Nome do Projeto
Projeto de Permanência e Qualidade Acadêmica do Curso de Bacharelado em Museologia
Ênfase
Ensino
Data inicial - Data final
26/06/2023 - 26/06/2025
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Sociais Aplicadas
Resumo
Na atualidade, os indicadores acadêmicos gerais da UFPel, bem como os específicos do Curso, apontam a necessidade de atenção à complexidade de fatores que, em escala e proporções diversas, têm levado a dificuldades também múltiplas, dentre as mais evidentes e perigosas, a que se refere à relação permanência-evasão dos estudantes. Dessa maneira, este projeto intenta estabelecer ações institucionais voltadas à mitigação das fragilidades e à potencialização das fortalezas do Curso.

Objetivo Geral

Implementar ações que visam a melhoria da qualidade acadêmica do Curso, com especial atenção aos fatores que têm resultado em evasão, de modo a propiciar a reversão deste e demais fatores desfavoráveis.

Justificativa

Segundo dados fornecidos pela PRE, resultantes dos trabalhos do Programa de Permanência e Qualidade Acadêmica, indicadores como inscrições no SISU; ocupação de vagas; alunos vinculados; trancamentos, cancelamentos e desligamentos; turnos de oferta; retenção, evasão e diplomação, corroboram a premência de ações institucionais voltadas à mitigação das nossas fragilidades e à potencialização das nossas fortalezas.

No que concerne ao Curso de Museologia, neste contexto, alguns dados são especialmente importantes: entre 2015 e 2019 a taxa de ocupação pelo SISU foi de 76%, numa média de 89,1% do ICH; e de 12,5% de ocupação via PAVE, sendo a média do ICH de 37,9%. No que tange à evasão, em 2019 o percentual foi de 62%, sendo um total de 70% considerando a janela entre 2014 e 2019. Entre 2014 e 2016 a taxa de diplomados foi de 24%, sendo os evadidos 65% e os vinculados 11%.

Percebe-se que são percentuais que não destoam das médias da própria UFPel, assim como estas também não contrastam com os índices gerais referentes ao acesso e permanência à universidade pública no país. Assim considerando, justifica-se a criação deste projeto de ensino, de caráter institucional (ou seja, do Curso e não apenas do seu coordenador) e com vinculação a instâncias ampliadas de enfrentamento aos horizontes de refreamento do potencial de inserção, interrelação e desenvolvimento - em sentido diverso e irrestrito - da sociedade brasileira.

Metodologia

Considerando o fundamental engajamento da coletividade de docentes, alunos e servidora técnico-administrativa do Curso, de modo a refletir num trabalho coletivo e com a identidade da nossa comunidade, a metodologia do projeto prevê abarcar as seguintes questões:
- o estabelecimento de uma política de autoavaliação periódica e constante;
- a concentração das ofertas de disciplinas em um único turno, tanto quanto possível for, uma vez que muitas delas são de responsabilidade de diferentes departamentos e unidades da UFPel;
- estabelecer uma política de tutoria, especialmente voltada ao acompanhamento de alunos ingressantes ou que estejam nas fases iniciais do Curso;
- consolidar uma política de mapeamento das necessidade de acompanhamento pedagógico e/ou psicológico, aprofundando o diálogo com os diversos setores responsáveis da Universidade - seja os da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (PRAE), ou vinculados à Coordenação de Diversidade e Inclusão (CODIn), por exemplo -, bem como integrar o Grupo de Interlocução Pedagógica (GIP);
- fomentar a mobilidade acadêmica;
- ampliar e qualificar os meios e rotinas de acompanhamento de egressos;
- mapear disciplinas ofertadas pelos mais diversos cursos da UFPel que possam resguardar equivalência com as do nosso Curso;
- permanecer participando regularmente das Mostras de Cursos de Graduação;
- continuar promovendo a semana de acolhimento de novos alunos, que já é uma tradição do Curso de Museologia;
- incentivar e propiciar condições para a realização contínua da JOMU - Jornada Acadêmica da Museologia, como um evento anual de que gere impacto e visibilidade ao Curso;
- seguir e aprofundar as ações de dinamização da presença do curso das redes digitais, por meio do projeto institucional de ensino, já em andamento, voltado à gestão da informação e comunicação do Curso;
- reforçar mecanismos previstos no PPC direcionados ao estabelecimento de uma política própria de diversidade;
- estabelecer uma rotina de reuniões pedagógicas imersivas;
- estudar as possibilidades de criação de uma empresa júnior e um Programa de Educação Tutorial (PET) no âmbito do Curso;
- avaliar a possibilidade da criação de uma revista ou um boletim discente, sob administração do centro acadêmico (CAMU);
- oferecer, periodicamente e em parceria com o CLC, oficinas de leitura e escrita acadêmica, que podem ser em torno de um autor escolhido;
- fortalecer parceria com o Colégio Municipal Pelotense e potencialmente com outras instituições do ensino básico.

