Nome do Projeto
Mata Sensorial CuidATIVA: Inspirar Expirar AÇÃO
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
16/11/2020 - 16/11/2024
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências da Saúde
Eixo Temático (Principal - Afim)
Saúde / Meio ambiente
Linha de Extensão
Saúde humana
Resumo
O Projeto "Mata Sensorial Cuidativa: Inspirar e Expirar Ação", esta sendo pensado e em construção há mais de dois anos. O primeiro estímulo surgiu de voluntários da CuidATIVA, Prof. Florismar Thomaz, junto com o saudoso TAE, Dionélio Furtado - "Café", ambos aposentados da UFPel . Juntamente com outras pessoas solidárias, que fazem parte da Cuidativa, decidiram refletir e AGIR. Limparam, cultivaram hortaliças, plantas medicinais e ornamentais em meio aos caminhos da natureza, na mata da antiga Laneira (adquirida pela UFPel há cerca de 10 anos), onde situa-se a Unidade CuidATIVA, que atende pessoas com doenças que ameaçam à vida . Os serviços da CuidATIVA ( Faculdade de Medicina/ UFPel) contemplam ambulatórios, reabilitação física, práticas integrativas, refeitório, hortas e plantas medicinais, embaixada (acolhimento de pacientes da região sul do RS) e futuras instalações do Hospice (hospedagem /internação de pessoas para controle de sintomas). A Mata Sensorial Cuidativa integra esse complexo, com suas trilhas, recantos e jardins. Vários docentes, técnicos em educação e estudantes da UFPel e colaboradores de outras Instituições parceiras, como FURG, CEA, ARPA SUL, Hospital PREMIER - SP e Instituto OBORÉ - SP, são protagonistas solidários na elaboração deste Projeto, potencializando os processos de transversalidade do conhecimento com pluriversidade de culturas. As ações previstas incluem arte-terapia, espetáculos artísticos, práticas agroecologicas, PICS - práticas integrativas e complementares, contemplação da natureza e TICs - Tecnologias de Informação e Comunicação, com objetivo terapêutico e cuidado psíquico e afetivo de pessoas em Cuidados Paliativos. Com o avanço da Pandemia do Coronavirus, foram incluídas no conjunto das ações, a inclusão digital e a aplicação de metodologias ativas, adequadas às novas tecnologias. Neste Projeto buscam-se valorizar sensações alcançadas junto à natureza, presencialmente e/ou à distância, envolvendo plantas nativas, animais silvestres, e também domésticos, e pessoas. Todos os aspectos referenciados pelo Projeto, remetem a ecologia, a biodiversidade e a qualidade de vida, visando o alivio da dor total. Para garantir a acessibilidade e a contemplação dos sentidos, foram criados espaços de locomoção, procurando oportunizar a percepção da texturas de plantas, sons nativos, coloridos da vegetação, odores naturais e paladares de alimentos, incluindo os não convencionais - PANCS. A Mata Sensorial Cuidativa se justifica por si só, como grande espaço de aprendizado coletivo, com conexões e re - conexões voltadas para o bem comum e qualidade de vida

Objetivo Geral

Implementar ações de Cuidado Ativo em saúde no contexto dos Cuidados Paliativos, incluindo atividades de práticas integrativas e complementares , agroecologia, botânica, paisagem musical, arquitetura, ambientalismo e paisagismo, arte, educação terapêutica, saberes originais e espiritualidade, com aplicação de tecnologias sociais criativas, em ambiente natural na Mata Cuidativa, tendo publico alvo pacientes e familiares em Cuidados Paliativos

Justificativa

No mundo atual se torna fundamental ações que promovam o bem-estar e a qualidade de vida de pessoas com doenças crônicas ameaçadoras à vida, bem como de seus cuidadores e familiares. Sabe-se que no Brasil cerca de 75% pessoas morrem por doenças crônicas, o RS e Pelotas seguem a mesma tendência. A CuidATIVA é um serviço de Cuidados Paliativos lotado na Faculdade de Medicina e realiza atendimento ambulatorial e unidade dia, 100% SUS, para pacientes de Pelotas e Região, de segunda a sexta feira, com equipe multidisciplinar que visa aliviar a Dor Total (fisica, emocional, social e espiritual), e melhorar a qualidade de vida e o bem-estar de pessoas, principalmente aquelas em vulnerabilidade social e necessidades especiais. Patologias oncológicas, neurodegenerativas, doenças pulmonares, cardíacas, hepáticas e renais avançadas, AIDS, entre outras, perfazem o universo de público atendido pela Cuidativa. Nesse contexto temos o desafio de articular e ampliar o cuidado em saúde que extrapole os ambientes internos e que aproximem mais as pessoas da natureza a fim de potencializar a qualidade de vida através de estímulos sensoriais que causem bem estar e felicidade. A Mata da Cuidativa surge como grande ferramenta para cuidado integral, singular no contexto da dor total e cuidados paliativos na perspectiva trandisciplinar

