Nome do Projeto
Análise de fitólitos e grãos de amido recuperados em contextos funerários e domésticos escavados no projeto Jê Landscapes of Southern Brazil
Ênfase
PESQUISA
Data inicial - Data final
01/04/2018 - 01/04/2020
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Pré-Histórica
Resumo
Esta pesquisa almeja identificar o uso de recursos vegetais pelos grupos proto-Jê do Sul, comparando a biodiversidade de contextos arqueológicos funerários e domésticos. Para tanto serão extraidos e analisados grãos de amido e fitólitos de sedimentos e de objetos arqueológicos líticos e cerâmicos recuperados nas escavações de sítios arqueológicos funerários e domésticos durante as temporadas de 2014, 2015, 2016 e 2017 do projeto Jê Landscapes of Southern Brazil. Também será ampliada a coleção de referência de fitólitos para o bioma da mata de araucária. Os dados microbotânicos intrassítio complementarão as pesquisas de antracologia e paleoecologia que já vem sendo desenvolvidas pelo projeto, permitindo assim analisar diferentes escalas da paisagem, desde o local até o regional. Esta metodologia permitirá acessar a biodiversidade tanto em áreas reconhecidamente impactadas por atividades humanas, a partir dos dados microbotânicos intrassítio, como também em áreas ditas pristinas, a partir da comparação destes dados com os gerados pelo todo do projeto.

Objetivo Geral

Uma proposta de pesquisa como essa tem diversos objetivos, tanto pessoais como científicos e também, como nesse caso, institucionais. Não há dúvidas de que criação de um laboratório de arqueobotânica nas dependências do Departamento de Antropologia e Arqueologia da UFPEL depende desse passo inicial, com a aquisição de equipamentos como o microscópio solicitado aqui. Na medida em que um volume maior de análises for processado poderemos dar outros passos, como a criação de um laboratório totalmente equipado e especializado nessa abordagem. Por hora, precisamos realizar todos os procedimentos científicos a contento e gerar novos dados a partir da rede de pesquisadores e colaboradores de outros centros e universidades.
Análises arqueológicas de vestígios microbotânicos realizadas aqui e com padrão de qualidade internacional (já que a presente proposta conta com pesquisadores brasileiros com formação no exterior, além de pesquisadores estrangeiros como colaboradores), facilitarão a inclusão dessa abordagem no cotidiano da comunidade arqueológica brasileira e aproximarão mais ainda os projetos de pesquisa da arqueologia brasileira desse campo metodológico. Dessa maneira, tornaremos os enfoques atuais da arqueologia brasileira ainda mais interdisciplinares, pensando mais a respeito da interação das comunidades com o meio ambiente no passado e, em suma, discutindo mais e mais a respeito do que é pristino e do que é natural nas paisagens que hoje conhecemos.
A criação e consolidação de um núcleo de estudos arqueobotânicos no ambiente da graduação e pós-graduação em Antropologia e Arqueologia da UFPEL é também uma maneira de descentralizar a prática dessa abordagem no Brasil, ou seja, realizá-la de maneira intensiva no Rio Grande do Sul, Estado que hoje fica distante dos poucos centros de pesquisa que a realizam no Brasil.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ANA CAROLINA SPRENGER VALUS101/04/201801/04/2020
FLORA TORRES AREJANO101/04/201801/04/2020
GABRIEL PEREIRA DE OLIVEIRA101/04/201801/04/2020
JORGE LUIZ DE OLIVEIRA VIANA101/04/201801/04/2020
JULIANY DE ABREU CAVALCANTE1201/08/201831/07/2019
LUCIANA DA SILVA PEIXOTO101/04/201801/04/2020
RAFAEL GUEDES MILHEIRA101/04/201801/04/2020
TAMARA OLIVEIRA SILVA101/04/201801/04/2020
THIAGO SEVILHANO PUGLIERI101/04/201801/04/2020

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
FAPERGS (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio Grande do Sul)R$ 16.500,00

Página gerada em 01/07/2022 04:57:45 (consulta levou 0.038851s)