Indicadores, Metas e Resultados

Considerando ponto-a-ponto o arcabouço metodológico descrito acima, prevê-se como principais resultados:

- uma visão clara e instrumental acerca da realidade do Curso, por meio da identificação de suas principais fragilidades e fortalezas;
- ampliação da procura pelo Curso, e das possibilidades de permanência e integralização, dentro do prazo mínimo regulamentar;
- inserção segura e orientada dos alunos, possibilitando seu envolvimento mais profundo na rotina acadêmica, incluindo a participação em projetos, a produção científica, a organização e participação em eventos e demais atividades;
- atenção apropriada à multiplicidade de necessidades próprias de um corpo discente igualmente múltiplo e diverso;
- possibilidade de formação mais rica e plena de experiências, para além dos limites da nossa universidade;
- estreitamento do diálogo e da parceria com profissionais que tem a contribuir na compreensão dos fatores que levam ao sucesso na carreira;
- disponibilização de um quadro de componentes curriculares mais ampliado, atrativo e diversificado à formação dos alunos;
- ampliação da visibilidade, especialmente através do contato direto com estudantes do ensino médio, considerando-os potencias estudantes do Curso;
- acolhimento institucional e humano dos ingressantes, fator que vem sendo determinante para sua permanência no Curso;
- capacidade e segurança, por parte dos estudantes, de se reconhecerem como sujeitos, em um processo coletivo, de sua própria trajetória pedagógico-formativa; além do fortalecimento da identidade e da visibilidade interna e externa do Curso;
- ampliação do alcance do Curso por meio de sua otimização info-comunicacional;
- acolhimento, acessibilidade e inclusão total de pessoas LGBTQIA+, negros, quilombolas, indígenas, mulheres, pessoas com deficiência, e demais sujeitos que marcam nossa diversidade social em termos de gênero e sexualidade, etnia, tradições culturais e vulnerabilidade socioeconômica;
- debate, avaliação e planejamento de perspectivas sobre ensino-aprendizagem, com vistas ao estabelecimento claro das prioridades, presentes e futuras, do Curso;
- construção de oportunidades de estágio, emprego, atividades, projetos e editais, auxiliando os alunos em seu percurso formativo, de maneira que eles possam ser, tanto quanto possível, coprotagonistas deste processo;
- incentivo à produção e a imersão crítico-reflexiva dos dicentes;
- combate à carência e dificuldades dos estudantes em relação à escrita acadêmica;
- divulgação dos projetos e ações do Curso, além de parceria na iniciação de estudantes do ensino médio com temas relativos aos museus, à memória social e ao patrimônio cultural.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
CARLA RODRIGUES GASTAUD5
CLAUDIA ABRAAO DOS SANTOS CELENTE
DANIEL MAURICIO VIANA DE SOUZA14
DIEGO LEMOS RIBEIRO8
ISADORA COSTA OLIVEIRA
JOAO PEDRO PECCINI RODRIGUES
JULIANO OLIVEIRA DA SILVA
Juliane Conceição Primon Serres7
LECENIR DINIZ DOS SANTOS3
MARTA CALDEIRA PACIOS
NICOLLY AYRES DA SILVA
NORIS MARA PACHECO MARTINS LEAL4
PEDRO LUIS MACHADO SANCHES4
RAFAEL DE OLIVEIRA MACEDO
RENAN MARQUES AZEVEDO DA MATA
RITA JULIANA SOARES POLONI7
SARAH MAGGITTI SILVA5
Valéria Borges

Página gerada em 25/04/2024 01:42:25 (consulta levou 0.652036s)