Nome do Projeto
Proben - Extensão
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
01/10/2018 - 29/07/2022
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Engenharias
Eixo Temático (Principal - Afim)
Tecnologia e Produção / Educação
Linha de Extensão
Gestão pública
Resumo
O PROBEN – Programa de Bom Uso Energético é um programa da Universidade Federal de Pelotas, institucionalizado pela RESOLUÇÃO Nº 03, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2011. Desde 2006, quando iniciou suas atividades como projeto de ensino, o Proben economizou mais de R$ 5 milhões a UFPel e investiu em projetos de desenvolvimento tecnológico relacionados com seus objetivos. Nos últimos anos o Proben tem chamado a atenção de outras instituições e do Governo Federal, resultando num Acordo de Cooperação Técnica entre UFPel, Ministério do Planejamento e Ministério do Meio Ambiente, para implementar o Proben Esplanada, no Distrito Federal. Atendendo ao seu princípio básico de auto-sutentabilidade financeira e de propagação para além das fronteiras da UFPel, o programa visa PROMOVER o uso racional da energia em edificações, através da divulgação, do desenvolvimento tecnológico, da prestação de serviço de capacitação de pessoal, diagnóstico energético e gestão energética.

Objetivo Geral

Implementar o bom uso da energia elétrica, através da educação do usuário e da implementação de tecnologias e técnicas mais eficientes, buscando a redução do consumo, das despesas com energia elétrica e a disseminação do conhecimento para além das fronteiras da universidade. Em outras palavras, promover o uso racional da energia elétrica, tratando-a com responsabilidade e sem desperdícios.

Justificativa

O Governo Federal vem, sistematicamente, através da edição de decretos e normativas, buscando formas de garantir a redução do consumo de energia nos Órgãos e Empresas da Administração Pública. Isto reflete o compromisso da União em gerir corretamente os recursos financeiros obtidos dos cidadãos, além de tornar-se uma referência e um exemplo de combate ao desperdício de energia e, consequentemente, na redução dos impactos ambientais causados pela sua produção e distribuição.
Sendo fontes primordiais da produção de conhecimento e pesquisa, as universidades, como a Universidade Federal de Pelotas, têm como responsabilidade buscar formas racionais de utilização de energia, seja ela natural ou artificial. Outro aspecto é que, com a redução do consumo de energia elétrica, haverá uma diminuição no valor dos custos relativos a esta utilização, o que significa dizer que estes recursos economizados poderão ser aplicados em outras necessidades da instituição ou mesmo reinvestidos (pelo menos em parte) na busca de outras formas de redução do desperdício.
Em função disso, em julho de 2006, a UFPel oficializou o Programa Permanente de Gerenciamento de Energia Elétrica (PPGEE), posteriormente renomeado para Programa de Bom Uso Energético (PROBEN), na Universidade Federal de Pelotas, na forma de projeto de ensino, elaborado e gerenciado por docentes e técnicos administrativos do Laboratório de Conforto e Eficiência Energética (LabCEE) da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAUrb).
O PROBEN cumpre diversas etapas, aumentando a complexidade e o aprofundamento das questões de eficiência energética. Assim, este programa inclui medidas que vão desde revisão de contrato de demanda à campanha de conscientização da comunidade, passando por retrofits dos sistemas de iluminação, motores e condicionamento de ar.
O PROBEN tem comprovado sua sustentabilidade através da economia alcançada. Neste período foram evitados cerca de R$ 5 milhões de reais em gastos com energia elétrica, através da revisão dos contratos de demanda, da correção do fator de potência e de retrofits do sistema de iluminação. Este valor corresponde a, aproximadamente, um ano de pagamento de faturas pela UFPel à concessionária de energia.
Ao longo destes anos, os recursos do Proben ajudaram o desenvolvimento de softwares como o SiAD (Sistema de Análise de Demanda) e SiCE (Simulador de Contratos de Energia), este último com Registro no INPI [n° BR512016001066-5], e disponibilizado para assinatura via WEB, conforme Portaria n° 1.431, de 20 de outubro de 2016, do Gabinete do Reitor.