Metodologia

Serão articuladas ações presenciais e a distância, durante a semana, envolvendo:
- PICS (Práticas Integrativas e Complementares em Saúde): dança circular, música, aromaterapia, ayurveda, reiki, plantas medicinais, , auriculoterapia, terapia comunitária integrativa
- atividades artísticas e culturais
- oficinas terapêuticas para alivio da dor total
- participação dos usuários em trilhas e jardins sensoriais
- No ambiente natural serão estimuladas atividades voltadas ao cultivo comunitário de alimentos orgânicos, plantas medicinais e PANCS (plantas alimentícias não convencionais)
- qualificação dos ambientes ao ar livre, com a participação coletiva de projetos paisagísticos, ornamentação de jardins , cromoterapia e trilha agroecológica.

Para desenvolvimento desta Ação serão desenvolvidas atividades nos seguintes eixos:
I - Formação em Cuidado Ativo - presenciais e a distância, para pacientes, cuidadores e familiares em cuidados paliativos, os/as profissionais da saúde envolvidos/as, voluntários da CuidATIVA e simpatizantes das propostas de ações:
Realização de oficinas r Rodas Interativas presenciais e a distância sobre:
Tecnologias sociais criativas em arte-educação ambiental;
Práticas agrícolas orgânicas, para cultivo de hortaliças, plantas medicinais, frutíferas, PANCs e jardinagem;
Paisagismo, para planejamento arquitetônico, organização e decoração dos espaços;
Mutirões para a organização dos espaços, tipo roçar, preparar o solo, plantar, semear, etc;
Promoção de rodas interativas em artes cênicas integradas ao meio ambiente, presenciais e a distância: a) teatro e terapia; b) dançaterapia e c) musicoterapia;
II - Mostras e Exposições, presenciais e a distância, integradas a natureza, abertas ao público:
Mostras de Artes Fotográficas, Literárias, Pinturas, Esculturas e outras relacionadas aos cuidados paliativos;
Exposições de artesanatos, presenciais e a distância produzidas por pacientes em cuidados paliativos, bem como seus cuidadores e familiares;
III - Apresentações de espetáculos, presenciais e a distância, para pacientes, cuidadores familiares, profissionais da saúde, voluntários da Cuidativa e simpatizantes em cuidados paliativos, integrados ao meio ambiente com ferramentas de comunicação a distância, abertas ao público:
Musicais;
Teatrais;
Danças
IV - Apresentações de filmes educativos em meio a mata nativa, abertas ao público;
IV - Produção de vídeo-documentário voltado aos cuidados paliativos integrados ao ambiente natural;
V - Produção de audiovisuais sobre Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS), integradas a natureza, a serem veiculados nas redes sociais e websites;

O cronograma envolverá atividades diárias, tanto para manter e cuidar do espaço, quanto para executar as atividades fins . A equipe técnica reunir-se-á semanalmente, para avaliação das ações e evolução dos processos

Indicadores, Metas e Resultados

META 1 : Estimular a ressocialização humanizado junto à natureza
META 2 : Realizar atividades e atendimentos que atentem aos aspectos e necessidades relacionados ao alivio de sofrimento e Dor Total: físicos, emocionais, sociais, espirituais e culturais
META 3: elevar auto estima e dignidade dos usuários ( escala de avaliação de qualidade de vida)
META 4: Ofertar cuidados paliativos através de Práticas Integrativas e Complementares – PIC
META 5: Oportunizar ambiente lúdico para diálogos e aproximações de usuários e equipes
META 6: Proporcionar espaço de reconstrução das histórias de vida (biografias) através da metodologia de história oral dos usuários em cuidados paliativos
META 7: identificação da vegetação e preservação do meio ambiente
META 8: elevar a satisfação dos usuários
META 9: promover acessibilidade através de trilhas naturais na mata
META 10: garantir interação com comunidade externa através de transmissão remota das oficinas

RESULTADOS ESPERADOS
- Resgate da auto-estima de pacientes e familiares
- Emancipação humana
- Senso de coletividade e cuidado mútuo
- Troca de Vivências e Experiências, para o desenvolvimento de estratégias de enfrentamento na trajetória das doenças
- Melhora de Qualidade de Vida de pacientes, familiares, cuidadores
- Prevenção e alivio da dor e outros sintomas físicos
- Prevenção e alivio de sintomas emocionais (tristeza, depressão e ansiedade) na trajetória das doenças
- Proporcionar boa comunicação e facilitação para falar de Diretivas Antecipadas de Vontade
- Minimizar sofrimento existencial e encontro de um sentido para a vida
- Melhora da autonomia e independência de pacientes com doenças crônicas
- Aumento da satisfação dos usuários em relação aos cuidados ofertados
- Redução da sobrecarga de Cuidadores
- Aumento da auto estima e capacidade de ressocialização
- Integração de diferentes saberes e áreas do conhecimento
- Distração, lazer e novas descobertas em ambientes ao ar livre
- Dispertar para o sentido da vida e libertação de medos e angústias
- Aquisição de hábitos alimentares saudáveis
- Valorização de indivíduos e não das doenças que o acometem
- Valorização de biografias e histórias de vida
- Destacar e despertar talentos e vocações individuais dos usuários


