Nome do Projeto
Centro de Cidades Saudáveis, Envelhecimento e Cidadania
Ênfase
Pesquisa
Data inicial - Data final
01/03/2021 - 31/12/2023
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas
Resumo
O Centro de Cidades Saudáveis, Envelhecimento e Cidadania reúne acadêmicos dos Programas de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo, Memória Social e Patrimônio Cultural, Odontologia, Educação Física e Epidemiologia da Universidade Federal de Pelotas. O Centro iniciou suas atividades em 2018, fazendo parte do Programa Internacional CAPES PRINT do Governo Federal Brasileiro. O objetivo do Programa CAPES PRINT é incentivar a construção, implementação e consolidação de planos estratégicos de internacionalização, estimular a formação de redes internacionais de pesquisa, ampliar as ações de apoio à internacionalização nos programas de pós-graduação, promover mobilidade de docentes e discentes (com destaque para alunos de doutorado, pós-doutorandos e docentes no exterior e para o Brasil), fomentar a transformação das instituições participantes em um ambiente internacional, e integrar outras ações de promoção da CAPES ao esforço de internacionalização brasileiro. O Centro trabalha com os seguintes países: Reino Unido, França, Argentina e Chile. Temos a participação internacional do Instituto Urbano da Universidade Heriot-Watt em Edimburgo (Reino Unido), do Laboratoire de Sociologie Mémoire et Cognition da Université Nice Anthipolis (França), da Universidad Nacional de La Patagonia (Argentina), e da Universidad del Bío Bío (Chile). A proposta é que o Centro se consolide na área de estudos do envelhecimento e mesmo após o término do Programa do CAPES PRINT, seja reconhecido nacional e internacionalmente como o fórum internacional de pesquisas do envelhecimento e planejamento da cidade no Brasil.

Objetivo Geral

Temos quatro objetivos principais:

1. Consolidar parcerias internacionais entre a Universidade Federal de Pelotas e o Reino Unido, França, Argentina e Chile, tanto no âmbito de estudos do envelhecimento como no estabelecimento de novas redes internacionais.

2. Apoiar pesquisas que permitam aos idosos permanecer em suas comunidades, possibilitando uma vida ativa e assumindo um papel significativo em suas comunidades.

3. Promover seminários, workshops e minicursos relacionados com os temas do envelhecimento no lugar e da memória.

4. Promover a mobilidade acadêmica de pesquisadores para instituições internacionais parceiras específicas para participar de estudos e redes de cidades saudáveis e envelhecidas.

Justificativa

A justificativa que se faz para o desenvolvimento deste Centro se dá pela importância que os estudos de envelhecimento no que tange o comportamento humano são importantes perante ao processo mundial de envelhecimento da população.

O envelhecimento deve ser entendido como um processo formado por uma pluralidade de lógicas, práticas e valores culturais dos indivíduos e sociedade. Estudos da Organização Mundial da Saúde (OMS) indicam que em 2050 o número de pessoas com mais de 65 anos dobrará; isso provoca inúmeros desafios, especialmente para Países de Renda Baixa e Média como o Brasil.

A ideia de promover o envelhecimento saudável aponta para algumas questões fundamentais, tais como: promover a inclusão de idosos em um ambiente urbano amigável, desenvolver práticas intergeracionais nos espaços públicos e políticas públicas com foco no envelhecimento vigentes, e garantir a eliminação de barreiras que permitam aos idosos uma adequada participação social e cívica na cidade.

Os estudos com idosos compreendem três dimensões espaciais consideradas pela equipe de pesquisadores do Centro, que correspondem a diferentes níveis de interação e memória: 1. a cidade, o espaço público compartilhado; 2. o bairro, o espaço privado; e 3. a casa. Essas três dimensões são analisadas em conjunto para que o processo de envelhecimento ocorra em um ambiente saudável, permitindo a autonomia do idoso, e fortalecendo os laços sociais por meio de redes locais (como o bairro) e narrativas memoriais, fundamentais na afirmação de identidade social.

Metodologia

Reuniões online, workshops, entrevistas, mapas mentais, mapeamento geo-referenciado, mapeamento participativo, mapas cognitivos, diários fotográficos, questionários, world cafes workshops, e fóruns de políticas públicas.

Indicadores, Metas e Resultados

Reconhecimento nacional e internacional do Centro como o fórum de discussão de estudos do envelhecimento e de desenvolvimento de políticas públicas visando cidades saudáveis no Brasil e no mundo.

Fontes Financiadoras

Sigla / NomeValorAdministrador
CAPES / Coordenação de Aperfeiçoamento de Nível SuperiorR$ 89.205,00Coordenador

Plano de Aplicação de Despesas

DescriçãoValor
339036 - Outros Serviços de Terceiro - Pessoa FísicaR$ 10.000,00
339020 - Auxílio Financeiro a PesquisadorR$ 79.205,00

Página gerada em 26/10/2021 20:21:14 (consulta levou 0.416597s)