A partir de meados de 2014 a vertente Proben Educação foi lançada com o intuito de promover o bom uso energético por parte da comunidade acadêmica da UFPel. Esta ação caracteriza-se pelo repasse de parte dos recursos economizados com as unidades que promoverem uma economia de energia. Em 2015, pela primeira vez no histórico de consumo da UFPel, houve redução real no consumo de energia. Do seu lançamento até 2016 foram economizados cerca de R$ 250 mil, dos quais foram repassados às unidades cerca de R$ 150 mil.
Todas estas ações do Proben acabaram por despertar o interesse de órgãos governamentais, inicialmente a A3P – Agenda Ambiental da Administração Pública, ligada ao Ministério do Meio Ambiente. Em 2014, foi solicitado uma apresentação do Proben durante o 8° Fórum da A3P. A partir desta apresentação o Ministério do Meio Ambiente, através da Agenda Ambiental da Administração Pública e Secretária de Articulação Institucional e Cidadania Ambiental (A3P/SAIC), decidiu desenvolver o Proben Esplanada, com apoio do Projeto "Transformação de Mercado de Eficiência Energética no Brasil" - PNUD BRA 09 G31, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento e com o Global Environment Facility (GEF).
Assim dá-se origem ao PROBEN ESPLANADA, fruto de um Termo de Execução Descentralizada (TED) com o Ministério do Meio Ambiente - D.O.U. n° 129 - e um Acordo de Cooperação Técnica (ACT) com o Ministério do Meio Ambiente (MMA) e o Ministério do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão (MP) - D.O.U. n° 184, cujo objetivo principal é promover o uso sustentável da energia, no âmbito das instituições participantes do Projeto Esplanada Sustentável – PES (Brasília-DF).
Durante este ACT foram especificados cinco objetivos principais: 1) Desenvolver a regulamentação do Proben Esplanada; 2) Capacitar gestores e servidores; 3) Fazer a gestão de contratos de energia de prédios da Esplanada; 4) Disponibilizar um software de gestão às instituições participantes; e 5) Elaborar uma publicação com os resultados do Proben Esplanada. Como resultado, além da elaboração da publicação e disponibilização dos softwares, foram realizados três modalidades de cursos com participação de cerca de 80 gestores de 31 órgãos e foram gerenciados os contratos de energia de 16 prédios, gerando uma economia de mais de R$ 1,7 milhão/ano.
Apesar de tudo o que ainda falta desenvolver e avançar, o Proben tem colocado a UFPel em destaque em inovação na área de eficiência energética em edificações, sendo esta, atualmente, uma das quatro instituições a constituir o Grupo de Trabalho, estabelecido pela Portaria n°30 (D.O.U. n° 139) para assessorar a Secretaria de Educação Superior do Ministério da Educação nos assuntos relativos ao consumo energético nas Universidades Federais.
Pelo exposto, neste momento, vislumbra-se a necessidade de formalizar estas múltiplas atividades através de um Projeto de Extensão com relação íntima com a pesquisa e o desenvolvimento e inovação tecnológica.


Metodologia

Para a implantação deste projeto se faz necessário uma metodologia que atenda ao objetivo estabelecido. Este Programa será definido em ações, identificadas a seguir, com seus respectivos indicadores, para acompanhamento da execução do projeto.

Ação 1: Realização de Eventos. Realização de eventos, palestras, vídeo-conferências, abordando a eficiência energética, o desenvolvimento do Proben, suas estratégias de implantação, resultados, gestão de energia, normas e regulamentos pertinentes ao tema.

Ação 2: Atualização de Website do Proben. Através da criação e aprimoramento do website, elaboração de vídeos e material de divulgação próprios serão levados a conhecimento da comunidade acadêmica e externa à UFPel os procedimentos, a relevância do tema e as potencialidades, no que tange a este tema.

Ação 3: Ministrar cursos para implementação do Proben em outras instituições. A expectativa é de 3 a 6 cursos por ano.

Ação 4: Divulgação do Proben. Divulgar vídeos e demais meios didáticos para elucidar o desenvolvimento do Proben, e seus produtos, e fomentar campanhas de conscientização de usuários.

Ação 5: Fornecer acesso ao SiCE. O acesso ao SiCE (Simulador de Contratos de Energia) será realizado por meio de assinatura anual, conforme Portaria n° 1.431, de 20 de outubro de 2016, do Gabinete do Reitor, na qual constam três modalidades de assinatura: Unitária, Múltipla e Coorporativa. A assinatura poderá se dar por meio de GRU ou através da utilização de fundação de apoio, conforme as leis vigentes.