INDICADORES
- Avaliar satisfação dos Usuários em relação as ações desenvolvidas espera-se atingir satisfação maior ou igual a 80% em uma escala de 0 a 100%
- Impacto: maior qualidade de vida dos indivíduos expostos, mensuração através de ferramenta validada para mensurar qualidade de vida em cuidados paliativos (POS-BR)
- Impacto: espera-se que 80% ou mais dos indivíduos expostos manifestem Nota menor ou igual a 2 para o sintoma de Dor na Escala Visual Analógica
- Impacto: melhora das AVD e AIVD dos pacientes expostos
- Impacto: redução da sobrecarga dos cuidadores de moderada a intensa para sobrecarga leve ou ausência de sobrecarga, mensurada na Escala de Zarit reduzida
- Impacto: redução para menos de 50% sintomas de Ansiedade e Depressão, mensurados através da Escala de Ansiedade e Depressão







Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ABEL VINICIUS MACHADO CAETANO DA SILVA
ALICE PEREIRA LOURENSON
ANDRE FRANCISCO SANCHES ABRAAO JUNIOR
ANDRIW RUAS SANTOS
ANIE COUTINHO DE OLIVEIRA2
ANTONIO CARLOS PORCIUNCULA SOLER
ANTONIO PORCIUNCULA SOLER
BIANCA MENDES ASCARI
CARLA ALDRIGHI GOMES4
CARLOS EDUARDO WAYNE NOGUEIRA2
CAROLINE GHELLER
CASSANDRA DALLE MULLE SANTOS4
CERES JEANINE FRIPP
CINTIA AVILA BLANK4
CLARA ZILLIG ECHENIQUE
CRISTHIAN MOREIRA BRUM2
CRISTIANE HALLAL DA SILVA4
Celia Maria Santos da Costa
DESIRÉE FRIPP DOS SANTOS
DULCE STAUFFERT4
ELEN NUNES GARCIA4
Elijah Barbosa Da Costa
FABIANO MILANO FRITZEN2
FLORISMAR OLIVEIRA THOMAZ
FRANCIELI PETER DA SILVEIRA
Fernanda Corrêa da Silva
Franciely Frasseto Delolmo Ledesma
GIOVANA MANCILLA PIVATO
GUSTAVO MACIEL ZURSCHIMITTEM
Gabriel Carlos Baeta Melo
ISABELA BARREIRO AGOSTINI
ISABELA OLIVEIRA DE MIRANDA
ISABELLA ANNUZA COIMBRA
JANAINA CARDOSO BRUM2
JANETE MILHAO FLORES
JOAN DA SILVA THEIS
JOAO HEITOR COSTA DA SILVA
JOAO PEDRO CARDOZO MACEDO
JUCIARA SILVA CORREA FONSECA
JULIA FRIPP THOMAZ
JULIANA DAMASCENO MACIEL
JULIETA MARIA CARRICONDE FRIPP
JULIETA MARIA CARRICONDE FRIPP4
JULLYANA LIMA RIBEIRO
Jaqueline Durigon
Jaqueline Fischer Verly
KARINA DOS SANTOS MOURA
LARISSA DALL AGNOL DA SILVA2
Lisandra Files Dias
MARCIA VAZ RIBEIRO
MARGARIDA AIRES DA SILVA
MARIA FONSECA FALKEMBACH2
MARIO DUARTE CANEVER8
MIGUEL DELANOY POLIDORI
MIGUEL FONSECA SOARES
Maickol Bessa Dilelio
NATÁLIA CASTILHOS PIONER
RAFAEL VICTORIA SILVA
RAQUEL FLORES CARDOSO
RAQUEL LUDTKE4
RAYSSA DE OLIVEIRA FONTOURA
REGINA ALICE CARRICONDE FRIPP
ROBERTA ARAUJO FONSECA
ROBERTA WILBORN
ROGERIO REUS GONCALVES DA ROSA2
Rafaela Miguel Garcia
SANDRA REGINA CALDEIRA BRITO
STEPHANIA FITARONI BATISTA LENGRUBER
TATIANE TAVARES FUJII
TEILA CEOLIN2
TEODORA SCHUMACHER BAUER
THALES FILIPE DELMONICO AGUIAR
TICIANA GOMES IIZUKA
VITOR MEDEIROS CRUZ
WILISTON FERNANDES ELEUTERIO

Página gerada em 23/06/2021 08:07:06 (consulta levou 0.206322s)