Nome da Disciplina
ANATOMIA DO DESENVOLVIMENTO
CÓDIGO
09040035
Carga Horária
45 horas
Atividade Complementar
Não
Periodicidade
Semestral
Unidade responsável
CRÉDITOS
3
CARGA HORÁRIA TEÓRICA
2
CARGA HORÁRIA PRÁTICA
1
CARGA HORÁRIA OBRIGATÓRIA
3
FREQUÊNCIA APROVAÇÃO
75%

Ementa

A disciplina aborda os processos relacionados a ontogenia dos vertebrados, a partir de uma única célula, descrevendo os principais eventos da anatomia do desenvolvimento desde o período pré-concepção até o nascimento (eclosão) com um enfoque comparativo entre a gênese humana e dos principais representantes das demais classes de vertebrados com uma recapitulação do surgimento dos fenômenos avaliados nos invertebrados.

Objetivos

Objetivo Geral:

A disciplina de Anatomia do Desenvolvimento tem como objetivo geral o de oportunizar aos discentes uma visão holística, dinâmica e contextualizada da atual situação do desenvolvimento científico e tecnológico referente aos conhecimentos da anatomia do desenvolvimento da gênese humana comparada às demais classes de vertebrados e de uma introdução de seu surgimento nos invertebrados.

 

Objetivos Específicos:

1) - Integrar os conhecimentos obtidos no decorrer do Curso nas disciplinas de Anatomia, Histologia, Zoologia, Genética, Bioquímica, Evolução, Ecologia e outras, visando a construção do embasamento teórico para a compreensão da Anatomia do Desenvolvimento nos vertebrados com enfoque comparativo a gênese humana; 2) - Facilitar aos discentes as informações básicas sobre a anatomia do desenvolvimento correlacionada aos estudos da gênese humana e representantes das demais classes de vertebrados permitindo adquirir uma base de conhecimentos básicos aplicáveis a todas as ciências morfológicas e a formação profissional; 3) - Aplicar avaliações teóricas, práticas e teórico/práticas para a verificação do nível de aprendizado, reflexo da atividade docente e, desenvolver métodos alternativos de avaliação onde os discentes sejam colocados diante de situações que conduzam a aplicação dos conhecimentos adquiridos na resolução de situações reais; 4) - Estimular a capacidade dos discentes para ler e interpretar textos com informações da área de anatomia do desenvolvimento estimulando sua capacidade crítica frente às informações apresentadas através da discussão em grupo das informações suplementares oferecidas; 5) - Enfocar o espírito do trabalho e da tomada de decisões em grupo mediante discussão dos temários, escolha do(s) método(s) de avaliação e da verificação do desempenho individual e grupal dos discentes; 6) - Oportunizar aos discentes o convívio acadêmico com alunos-monitores em aula teóricas e teórico/práticas para incentivar o hábito do estudo e a perspectiva da docência como estímulos para a melhoria do desempenho pessoal; 7) - Desenvolver um ritmo de atividades compatível com a disponibilidade de horários de classes teóricas e práticas objetivando ministrar os conhecimentos relacionados a disciplina de forma holística e inter-relacionada às demais áreas do saber; 8) - Realizar atividades teóricas e teórico/práticas de forma sincronizada para facilitar o aprendizado e sempre que possível, observar a interdisciplinaridade da formação acadêmica procurando, entre outros objetivos, desempenhar as atividades acadêmicas em sincronia com as demais disciplinas; 9) - Buscar o complemento da formação acadêmica incentivando a utilização de modernos recursos tecnológicos como a consulta “on line”, salas de debates e mesmo a leitura de literatura científica “on line” em outro(s) idioma(s) através da proposição sistemática de questões referentes aos conteúdos programáticos que estejam em discussão no momento; 10) - Flexibilizar as metodologias utilizadas em sala de aula e também nas avaliações, procurando facilitar o aprendizado e, sobretudo, estimular a busca pessoal da formação profissional indicando métodos e recursos para consecução deste objetivo. 11) Oportunizar aos acadêmicos a revisão geral dos conteúdos previamente vivenciados nas disciplinas da grade curricular permitindo sua correlação e integração realizando deste modo um corte transversal conjunto as demais disciplinas do semestre encerrando o ciclo de formação acadêmica da graduação.