Ação 6: Execução dos serviços de consultoria em eficiência e gestão energéticas. Através de Termo de Execução Descentralizada, GRU ou através da utilização de fundação de apoio, conforme as leis vigentes, serão realizados serviços de diagnóstico energético, eficientização energética, gestão energética e implementação do Proben.

Ação 7: Fornecer acesso ao SiAD. Possibilitar assinatura do SiAD, via WEB por meio de GRU ou através da utilização de fundação de apoio, conforme as leis vigentes.

Ação 8: Avaliação dos resultados. A cada 12 meses serão avaliados os resultados do período, no que se refere ao alcance da divulgação, à sustentabilidade financeira do programa, ao fomento à pesquisas e inovação tecnológica, à quantidade e qualidade de serviços prestados, através de relatórios parciais.

Indicadores, Metas e Resultados

Abaixo seguem os indicadores, metas e resultados esperados de cada ação descrita:

AÇÃO 1 Evento realizado INDICADOR/META: 04 eventos/ ano. RESULTADOS ESPERADOS: Participação de 150 pessoas. Interesse na experiência e nos serviços prestados pela UFPel.

AÇÃO 2 Website atualizado e material didático criado INDICADOR/META: Site no ar e atualizado RESULTADOS ESPERADOS: Aumento de visitações ao site

AÇÃO 3 Curso realizado INDICADOR/META: 03 cursos/ano RESULTADOS ESPERADOS: Participação de 45 pessoas

AÇÃO 4 Envio de mala-direta INDICADOR/META: 150 emails/ano RESULTADOS ESPERADOS: Retorno de 40% dos emails

AÇÃO 5 Assinaturas do SiCE INDICADOR/META: 10 assinaturas anuais RESULTADOS ESPERADOS: Divulgação do SiCE e retorno financeiro ao Programa

AÇÃO 6 Contratação do serviço INDICADOR/META: 03 serviços/ ano RESULTADOS ESPERADOS: Divulgação do Proben e retorno financeiro ao Programa

AÇÃO 7 Assinaturas do SiAD INDICADOR/META: 05 assinaturas anuais RESULTADOS ESPERADOS: Divulgação do SiAD e retorno financeiro ao Projeto

AÇÃO 8 Elaboração de Relatório INDICADOR/META: 01 Relatório/ ano RESULTADOS ESPERADOS: Atendimento às metas

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANTONIO CARLOS DE FREITAS CLEFF8
ANTONIO CESAR SILVEIRA BAPTISTA DA SILVA16
CAROLINA NOBRE VIEIRA WILLIS
EDUARDO GRALA DA CUNHA4
FABIO KELLERMANN SCHRAMM8
ISABEL PIÚMA GONÇALVES2
ISABEL TOURINHO SALAMONI2
JULIANA AL-ALAM POUEY
JULYE MOURA RAMALHO DE FREITAS
LIADER DA SILVA OLIVEIRA14
LUAN MARQUES
MARINA ULIANA TRENTIN
PAULINE MARTINS REIS
RENATA CAETANO PEREIRA
VINICIUS MARINS CLEFF

Recursos Arrecadados

FonteValorAdministrador
Prestação de serviçosR$ 420.000,00Fundação Delfim Mendes da Silveira

Plano de Aplicação de Despesas

DescriçãoValor
BolsasR$ 150.000,00
Hospedagem e alimentaçãoR$ 30.000,00
Manutenção de máquinas e equipamentosR$ 10.000,00
Despesa administrativa da fundação de apoioR$ 42.000,00
Outros serviçosR$ 10.000,00
Passagens e despesas com locomoçãoR$ 40.000,00
Despesas com diáriasR$ 30.000,00
Material de expedienteR$ 8.000,00
Material de manutenção de máquinas e equipamentosR$ 10.000,00
Equipamentos e material permanente (móveis, máquinas, livros, aparelhos etc.)R$ 50.000,00
Ressarcimento à UFPelR$ 20.000,00
Ressarcimento à UA/ÓrgãoR$ 20.000,00

Página gerada em 26/01/2020 19:43:41 (consulta levou 0.127939s)