Nome do Projeto
Abordagens teóricas e práticas da Química Forense no âmbito pericial
Ênfase
Extensão
Data inicial - Data final
03/02/2020 - 03/02/2025
Unidade de Origem
Coordenador Atual
Área CNPq
Ciências Exatas e da Terra
Eixo Temático (Principal - Afim)
Educação / Trabalho
Linha de Extensão
Educação profissional
Resumo
O presente projeto unificado faz referência ao desenvolvimento de atividades de cooperação entre a Universidade Federal de Pelotas e a Unidade Técnico-Científica da Delegacia de Pelotas, como representante da Superintendência Regional de Polícia Federal no Rio Grande do Sul. O desenvolvimento do projeto é permeado por ações realizadas de forma conjunta entre ambas as instituições, tendo por base a necessidade de intercambiar informações, conhecimentos, e dados que envolvem conceitos químicos e a realidade pericial. O ambiente universitário do curso de Bacharelado em Química Forense é caracterizado pelo desenvolvimento de conhecimentos na área, para os quais se prevê aplicações específicas, enquanto que na Unidade Técnico-Científica vinculada à Polícia Federal muitos destes conhecimentos encontram aplicação direta. Neste sentido, a troca de informações com profissionais que atuam na área pericial torna-se enriquecedora para os dois núcleos envolvidos, os quais possuem as características distintas de detenção do conhecimento e experiência profissional. As atividades desenvolvidas associam o eixo da extensão com os eixos de ensino e pesquisa, em uma proposta unificada que converge esforços visando o desenvolvimento das ciências forenses em um sentido mais amplo, que excede o âmbito da sala de aula, e inclui um aporte profissional. Destaca-se que o projeto surge a partir de uma demanda acadêmica e social, e que o público alvo das ações compreende discentes da UFPel, e a sociedade no âmbito regional, considerando que as atividades são desenvolvidas em eixos variados e com objetivos distintos.

Objetivo Geral

Este projeto tem por objetivo geral a implementação de ações conjuntas que atendam interesses comuns nas áreas de atuação dos partícipes – Universidade Federal de Pelotas e a Unidade Técnico-Científica da Delegacia de Pelotas, especialmente no que diz respeito à troca de conhecimentos e serviços. Assim, objetiva-se a realização de ações para o desenvolvimento de estudos relacionados às ciências forenses no âmbito pericial, bem como o desenvolvimento tecnológico relacionado.

Justificativa

A implementação de ações conjuntas entre a Universidade Federal de Pelotas e a Superintendência Regional de Polícia Federal no Rio Grande do Sul, consolidará uma ampla troca de conhecimentos e experiências, com benefícios tanto para os discentes do curso de Bacharelado em Química Forense, quanto para a Unidade Técnico-Científica da Delegacia de Pelotas, setor da Polícia Federal envolvido no projeto. No que tange aos discentes, as ações desenvolvidas possibilitarão o seu envolvimento em atividades periciais, como forma não somente de aplicação do conhecimento desenvolvido no curso, mas também na dinamização deste em uma esfera profissional e multidisciplinar. Por sua vez, para a Unidade Técnico-Científica da Delegacia de Pelotas, o desenvolvimento do projeto, com intensa integração entre os envolvidos, permitirá aperfeiçoar sua estruturação técnica e o intercâmbio de informações com os discentes e profissionais da instituição de ensino, visando a adequada realização de exames na área de Ciências Forenses, e cumprimento dos demais objetivos propostos.

Metodologia

Ações que serão realizadas são de compartilhamento de informações, conhecimentos e experiências entre as instituições envolvidas, tendo como público alvo a comunidade acadêmica da UFPel, e a sociedade no âmbito regional. As ações contemplarão inicialmente Oficinas de casos periciais, com o objetivo de realizar atividades periciais no âmbito acadêmico; Análises de substâncias químicas oriundas de apreensão da Polícia Federal, visando a realização de análises experimentais de substâncias químicas apreendidas pela Polícia Federal, utilizando os laboratórios de Química da UFPEL com aplicação para estudos nas disciplinas de ensino do curso de Química Forense; e Ciclo de Debates de Atuação Pericial, onde serão desenvolvidos debates de aprendizagem técnico e científico, com vistas à discussão de temas específicos na área pericial. Todas as atividades serão desenvolvidas em um eixo extensionista.

Indicadores, Metas e Resultados

Como indicativos do desenvolvimento das atividades serão consideradas a avaliação do aproveitamento discente das ações que os têm como público alvo, bem como o aproveitamento das atividades desenvolvidas pela parceria, que abrangem a sociedade regional, principalmente no que se refere à execução de análises de substâncias químicas oriundas de apreensão, cujos resultados têm relevância social.
No âmbito das metas, podem ser destacados o desenvolvimento das ações previstas cumprindo os prazos pré-estabelecidos, e o atendimento aos objetivos propostos, os quais serão mensurados a partir dos indicativos de desenvolvimento das atividades.
Com relação aos resultados, são esperados o intercâmbio de conhecimentos, informações, dados, e experiências profissionais e técnicas; em conformidade com os objetivos das ações que compõem o escopo do projeto.

Equipe do Projeto

NomeCH SemanalData inicialData final
ALEXANDRE DE MATTOS MACHADO
AMANDA FONSECA LEITZKE
ANDERSON CRIZEL PINHEIRO HOLZ
ANGELICA DE AVILA MARTINS
CARLA DE ANDRADE HARTWIG2
CAROLINE LANDIM CORREA
CINTIA DA COSTA VIANNA
CLARISSA MARQUES MOREIRA DOS SANTOS3
CLAUDIO MARTIN PEREIRA DE PEREIRA9
EMILLY FIUZA RODRIGUES
GEONIR MACHADO SIQUEIRA2
JANAÍNA VERGARA VALIM
KELEN CRISTIANE MACHADO GOULARTE
LETICIA DE OLIVEIRA VOLOSKI
MARCO AURELIO ZIEMANN DOS SANTOS1
MÁRCIA REDMER MACHADO VEIGA
NATHALIA PEREIRA KOLTZ DE LIMA
PRISCILA HATANO BAPTISTA
ROGERIO ANTONIO FREITAG2
ROSINEI SILVA SANTOS
Samara Alves Testoni
THAIS ORTIZ LOPES

Página gerada em 20/05/2022 20:53:17 (consulta levou 0.107650s)