Conteúdo Programático

1 Revisão Sist. Genital Masculino e Feminino
1.1 Sistema Genital Feminino
1.1.1 Generalidades
1.1.2 Ovário
1.1.3 Tubas, útero, vagina e genitália externa
1.1.4 Histofisiologia do sistema genital feminino
1.2 Sistema Genital Masculino
1.2.1 Generalidades
1.2.2 Testículos
1.2.3 Ductos genitais e glândulas acessórias
1.2.4 Pênis
1.2.5 Histofisiologia do sistema genital masculino
1.3 Gametogênese masculina e feminina
2 Fenômenos Pré-concepção
2.1 Cortejo
2.2 Fisiologia do orgasmo
2.3 Aspectos associados ao comportamento sexual e reprodutivo
2.4 Temas associados a sexualidade
3 Terminologia - Principais conceitos e termos utilizados no estudo da Anatomia do Desenvolvimento
3.1 Terminologia do Período Pré-Natal
3.2 Terminologia do Período Pós-Natal
3.3 Termos Descritivos
4 Semanas da Anatomia do Desenvolvimento Humano (Gênese Humana) – Pós-Fertilização
4.1 Primeira Semana
4.1.1 Gametogênese, número cromossômico
4.1.2 Fecundação
4.1.3 Segmentação (Clivagem)
4.1.4 Formação do blastocisto
4.1.5 Zigotos anormais e abortamentos espontâneos
4.1.6 Início da nidação
4.2 Segunda Semana
4.2.1 Implantação do blastocisto
4.2.2 Sítios de Implantação
4.2.3 Abortamentos precoces
4.2.4 Embrioblasto didérmico
4.2.5 Anexos extra-embrionários - cório, âmnio e saco vitelínico
4.2.6 Formação da Placa Pré-Cordal
4.3 Terceira Semana
4.3.1 Gastrulação
4.3.2 Linha Primitiva, nó primitivo, notocorda
4.3.3 Desenvolvimento da Notocorda
4.3.4 Neurulação
4.3.5 Desenvolvimento dos Somitos
4.3.6 Desenvolvimento do celoma intra-embrionário
4.3.7 Sistema cardio-vascular primitivo
4.3.8 Desenvolvimento das vilosidades coriônicas
4.3.9 Anexos embrionários - alantóide
4.4 Quarta a Oitava Semanas
4.4.1 Dobramentos do Embrião
4.4.2 Derivados dos folhetos embrionários - organogênese e morfogênese
4.5 Período Fetal
4.5.1 Fenômenos de crescimento, desenvolvimento e acabamento
4.5.2 Avaliação fetal
5 Placentologia
5.1 Placentas coriônica, Coriovitelínica avascular e vascular, corioalantoidiana
5.2 Placentas decídua e não decídua
5.3 Placentas labiríntica, vilosa, pregueada, difusa
5.4 Placentas discoidal, cotiledonária, zonária
5.5 Placentas epiteliocorial, sindesmocorial, endoteliocorial e hemocorial
5.6 Parto
6 Teratologias
6.1 Principais alterações teratológicas da Primeira Semana
6.2 Principais alterações teratológicas da Segunda Semana
6.3 Principais alterações teratológicas da Terceira Semana
6.4 Principais alterações teratológicas da Quarta a Oitava Semanas
6.5 Principais alterações teratológicas do Período Fetal
6.6 Algumas substâncias Teratogênicas e seus efeitos
6.7 Principais Síndromes
7 Métodos diagnósticos utilizados para acompanhar a anatomia do desenvolvimento humano
7.1 Cordocentese
7.2 Amniocentese
7.3 Fetoscopia
7.4 Ultrasonografia
7.5 Ressonância Magnética e similares
7.6 Dosagem de Alfafetoproteínas
7.7 Outros Métodos
8 Embriologia comparada
8.1 Embriologia dos Invertebrados e Protocordados
8.2 Embriologia dos Vertebrados - Peixes
8.3 Embriologia dos Vertebrados – Anfíbios
8.4 Embriologia dos Vertebrados - Répteis
8.5 Embriologia dos Vertebrados - Aves
8.6 Embriologia dos Vertebrados - Mamíferos
8.7 Outros modelos – Tipos de ovos e sua segmentação; Oligolécito, Centrolécitos e Telolécitos

ATIVIDADE PRÁTICA
1. Sistemas genital masculino e feminino – anatomia microscópica dos testículos, vias espermáticas, ovário, oviduto, útero, glândula mamária
2. Gametas masculino e feminino
3. Segmentação – modelo Peixes
4. Blastocistos
5. Modelos de embriões
6. Fetos – datação fetal
7. Organogênese de répteis (tartarugas e serpentes ovovivíparas)
8. Métodos de descrição da Anatomia do Desenvolvimento em peixes, anfíbios e répteis.

