, mensalmente estaremos nos reunindo para realizar auto avaliação e avaliação entre os pares com os estudantes e professores vinculados ao projeto de extensão com a finalidade de verificar a satisfação dos mesmos com os temas trabalhados, com a metodologia utilizada e com o conhecimento cientifico e popular.

Indicadores, Metas e Resultados

Indicadores: número de atividades de educação em saúde por crianças matriculadas, taxa de satisfação com a atividade, número de crianças, adolescentes e jovens com relato de uso de substâncias, taxa de satisfação dos acadêmicos com o trabalho realizado, criação de vinculo com estudantes da escola e com os professores.

Resultados esperados: Orientar as crianças, adolescente e jovens sobre o contexto de uso e de abuso de drogas, informando a respeito dos efeitos esperados no uso de cada substância, licita e ilícita, os tipos de drogas, as drogas mais utilizadas na região e no Brasil, a politica nacional sobre o uso de álcool e drogas, sobre a estratégia de redução de danos, sobre o direito a saúde, ao autocuidado e a tomada de decisão.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ARIANE DA CRUZ GUEDES2
CAMILA IRIGONHE RAMOS
KASSIA GUEDES DOS SANTOS FONSECA
LIENI FREDO HERREIRA
LORRANY DA SILVA NUNES
MICHELE MANDAGARA DE OLIVEIRA4
NATHALIA ARAUJO FERNANDES
PAOLA DE OLIVEIRA CAMARGO
TAÍS ALVES FARIAS
VALERIA CRISTINA CHRISTELLO COIMBRA2

Página gerada em 28/07/2021 10:30:15 (consulta levou 0.086012s)