Nome do Projeto
Atuação do GIP no IFM
Ênfase
Ensino
Data inicial - Data final
04/03/2020 - 31/12/2021
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra
Resumo
O Grupo de Interlocução Pedagógica da UFPel (GIP) tem atuado, por meio de representantes, junto às unidades acadêmicas para melhoria do ensino de graduação. Suas ações podem ser caracterizadas por ações locais em cada unidade, coordenada pelos seus representantes, e por ações mais gerais envolvendo mais unidades ou até mesmo toda a comunidade docente da UFPel. Este projeto visa descrever as ações do GIP coordenadas pelos representantes do IFM, Sabrina Salazar (DME) e Eduardo Henriques (DepFís), para os docentes do IFM nos anos de 2020 e 2021. Essas ações são caracterizadas majoritariamente por seminários de formação, grupos de práticas e avaliação das práticas pedagógicas do IFM, principalmente dos docentes participantes do projeto, com a finalidade de apoiar e auxiliar seus docentes a melhorarem suas práticas.

Objetivo Geral

Aprimoramento das práticas pedagógicas dos docentes do IFM.

Justificativa

O IFM apresenta altos índices de evasão e retenção nas disciplinas que oferta às diversas unidades da UFPel. Estes índices são ainda mais altos em disciplinas que são oferecidas em início de curso. Acredita-se que parte desses índices possam ser revertidos com a melhoria do ensino. No entanto, professores muitas vezes relatam dificuldades em implementar novas práticas por causa de diversos fatores como: alta carga horária, estrutura física das salas de aula; alunos que demonstram pouco interesse em aprender e alunos que possuem poucos pré-requisitos. Assim é necessário apoiar os professores para que estes possam enfrentar tais dificuldades e melhorar suas práticas pedagógicas.

Metodologia

O projeto será desenvolvido em dois eixos principais que serão detalhados abaixo.

1) Seminários de Formação
Serão oferecidos seminários de formação aberto a todos os docentes do IFM. Esses seminários serão oferecidos preferencialmente duas vezes por semestre e serão focados em temas de interesse dos docentes do IFM. Tais seminários poderão ser coordenados pelos próprios representantes do GIP IFM ou por palestrantes convidados. Ainda, os seminários de formação são caracterizados por momentos isolados de formação docente abrangendo uma comunidade maior de professores.

2) Grupos de práticas
Estes grupos serão formados com o intuito de estabelecer uma comunidade de prática que discute seu fazer profissional em conjunto. Nesta ação um grupo menor de professores seria envolvido, porém as ações seriam mais regulares, com encontros quinzenais, e a longo prazo, com duração, pelo menos, semestral.

É importante salientar que a participação nas ações do projeto deve ser sempre voluntária, por adesão. Entende-se que os professores universitários atuam em múltiplas tarefas nas áreas de ensino, pesquisa e extensão. Assim, é da natureza do exercício docente universitário a autonomia na escolha de suas tarefas dentro deste espectro.

Indicadores, Metas e Resultados

Apesar de ser esperado que os índices de evasão e retenção diminuam com a melhoria do ensino de graduação, não é esperado que haja alguma relação direta entre a melhoria do ensino e tais índices, ou que os efeitos da participação nas ações deste projeto sejam imediatos. Entende-se que as relações de ensino-aprendizagem são bastante complexas e envolvem uma série de fatores. Desta forma, é importante ressaltar que os impactos esperados deste projeto consistem na prática docente dos professores participantes. Uma meta importante do projeto é desenvolver, em conjunto com os participantes do projeto, metodologias e instrumentos de avaliação dessas práticas.

Página gerada em 25/11/2020 05:27:21 (consulta levou 0.128497s)