Bibliografia

Bibliografia Básica:

  • Básica- Almeida. J.M. de (1999) Embriologia Veterinária Comparada. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 176p. Moore, K. L. , Persaud, T.V.N., Torchia, M.G. (2012) Embriologia Clínica 9 ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 540 p. (c/ Consulta on line) Wolpert, L.; Jessell, T.; Lawrence, P.;Meyerowitz, E.; Robertson, E.; Smith, J. (2008) Princípios de Biologia do Desenvolvimento. 3 ed. Porto Alegre: Artmed, 576p.

Bibliografia Complementar:

  • Complementar Calandra, D.; Andersen, O.A.; Reynoso, R.M.; Comparato, M.R.; Mormandi, J.O.; Diaz, E.M. (1975) Ecologia Embrionaria y Fetal. – estúdios de los factores exógenos responsables de malformaciones fetales. Buenos Aires: Artgentina: Panamericana, 278p. Cha, S.C. (2004) Medicna Fetal – Vol I. São Paulo: Roca, 288 p. De Moraes e Silva Filho, A. (1991) O Colo Uterino Humano. Artes Médicas. 293p. De Robertis (Jr), HIB, Ponzio (2003) 14 ed. De Robertis Biologia Celular e Molecular. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 413 p. Eagleman, D. (2012) Incógnito, as vidas secretas do cérebro. Rio de Janeiro: Rocco, 286 p. Fitzgerald, M.J.T. (1980) Embriologia Humana. São Paulo: Harper & Row do Brasil, 197 p. Garcia, S.M.L.; Daudt, H.M.L.; Fernandez, C.G. (1997) Embriologia Estudos Dirigidos para aulas práticas. Porto Alegre: Sagra-Luzzato, 148p. Gatty, B. (1986) A origem do ser vivo. São Paulo: Martins Fontes, 172p. Gatty, B. (1986) Ontem, o Universo. São Paulo: Martins Fontes, 160p. Gilbert, S.F., Singer, S.R. (2006) Developmental Biology. 8 ed. Sinauer Associates, 751p. http://www.sinauer.com/detail.php?id=2500 Goldenberg, M., Iturrusgarai, A. (2012) Tudo o que você não queria saber sobre sexo. Rio de Janeiro: Editora Record LTDA, SNP. Gould, S.J. (1987) Darwin e os grandes enigmas da vida. São Paulo: Martins Fontes, 274p. Gregersen, E. (1983) Práticas sexuais – A história da sexualidade humana. São Paulo: Roca, 323p. Grene, R. (2001) El arte de la seduccion. Edicion de Jose Elffers. Madrid: Espasa, 512p. Hamilton, W.J., Boyd, J.D., Mossman, H.W. (1964) Embriologia Humana Buenos Aires, Intermédica, 521 p. Hanken, J., Hall, B.K. (1993) The skull – Vol. 1 – Development. Chicago: The University of Chicago Press, 587 p. Hib, J. (2008) Embriologia Medica 8 ed., Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 263.

Turmas Ofertadas

Turma Período Vagas Matriculados Curso / Horários Professores
M1 2019 / 2 100 37 Ciências Biológicas (Bacharelado)
Ciências Biológicas (Licenciatura)
Horários
ManhãTardeNoite
QUI19:00 - 19:50
19:50 - 20:40
20:40 - 21:30
LUIZ FERNANDO MINELLO
Professor responsável pela turma

LAURA BEATRIZ OLIVEIRA DE OLIVEIRA
Professor Regente

M2 2019 / 2 60 38 Zootecnia (Bacharelado)
Horários
ManhãTardeNoite
SEG14:00 - 14:50
14:50 - 15:40
16:00 - 16:50
ANA PAULA NUNES
Professor Regente

LUIZ FERNANDO MINELLO
Professor responsável pela turma

Disciplinas Equivalentes

Disciplina Curso
ANATOMIA DO DESENVOLVIMENTO Ciências Biológicas (Bacharelado)
ANATOMIA DO DESENVOLVIMENTO Ciências Biológicas (Licenciatura)
ANATOMIA DO DESENVOLVIMENTO Zootecnia (Bacharelado)

Página gerada em 14/10/2019 22:49:37 (consulta levou 0.173396s)